contatos Assine
visita inesperada

VÍDEO: fã das motos da Brigada Militar, menino é surpreendido em festa de aniversário

13 Setembro 2018 20:47:00

Otávio Trindade Ribeiro completou 4 anos com visita da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam)

Camila Gonçalves
Foto: Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Muitas crianças comemoram o aniversário com os seus heróis representados na decoração da festa. Otávio Trindade Ribeiro completou 4 anos e ganhou uma surpresa como poucas crianças têm a chance: viu os ídolos chegarem, em carne e osso, na própria festa. O pequeno admira os policiais da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) da Brigada Militar.

Comandantes da BM discutem estratégias para diminuir indicadores criminais em Santa Maria

Nesta quinta-feira, durante a festa dele, em um salão do Bairro Salgado Filho, um grupo de 6 policiais chegou de surpresa para homenagear o pequeno fã. A festa teve decoração do Grêmio, outra paixão de Otávio, mas, assim que os policiais chegaram, a temática tricolor cedeu espaço para as motos, os capacetes e as fardas da tropa. 

A paixão pela polícia começou desde cedo, segundo a mãe do menino, Ediane Trindade, 31 anos. O pai de Otávio, Darlan Ribeiro, 30 anos, trabalha como vigilante na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Portanto, as primeiras referências sobre a polícia vieram do pai.

- Ele sempre adorou essas coisas, porque o pai é o herói dele - conta Ediane.

Jovem de São Sepé e criança morrem em acidente em Santa Catarina

Depois da convivência com os símbolos de segurança em casa, o menino passou a observar a polícia em todo lugar que ia. No Calçadão, um dos pontos onde sempre há patrulhamento da Rocam, Otávio olhava de longe os homens e mulheres fardados e queria cumprimentá-los. Quando Darlan contou sobre o encanto do filho para o comerciário Lauro Vasconcellos, 55 anos, que trabalha em um mercado no bairro, Vasconcellos apresentou os PMs que fazem ronda pela região para Otávio. Depois disso, o menino não quis saber de ir em outro mercado. Segundo a mãe, cada saída para fazer compras é vista como uma oportunidade para encontrar os "amigos".

- Às vezes, ele encontra os policiais que nem são os mesmos que ele conheceu e quer ir dar oi para os amigos. Ele bate continência, faz posição de sentido e diz que, quando crescer, quer ser que nem os amigos dele, ou jogador de futebol - detalha a mãe.


O capitão Gustavo Dubou, comandante do 1º Esquadrão da BM, que abarca a Rocam, disse que é bom saber que há alguém olhando e admirando o trabalho da polícia, que, muitas vezes, só é lembrada em situações de perigo. Ele explica que a aproximação com a comunidade também faz parte da doutrina do policiamento comunitário, um dos eixos de atuação da BM.

- Geralmente, até os pais dizem para os filhos que, se fizerem algo errado, vão chamar a Brigada. É uma satisfação saber que temos essa imagem para uma criança - diz o comandante.


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190