legislativo

Antes da CPI da Covid-19, Câmara de Vereadores ouve secretário de Saúde

Guilherme Ribas e técnicas da pasta explicaram aos vereadores o planejamento e a organização da vacinação

Maurício Araujo

Foto: Pedro Piegas (Diário)

A prefeitura de Santa Maria segue pressionada quando o assunto é relacionado à área da saúde. Nesta quarta-feira, o secretário de Saúde, Guilherme Ribas, participou de uma reunião pública, da Comissão de Saúde do Legislativo, para explicar as ações da pasta. Desde as últimas semanas, a presença do secretário era aguardada. As relações ficaram menos amistosas tanto para o secretário quanto para os funcionários da pasta, que deram falas desencontradas quanto ao andamento da vacinação contra a Covid-19 no município.

Vereadores não poupam críticas à fala de Pozzobom na abertura do Ano Legislativo

Com a gestão Jorge Pozzobom (PSDB) sendo alvo de três Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPIs), sendo duas delas voltadas à saúde, a ida de Ribas foi vista como um preparatório do Legislativo frente à chamada CPI da Covid-19, que busca apurar "ações e omissões" do governo municipal no enfrentamento a pandemia. As demais investigações têm como foco possíveis irregularidades nos pronto-atendimentos (PA do Patronato, PA da Tancredo Neves e Unidade de Pronto-Atendimento).

COMO FOI

O secretário até abriu os trabalhos da reunião, mas quase que de imediato passou a palavra à adjunta, Ana Paula Seerig, e à coordenadora do setor de imunização, Cecília Mariane Pinheiro Pedro. Coube à dupla apresentar o planejamento e a organização da pasta, com breves e pontuais intervenções de Ribas.

Projeto que propõe combate à violência contra mulheres nas escolas é protocolado na Câmara

Servidoras públicas, de forma coordenada e ao mostrar que conhecem detalhadamente cada setor, elas conduziram a reunião. Desta forma, explicaram o passo a passo da vacinação. Além de explicarem o conceito de "estoque" e "armazenamento", Ana Paula e Cecília falaram sobre as dificuldades da campanha e dos desafios.

RESPOSTAS

Elas falaram sobre as doses que sobram nos dias de campanha, que são destinadas a pessoas de grupos prioritários que por alguma razão ainda não tomaram a vacina, como novos profissionais de hospitais e idosos que faltaram. Falaram dos motivos de os professores não terem sido vacinados. Sobre isso, alegaram que o município segue o Plano Nacional de Vacinação.

A voz mais enfática da oposição foi a do vereador Tubias Calil (MDB), que é vice-presidente da Comissão de Saúde, e elevou o tom contra o governo:

- Parabenizo as servidoras, aqui presentes, pelas falas esclarecedoras. Não pessoalize, secretário. Mas a minha fala aqui é direcionada ao senhor. A saúde pede socorro em Santa Maria.

O vice-líder do governo Pozzobom, Givago Ribeiro (PSDB), se limitou a perguntar com que frequência o "vacinômetro" da prefeitura é atualizado.

O secretário Guilherme Ribas reiterou que o momento exige diálogo, e que a participação dos vereadores, tanto nos grupos de trabalho quanto em outras iniciativas de planejamento, é sempre bem-vinda:

_ Agradeço o convite pela participação. Acredito que tivemos muitas sugestões para que a Secretaria de Saúde possa avançar. Eu estou sempre à disposição para trabalhar de forma conjunta, porque acredito que Executivo e Legislativo devem trazer resultados propositivos lá pra ponta, para quem precisa da saúde de Santa Maria.



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190