contatos Assine
obituário

Morreu funcionária pública Gilce Maria dos Santos Michels

07 Maio 2018 12:30:00

Animada, ela adorava organizar festas para reunir a vizinhança. Confira outros falecimentos em Santa Maria

Fotos: Arquivo Pessoal


Nascida e criada em Santa Maria, Gilce Maria dos Santos Michels, 69 anos, era funcionária pública municipal e trabalhou por muitos anos na Casa de Cultura, onde carinhosamente era conhecida por Gigi. Por 31 anos, ela morou no Bairro João Goulart com o marido, Neimar Antônio Michels, com quem foi casada por 47 anos. Os dois tiveram os filhos Pedro Elias dos Santos Michels, 42, e Carolina dos Santos Michels, 33. Ela era avó de Bianca e Ricardo Ribeiro Michels e Ana Karolyna Michels Rosa.

- A mãe os chamava de tesouros da vovó. Eles eram tudo para ela, e ela, para eles. Tinham um amor incondicional uns pelos outros, já que a mãe ajudou a criar todos os netos - conta Carolina.

A idosa era muito querida por todos os vizinhos e amigos. Segundo a família, todos a adoravam. Para a amiga Marilene Martins, 67 anos, Gilce era um exemplo de vizinha, já que se envolvia em todas as festas planejadas pelos moradores próximos e também estimulava os conhecidos para participar.

- Eu jamais irei esquecer o sorriso da Gilce. Quando eu descia do ônibus, ela já gritava "Fala, Milena", que é o jeito que a minha neta me chama. Levarei comigo a sinceridade e alegria de viver que ela tinha. A Gilce era muito brincalhona e não media esforços para ver quem ela gostava de bem com a vida - recorda Marilene.

De acordo com a amiga, a idosa prezava que os filhos e netos seguissem o caminho do bem e fizessem o que é certo e costumava ensinar isso a eles. Marilene também lembra com carinho das rodas de chimarrão com a amiga e conta que Gilce adorava festas surpresas de aniversário e tinha sempre uma brincadeira na ponta da língua e um sorriso no rosto.

- Ela vai nos deixar muitas saudades - lamenta a amiga.

A funcionária pública municipal também adorava organizar festas para celebrar o Dia do Vizinho. Onde chegava, cativava as pessoas com seu jeito de ser. Para a filha Carolina, a mãe tinha muita garra e vontade de viver.

- Ela foi uma excelente mãe e uma avó muito exemplar. Ela nos ensinou a perdoar e não guardar rancor de ninguém - diz a filha.

O passatempo favorito da idosa era assistir televisão, principalmente, os de música, que apresentavam shows de calouros de criança. Ela adorava cantar e ouvir músicas mais antigas, como as do Roberto Carlos, de quem era fã. Além disso, adorava as plantas e os bichos. Quando morou em Itaara, ela cultivava mais de 10 tipos de flores, entre elas, hortênsias e rosas.

Gilce morreu em 19 de abril e foi sepultadano dia seguinte, no Cemitério São José, em Santa Maria. A família preferiu não divulgar as causas do falecimento.

Morreu cabeleireira Luci da Costa Romano

OUTROS FALECIMENTOS EM SANTA MARIA

Funerária São Martinho

24/04

Geni Pereira de Carvalho, aos 85 anos, foi sepultada no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria

25/04

Olivio Alfêo Sartori, aos 78 anos, foi sepultado no Cemitério de Canabarro, no Distrito de Boca do Monte, em Santa Maria

27/04

Araci Marafiga Quaiatto, aos 85 anos, foi sepultada no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria

03/05

Germano Leonel Silveira Oliveira, aos 60 anos, foi sepultado no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria

As informações sobre falecimentos podem ser enviadas para natalia.zuliani@diariosm.com.br ou pelo telefone (55) 3213-7122

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249