violência contra mulher

Em seis horas, duas mulheres são agredidas por ex-companheiros em Santa Maria

Em um caso, homem teria usado um facão; no outro, vítima teve roupa arrancada para que não conseguisse fugir

Laiz Lacerda e Victoria Debortoli

ATUALIZADA: matéria atualizada às 16h22min em 10 de fevereiro de 2020

Em seis horas, duas mulheres foram agredidas por ex-companheiros em Santa Maria. Ambos os casos aconteceram entre a tarde e a noite deste domingo. 

O primeiro caso foi registrado por volta das 14h20min na Região Norte de Santa Maria. Um homem de 49 anos teria invadido a casa da ex-companheira, uma mulher de 39 anos. A vítima foi atingida com golpes de facão no pescoço e nas mãos. Os vizinhos perceberam o crime e acionaram a Brigada Militar. 

Segundo o boletim de ocorrência, os dois estavam separados há quatro anos e ele não aceitaria o término do relacionamento. Ele foi preso em flagrante e encaminhado à Penitenciária Estadual de Santa Maria (Pesm).

O caso foi registrado como lesão corporal qualificada e é investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam). A vítima foi socorrida e encaminhada para atendimento médico. 

Santa Maria é a terceira cidade do Estado com mais vítimas de feminicídios

Já por volta das 20h, uma mulher de 35 anos foi agredida pelo ex-companheiro. O homem, de 43 anos, teria arrombado a porta do apartamento onde ela mora, na região central da cidade. De acordo com o relato da vítima, ela havia namorado com o homem por dois anos e foram casados por pouco tempo, quando ela pediu separação. A principal motivação do caso seria porque ele não aceitava o fim do relacionamento. Antes, ele nunca havia agredido a mulher.

Conforme a ocorrência policial, o suspeito teria conseguido entrar na casa da vítima após arrombar a porta e então começado a agredi-lá com tapas, chutes e socos. Ele ainda teria arrancado a roupa da mulher para que ela não pudesse fugir.

Uma vizinha teria visto o caso e acionou a Brigada Militar. Quando o homem soube que a polícia estava a caminho, teria fugido com a bolsa da vítima, que continha celular e documentos. 

Após constantes brigas, São Gabriel reforça segurança na saída de bares e boates

A mulher solicitou medida protetiva contra o homem. O caso foi registrado na Delegacia de Policia de Pronto-Atendimento (DPPA) como lesão corporal e está sob investigação da Deam.

De acordo com a delegada Elizabeth Shimomura, em ambos casos as vítimas devem realizar exames de corpo de delito e serão chamadas para depor. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190