contatos Assine
obituário

Morreu o vendedor José Weiss Pereira

15 Março 2019 12:45:00


Nascido em São Vicente do Sul, José Weiss Pereira, 68 anos, encarou a vida com coragem e uma inconfundível alegria de viver. Desde menino, ele ajudava o pai a plantar arroz, nas terras que arrendavam para produzir.

Ao todo, José teve oito irmãos. Com poucos recursos, ele e os oito irmãos aprenderam cedo a cooperar com o sustento da família. As lembranças de trabalhar de pés descalços no frio rigoroso do inverno do Rio Grande fortaleciam esse gaúcho, que nunca se abatia diante das dificuldades.

O vicentino foi casado por 27 anos com Sonia dos Santos Pereira, 61 anos. Conforme ela, os dois se conheceram quando José trabalhava na fábrica de máquinas de costura Singer. Sonia comprou uma máquina do então vendedor e a relação dos dois ultrapassou o contato comercial, tornando-se uma paixão de quase três décadas.

O casal teve quatro filhos: Tatiana, 38, Thalissa, 31, Thaisson, 31, e Thainan, 29. A chegada dos netos Emanuelly, 19, Eloisa, 11, Miguel, 12, Isadora, 9, e Vitória, 2, e do bisneto Arthur completaram a alegria da família. Os filhos de José foram criados em São Pedro do Sul, cidade em que os familiares de Sonia moravam.

- Quando éramos crianças, ele sempre nos trazia os brinquedos que pedíamos. Uma vez, no final de uma tarde, ele trouxe uma bola. Eu fiquei tão feliz. Nesses pequenos gestos, eu via o paizão que ele era - fala o filho Thainan.

Depois da separação de Sonia, José veio morar em Santa Maria em busca de um mercado maior para as vendas de máquinas de costura. Com o passar do tempo, ele passou a trabalhar concertando-as.

Na Cidade Coração, José se reencontrou no amor ao conhecer a artesã Carmem Maria Ferreira Bandeira, 70 anos. Os dois conviveram por cerca de 10 anos:

- José me deu os 10 anos mais felizes da minha vida. Quando eu quebrei o pé, há alguns meses, ele foi meu enfermeiro e mordomo. Para ela, fica a saudade de uma pessoa muito especial, que foi mais do um companheiro e amigo

Ao longo deste período, os amigos das domingueiras do Clube Atiradores Santamariense se acostumaram com a presença deles no salão de baile. O idoso não perdia uma pescaria e foi torcedor fervoroso do Internacional.

Apreciador da música gauchesca e ouvinte fiel da Rádio Nativa FM, ele deixa para os filhos a imagem de um pai paciente e carinhoso. Thalissa relata que ele sonhava em ganhar na loteria para comprar uma casa para cada filho, com a intenção de que todos morassem perto dele. Tatiana destaca a simplicidade do pai:

- Eu só tenho lembranças boas do meu pai. Ele era tão simples, a ponto de ter conhecido o mar apenas em novembro do ano passado, no dia do meu casamento. Ele foi exemplo de caráter e honestidade.

José Weiss Pereira morreu em 22 de fevereiro de 2019, vítima de um aneurisma dissecante de aorta. No dia seguinte, ele foi sepultado no Cemitério São José.


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190