infraestrutura

Santa Maria tem quase R$ 50 milhões em obras

Serviços mantêm a economia girando com o emprego de, ao menos, mais de 400 pessoas

Natália Müller Poll

Fotos: Anselmo Cunha, Diário

Se a engrenagem da máquina pública já anda a passos lentos em tempos normais, imagina, então, frente a uma pandemia global. Foi o que aconteceu, em 2020, quando o mundo foi pego no contrapé em meio à crise sanitária da Covid-19. Santa Maria, neste sentido, também viu obras paralisadas e tantas outras, em andamento, tendo dificuldades em manter os serviços em ritmo satisfatório.

O Diário traz, nesta matéria, um levantamento da situação das obras públicas, que são executadas pela prefeitura. A radiografia, que conta com informações repassadas pelo Executivo municipal, aponta para um conjunto de 30 obras que, juntas, somam R$ 47,8 milhões. Deste total, mais de duas dezenas delas estão em andamento. Porém, há outras que pararam.

O projeto de renda básica de Marina une petistas e Pozzobom

O montante milionário, de quase R$ 50 milhões, deriva de repasses do governo federal, de emendas parlamentares, de empréstimo contraído pela prefeitura, e, ainda, da aplicação de recursos próprios do caixa do governo municipal. A cifra ajudou, ao longo de todo o ano passado, e mantêm isso ainda no momento, a aquecer a economia local. Uma vez que os canteiros de obras representam, em média, o emprego de 400 pessoas.

Os serviços que são executados contemplam desde obras iniciadas no primeiro mandato do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) à continuidade de serviços iniciados nas gestões dos ex-prefeitos Valdeci Oliveira (PT) e Cezar Schirmer (MDB).

O importante e necessário avanço da vacinação

Carro-chefe da gestão tucana, o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), dinheiro obtido pela prefeitura junto à Caixa Econômica Federal, possibilitou a recuperação asfáltica de vias e de avenidas da cidade.

A cifra de R$ 28 milhões foi liberada ainda em janeiro de 2019, em cinco parcelas de R$ 5,6 milhões, sendo que a última está sendo executada ainda. O recurso possibilitou melhorias em mais de 50 vias, além da compra de equipamentos (retroescavadeira, caminhões, etc.) e de material de consumo.

SEM PALIATIVO

A prefeitura tem feito obras de micro e macrodrenagem. Ou seja, galerias corroídas com o tempo e danificadas estão passando por obras. Pozzobom destaca a realização de obras "muitas vezes não vistas":

- Esse tipo de obra é enterrar dinheiro, até porque são serviços complexos, mas com resultados duradouros. Não estamos fazendo paliativo ou só o tapa-buraco. Estamos empregando o dinheiro do contribuinte com entrega e respeito.

RECUPERAÇÃO

Para o economista Alexandre Reis, entre os segmentos da economia, o da construção civil precisa ser visto com peculiaridades e reservas. Ele lembra que o 2020 era visto como um ano para a retomada do setor após cinco anos difíceis, entre 2013 e 2018, - o ápice da crise institucional e econômica do país. Mesmo assim, Reis pontua como importante as obras feitas pelo poder público como forma "de dar uma dinâmica de aquecimento da economia":

- O ponto alto, claro, é a empregabilidade. Em tempos de pandemia, ter mais obras em execução do que paralisadas, é um reforço no fluxo de renda.

Governo minimiza obras paralisadas e promete conclusão

Quanto ao fato de o município ter obras públicas paralisadas, o assessor superior do prefeito, Guilherme Cortez, tira "da conta" da prefeitura, o saldo de quase uma dezena de serviços sem sequência. Segundo ele, as principais causas das paralisações são a necessidade de readequação do projeto, a falta de insumos no mercado devido à pandemia da Covid-19 e o atraso no repasse de verba pela União.

Vereador propõe melhorias à comunidade LGBT

Por e-mail, a prefeitura diz que o objetivo do município é a "retomada e conclusão das obras o mais breve possível".

O economista Alexandre Reis enfatiza que obras paradas no Brasil limitam o crescimento econômico e também impõem custos extras para o governo.

Ao menos, seis obras necessitaram de aditivos de prazo e de valores para manter os serviços em execução.

EM ANDAMENTO

1) Centro de Eventos do CDM (Bairro Fátima)

  • Onde - Em anexo ao Centro Desportivo Municipal
  • Quando começou - Iniciada em 2007 e paralisada em 2013. A 4ª etapa foi retomada em janeiro de 2020
  • Prazo para conclusão - Junho de 2021 (para terminar a 4ª etapa)
  • Quem faz - Bragagnolo Construção
  • Valor - R$ 2,6 milhões


2) Recuperação asfáltica e sinalização viária

  • Onde - Av. Ângelo Bolson, entre os bairros Nossa Senhora Medianeira e Duque de Caxias
  • Quando começou - Março deste ano
  • Prazo para conclusão - Junho deste ano
  • Quem faz - Della Pasqua
  • Valor - R$ 1,6 milhão (recurso do Finisa)


3) Execução de macrodrenagem, microdrenagem e pavimentação asfáltica (Bairro Perpétuo Socorro)

  • Onde - Ruas Casemiro de Abreu, Sete de Setembro, Raul Soveral, João Guilherme Rademacher e João Octacílio Kuhn
  • Quando começou - Maio de 2020
  • Prazo para conclusão - Junho de 2021 (foi solicitado aditivo de prazo)
  • Quem faz - F.Z. Construções
  • Valor - R$ 1,2 milhão (recurso do Finisa)


4) Microdrenagem (para resolver problemas de alagamentos), drenagem pluvial, pavimentação asfáltica e sinalização viária (Bairro Salgado Filho)

  • Onde - Trecho da Avenida Borges de Medeiros, trechos da Rua Padre Manoel da Nóbrega, Fernandes Vieira, Inspetor Goulart e Aristides Lobo
  • Quando começou - Outubro de 2020
  • Prazo para conclusão - Abril deste ano (foi pedido aditivo de prazo)
  • Quem faz - Conpasul
  • Valor - R$ 2 milhões (recurso do Fundo Pró-Saneamento)


RADIOGRAFIA

Veja, abaixo, a situação das obras da prefeitura:

  • Existem 30 obras em execução pelo governo municipal
  • Deste total, 21 estão em andamento
  • As demais 9 estão paralisadas
  • Total em investimento de R$ 47,8 milhões


A ORIGEM DOS RECURSOS

Confira de onde vem as verbas para a execução das 21 frente de trabalhos

  • Finisa - 2
  • Pró-Saneamento - 5
  • Medida compensatória - 1
  • PAC/recurso da União - 7
  • Emenda parlamentar - 2
  • Recursos próprios - 4


DESTINAÇÃO

Veja as áreas contempladas nas 21 obras

  • Regularização fundiária (loteamentos) - 6
  • Saneamento básico (micro e macrodrenagem)/pavimentação - 5
  • Recuperação asfáltica - 2
  • Construção de unidades de saúde - 2
  • Outros - 6


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190