em santa maria

'Colocar em dúvida as urnas é inconsequente', diz presidente do TRE-RS

O desembargador do TRE destacou que um dos maiores problemas nacionais é a disseminação de desinformações, as fake news

Em Santa Maria para estreitar ainda mais as relações com os juízes eleitorais e com os funcionários da Justiça Eleitoral, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), desembargador Arminio José Abreu Lima da Rosa, falou sobre assuntos que têm dominado o cenário político nacional, como o já rejeitado voto impresso auditável, o processo eleitoral de 2022 e a desinformação propagada com o intuito de gerar conflitos e instabilidade no país. Além do desembargador, também estavam na Justiça Eleitoral do município, juízes eleitorais e a diretora-geral do TRE, Ana Gabriela de Almeida Veiga, que abordou sobre os rumos da biometria.

VÍDEO: Restaurante Popular tem licitação suspensa e vai operar em novo contrato emergencial

Natural de Porto Alegre e juiz de Direito desde 1976, o presidente do Tribunal já atuou na Comarca de Santa Maria. No final da tarde de quinta-feira, o desembargador falou à reportagem enquanto visitava as instalações dos cartórios. Segundo ele, o objetivo da visita foi avaliar as necessidades da Justiça Eleitoral, e o que pode ser feito para aprimorar ainda mais os espaços, além de ajustar junto aos servidores sobre as eleições de 2022.

Abreu Lima da Rosa também abordou sobre a confiança nas urnas eletrônicas. Segundo ele, os equipamentos são confiáveis tanto na votação quanto apuração. Nos últimos meses, muito se debateu sobre o voto impresso auditável, impulsionado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A possibilidade de retornar a este modelo, no entanto, já foi rejeitada pela Câmara dos Deputados. Mesmo assim, juízes eleitorais de todo o país têm reforçado que o emprego das urnas eletrônicas é seguro, inclusive com um processo carregado de auditorias.

O presidente do TRE também falou sobre a desinformação disseminada principalmente pelas redes sociais, popularmente conhecidas como fake news, e que colocam em dúvida o processo eleitoral. Segundo o desembargador, este é um dos grandes problemas do país e que acabam deixando de lado situações realmente preocupantes e que têm consequências à população.

Presidente da AVTSM diz que decisão de manter local do júri da Kiss é uma 'decepção'

- Colocar em dúvida as urnas é desnecessário, inconsequente e deixa de lado grande problemas que estamos vivendo. Temos uma crise sanitária, com 585 mil mortes, inflação fora de controle, desemprego, redução das atividades econômicas. Assuntos que deveriam ser os objetos das preocupações de quem administra a nação, e não são, infelizmente.

BIOMETRIA
Conforme a diretora-geral do TRE, a retomada da biometria deve recomeçar somente em 2023, já que não há uma previsão em relação à pandemia de coronavírus. Enquanto isso, os processos estão suspensos para não expor a população. Dessa forma, disse Ana Gabriela, as eleições de 2022, por uma questão de prudência, vão seguir os mesmos ditames e métodos do último pleito.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190