região norte

Casal assassinado em Santa Maria estava junto há mais de 9 anos

Eles foram mortos a facadas na frente da casa onde moravam com os filhos

18.398

O casal assassinado na noite desta quinta-feira em Santa Maria, identificados como Sérgio da Silva Lucas, de 52 anos, e Juliana da Silva, de 34 anos (foto ao lado), estavam juntos há mais de nove anos.

Os dois moravam em uma casa em um local popularmente conhecido como Beco da Babilônia no Bairro Divina Providência, com quatro filhos: uma jovem de 18, um menino de 15, uma menina de 9 e um bebê de 10 meses. 

De acordo com Maria Beatriz da Silva, 45 anos, irmã da vítima, Juliana era dona de casa e Sérgio estava sem emprego fixo e fazia "bicos" para sustentar a família: 

- As crianças mais novas eram filhas dos dois, os mais velhos, apesar de não ser pai, o Sérgio criava como se fosse dele. Há um tempo os dois perderam uma bebê de quatro meses. Estamos sem chão, a gente não esperava isso, pois eles eram pessoas muito tranquilas, de bom coração - conta Maria Beatriz. 

A irmã comentou ainda que o casal já tinha sofrido ameaças dos suspeitos  do crime, mas não haviam registrado nenhuma ocorrência policial.

- Eles já estavam ameaçando os dois, mas a gente acha que nunca vai acontecer nada - completa. 

VELÓRIO E ENTERRO
O corpo do casal foi encaminhado para necropsia em Santiago. O velório deve começar no início da noite desta sexta, na capela do Hospital de Caridade. O sepultamento está previsto para às 9h deste sábado no Cemitério Ecumênico. 

O CRIME
A filha de Juliana relatou aos policias que estava regando flores em frente de casa, quando teria escutado a suspeita do crime proferindo ofensas para a mãe. Ele disse, ainda, que tentou apartar a briga quando foi ferida com facadas nos braços, costas e no rosto.  A discussão teria continuado, e nisso Sérgio e o outro suspeito acabaram se envolvendo na briga, foi neste momento que o casal acabou sofrendo as facadas. Quando a BM chegou ao local do crime já encontrou o corpo de Sérgio caído ao chão, com sinais de facadas pelo corpo. Juliana chegou a ser encaminhada com vida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos. Ela foi atingida com facadas no pescoço, abdômen e tórax.

Ainda segundo a filha do casal, Juliana e a suspeita já tinham discutido em outras ocasiões. 

 De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA), os suspeitos também já foram identificados e presos. São eles um jovem, de 26 anos, e uma jovem, de 23 anos. Os dois foram abordados e identificados na região onde aconteceram os crimes, na Rua L, Vila Brenner, próximo a uma creche. Segundo a ocorrência, ambos estavam com as roupas sujas de sangue.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190