insegurança

Polícia trabalha para identificar quem matou dono de bar em Santa Maria

Ailton Figueira Cardoso foi encontrado com marca de tiro no local onde trabalhava

18.398
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)
Crime aconteceu na Rua Cruz Alta, Bairro Caturrita

Foto: Pedro Piegas (Diário)
Crime aconteceu na Rua Cruz Alta, Bairro Caturrita

Desde a noite da última quinta-feira, a Policia Civil investiga um latrocínio que resultou na morte de Ailton Figueira Cardoso, 43 anos. Dono do Bar Ouro Verde, na Rua Cruz Alta, Bairro Caturrita, ele estava no local por volta das 18h quando um suspeito teria invadido o lugar, levado dinheiro do estabelecimento e atingido Ailton com pelo menos um tiro no ombro esquerdo. Ele chegou a ser socorrido por populares e encaminhado para o Pronto-Atendimento (PA) do Patronato, mas não resistiu. Agora, as autoridades policiais analisam imagens de câmeras de segurança e tentam determinar a autoria do crime.

Briga em presídio de São Gabriel deixa seis feridos

- Nós já começamos as diligências ontem mesmo. Ficamos até tarde no local e, hoje, a gente prossegue para tentar identificar e apurar exatamente o fato - disse a delegada responsável, Alessandra Padula.

Para a delegada, ainda é cedo para falar em suspeitos. Segundo amigos da vítima, Ailton tinha herdado o mercado do pai e fazia a gestão do local há pelo menos 20 anos. O local vendia produtos diversos, de alimentação, limpeza e feira. O movimento de clientes era constante e, por isso, ele só ficava sozinho no atendimento durante o intervalo dos funcionários, justamente a ocasião em que o crime aconteceu. O estabelecimento era tradicional na comunidade e ficava aberto de domingo a domingo. O proprietário era conhecido pela gentileza e atenção com que atendia aos clientes. 

Conhecidos contaram que Ailton estava prestes a realizar um sonho, com a aquisição de um apartamento novo. 

- A vida dele era trabalhar e cuidar da mãe dele. Um cara dedicado, de coração bom. Era muito correto, não devia nada pra ninguém. Agora, ele dizia que ia começar a trabalhar menos e viver mais - contou um dos conhecidos.

Um revólver calibre 22, com seis munições intactas, foi apreendido na cena do crime. Vizinhos disseram que a arma pertencia a Ailton e contaram que o local já havia sido roubado em pelo menos uma outra ocasião. Conforme a delegada, a investigação ainda vai determinar quanto exatamente foi levado do local. 

Até as 10h30min da manhã desta sexta-feira, o corpo da vítima seguia no Instituto Médico Legal. Ainda não há informações sobre onde e quando devem ocorrer os atos fúnebres. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190