contatos Assine
investigação

Suspeito de matar ex-companheira é preso em São Gabriel

06 Dezembro 2018 14:44:00

Justiça já tinha decretado a prisão do homem que estava internado desde o dia do crime

Michelli Taborda

O homem suspeito de ter assassinado a ex-companheira no início deste mês, em São Gabriel, foi encaminhado ao presídio no final da manhã desta quinta-feira. Anderson Carlos Cassal dos Santos, 36 anos, estava internado sob custódia, no Hospital Santa Casa de São Gabriel, desde o dia 1º de dezembro. O hospital confirmou que ele deu alta por volta do meio-dia. A Justiça já havia decretado a prisão dele.

Duas pessoas ficam feridas em acidente de trânsito no Centro de Santa Maria

De acordo com o delegado José Soares Bastos, o Santos foi preso preventivamente e vai responder pela morte da ex-companheira, Edna Monteiro Cabreira, 41 anos (foto ao lado). As investigações apontam que o crime aconteceu durante uma briga dentro da casa, que fica no Bairro Santa Isabel. Vizinhos acionaram a polícia depois de ouvirem gritos vindos da residência. Quando a Brigada Militar chegou ao local, encontrou os três envolvidos caídos, com ferimentos de faca. 

Edna chegou a ser encaminhada para atendimento médico, junto ao ex-companheiro e o atual namorado, que tem 47 anos. A mulher, que foi atingida por um golpe de faca na perna, não resistiu e morreu no mesmo dia. O namorado dela também deu alta do hospital, ainda na tarde de quarta-feira.

Em depoimento à Polícia Civil, na semana passada, os dois homens negaram a autoria do crime e deram versões diferentes para o que teria acontecido. 

- Um deles alega que era comum ir até a casa da vítima e que, naquele dia, chegou no local para visitar a ex-companheira quando a discussão teve início. Já o outro afirma que estava dormindo e acordou com um barulho na parte externa da casa. Quando ele levantou para ver, disse ter encontrado o outro homem dentro do pátio, momento em que aconteceu a briga. Apesar disso, eles negam terem agredido a vítima - comentou o delegado, na ocasião.

Dois foragidos da Justiça são presos em Santa Maria

Logo após deixar o hospital, Santos foi recolhido ao Presídio Estadual de São Gabriel. A polícia ainda aguarda o resultado dos laudos da necropsia para poder concluir o inquérito.

Conforme a BM, Edna contava com uma medida protetiva contra o ex-companheiro e já havia informado à polícia que sofria ameaças e agressões físicas.

Edna tem dois filhos, de 20 e 5 anos. Conforme uma sobrinha, que preferiu não ser identificada, a mulher trabalhava como cozinheira no restaurante de um posto de combustíveis da cidade.  

- Ela era muito trabalhadora, querida com todos. Era uma mãe coruja com os filhos. Sempre dando o melhor dela para eles - conta a sobrinha.   

O corpo de Edna foi velado na Capela São José e o enterro ocorreu às 21h de sábado, no Cemitério da Santa Casa de Caridade.


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190