liberdade econômica

Aprovada lei que promete desburocratizar o desenvolvimento de atividades econômicas

A proposta tem o objetivo de desburocratizar e incentivar o desenvolvimento de atividades econômicas e produtivas, gerando emprego e renda à população

Maurício Araujo

Foto: Karohelen Dias/Câmara de Vereadores

O projeto de Lei de Liberdade Econômica, enfim, foi aprovado pela Câmara de Vereadores. A proposta, do Poder Executivo, foi votada na sessão ordinária desta terça-feira, no plenário da Casa. A lei, que trata das normas relativas à livre iniciativa e ao livre exercício de atividade econômica agora segue para sanção do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB). Além de ser uma vitória do governo e de parte dos vereadores, a legislação é uma grande conquista para pequenos e médios empreendedores, bem como para a sociedade.

As boas-vindas do prefeito Pozzobom ao novo arcebispo de Santa Maria

A proposta tem o objetivo principal de desburocratizar e incentivar o desenvolvimento de atividades econômicas e produtivas, gerando emprego e renda à população. Com a lei aprovada, e depois de efetivada, espera-se diminuir os entraves burocráticos para a abertura de novos negócios, além de reduzir os custos para quem quiser empreender no município.

Os vereadores do PT e PC do B votaram contra o projeto.

CONSTRUÇÃO COLETIVA

Desde o começo do ano, prefeitura e Legislativo se uniram para viabilizar a proposta. Dois projetos da Lei de Liberdade Econômica, com a mesma proposta, chegaram a ser protocolados na Câmara. Um deles era do Executivo e outro do vereador Tubias Calil (MDB). O emedebista, no entanto, retirou o seu projeto para garantir maior celeridade à votação ao Projeto de Lei da prefeitura. Uma atitude sensata e consensual que buscou, acima de tudo, a aprovação da proposta e os benefícios que ela trará. Assim, tanto Legislativo quanto Executivo deixaram qualquer vaidade de lado para trabalhar pelo bem maior.

Honorários de procuradores não trazem impacto financeiro ao Estado, afirma associação

Junto ao secretário de Licenciamento e Desburocratização, Ewerton Falk, que liderou a empreitada pelo Executivo, Tubias, Pablo Pacheco (PP), Manoel Badke (DEM) e Alexandre Vargas (Republicanos), reuniram-se diversas vezes para tratar do tema e construir a lei.

COMPLEXIDADE

Conforme o secretário Falk, o objetivo do governo, de desburocratizar os processos internos, começa a se concretizar. A Lei de Liberdade Econômica, explica, busca diminuir a complexidade dos serviços prestados. De acordo com ele, a administração, ao longo do tempo, focou na construção de um ambiente propício, inclusive por meio do Poupa Tempo, para efetivar propostas como a Liberdade Econômica.

- Foi um trabalho coletivo entre agentes públicos que tinham o mesmo objetivo: desburocratizar e trazer benefícios à população.

Segundo Falk - que não poupou esforços para construir o projeto e acompanhou, nesta terça, a votação na Câmara -, o Executivo já começará os trabalhos para efetivar, na prática, a legislação.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190