de saída

Ministro Ernesto Araújo pede demissão

Chanceler ocupava o cargo desde o começo do governo Bolsonaro e protagonizou polêmicas

Crédito: AFP

O ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pediu, nesta segunda-feira, demissão do cargo. O comunicado ocorreu em um encontro reservado com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Havia, desde o fim de semana, muita pressão contra o chanceler. A situação elevou a necessidade de o Itamaraty dar uma resposta, ainda depois que 300 diplomatas criticaram a política externa conduzida por Araújo, considerada controversa.

Butantan entrega mais 5 milhões de doses da CoronaVac ao Brasil

A mais recente polêmica envolvendo Araújo foi um ataque dele à senadora Kátia Abreu (PP-TO). Ele a acusou de atuar em favor de interesses da China na questão do mercado de 5G. A senadora rebateu, à época, dizendo que o chanceler tem uma conduta pautada pela "falta de equilíbrio".

Desde que assumiu o Ministério da Relações Exteriores, Araújo protagonizou inúmeras polêmicas. No ano passado, em abril, falou que a pandemia seria parte de um "projeto globalista" e um "novo caminho do comunismo". Tendo como guru Olavo de Carvalho, um bolsonarista de carteirinha, vinha pregando a existência do "comunavírus", "vírus ideológico".


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190