temporal de novo

VÍDEOS: chuva deixa casas destelhadas e 13 mil pessoas sem luz

Vento chegou aos 90 Km/h na manhã desta quarta em Santa Maria


No segundo dia seguido de temporal em Santa Maria, os estragos são ainda maiores do que o dia anterior. Nesta quarta-feira, houve registro de chuva e vento intenso e granizo em Santa Maria. As rajadas de vento atingiram chegaram a atingir 90 km/h nesta manhã. De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Camobi, Adão Lemos, pelo menos 30 casas foram destelhadas na cidade nesta manhã. Os estragos foram contabilizados no interior e em nove bairros da cidade. A Defesa Civil está distribuindo lonas. 

Pelo menos três postes de luz caíram, um no Bairro Itararé e dois no Bairro Chácara das Flores. No Bairro Pinheiro Machado, uma árvore caiu sobre a a fiação da rede elétrica. Nesta manhã, 18 árvores caíram na cidade, 12 deles sobre ruas e avenidas.

13 MIL SEM LUZ
Nesta quarta-feira, 13,5 mil pessoas estavam sem energia elétrica em Santa Maria. Em todo o Estado, o número de clientes sem luz subiu de 38 mil para 60 mil. Segundo assessoria de comunicação "as equipes da RGE seguem trabalhando para recompor a rede e normalizar o fornecimento. Contudo, a instabilidade permanece sobre o Rio Grande do Sul, impossibilitando que se tenha uma previsão de quando todos os clientes estarão religados". 

RIO E BARRAGEM

A área do Balneário Passo do Verde, ao Sul da cidade, no Distrito de Passo do Verde, e a barragem do DNOS, no Bairro Campestre do Menino Deus, na Região Norte, são monitoradas pelos órgãos de segurança. No Passo do Verde, há possibilidade de alagamento devido à alta do Rio Vacacaí. Na barragem do DNOS, que represa o Rio Vacacaí-Mirim, uma equipe da Defesa Civil Municipal esteve no local na manhã desta quarta, e apontou que a situação está sob controle. A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) fará uma vistoria técnica ainda nesta quarta.

CASAS DESTELHADAS
De acordo com a prefeitura de Santa Maria, houve destelhamento nos bairros Campestre do Menino Deus, Itararé, Menino Jesus, Carolina, Caturrita, São José, Diácono João Luiz Pozzobon e Camobi. Na localidade de Passo dos Ferreira, no Distrito de Boca do Monte, também houve registro de casas destelhadas. 

Na Rua Marechal Deodoro, no Bairro Perpétuo Socorro, a força da chuva e do vento danificou a estrutura das casas. Um pedaço de um muro caiu sobre a casa de Marisia de Oliveira, 79 anos, e do marido, Oli, de 80.


NO TRÂNSITO
A chuva provocou queda de árvores, e a BR-158, entre Santa Maria e Itaara ficou bloqueada nesta manhã (veja no vídeo abaixo). Um semáforo na Avenida Presidente Vargas, esquina com a Rua Visconde de Pelotas, no Bairro Nossa Senhora de Fátima, está em pane elétrica. Além disso, a Avenida Borges de Medeiros, no Bairro Salgado Filho, está alagada, exigindo atenção por parte dos motoristas. 

POSTO DE SAÚDE
Um posto de saúde no Bairro Nossa Senhora do Perpétuo Socorro sofreu destelhamento. Por conta disso, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Joy Betts, na Rua Castro Alves, suspendeu os atendimentos nesta quarta-feira. Os agendamentos serão retomados em outro momento e divulgados com antecedência, conforme a prefeitura.

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

VENTO E CHUVA FORTE
A ventania seguida de granizo e chuva forte começou por volta das 6h15min desta quarta e já assusta moradores, conforme relatos de leitores do Diário. Assim como a terça-feira, depois do calorão, o céu escureceu e o temporal surgiu em Santa Maria e na Região.

SEGURANÇA
Pensando em situações como essa e preconizando a prevenção, a Defesa Civil Municipal desenvolveu uma cartilha com orientações gerais sobre como agir em caso de desastres naturais

Veja tudo o que você precisa saber em situação de temporais:

Contatos de emergência 

  • Defesa Civil Municipal - (55) 3222-5192
  • Central Municipal de Monitoramento 24h - 153
  • Defesa Civil Estadual - (51) 3210-4219 ou 199

Vendaval

O que fazer antes

  • Revisar o local onde se encontra, principalmente o telhado
  • Desligar os aparelhos elétricos e o gás
  • Fechar janelas, portas externas e internas para evitar que o vento circule dentro de casa
  • Desobstruir as bocas de lobo
  • Jamais se proteger debaixo de árvores ou próximo de placas de sinalização ou propaganda

O que fazer depois 

  • Ajude na limpeza e recuperação da área onde se encontra, começando pela desobstrução das ruas e vias
  • Ajude os vizinhos que foram atingidos
  • Evite o contato com cabos ou redes elétricas
  • Evite andar descalço

Inundações e alagamentos

O que fazer antes

  • Separar água potável, roupa e remédios, caso tenha que sair rápido de casa
  • Desconecte os aparelhos elétricos da tomada para evitar curtos-circuitos
  • Limpar o telhado e as canaletas para evitar entupimentos
  • Não descartar lixo em bueiros, nem materiais em locais que impedem o curso da água

O que fazer depois  

  • Enterre animais mortos e limpe os escombros e lama
  • Lave e desinfete os objetos que tiveram contato com as águas de enchente
  • Nunca beba água de enchente ou coma alimentos que estavam em contato com a água 

Deslizamento de terra

O que fazer antes

  • Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachadura nas paredes das casas, inclinação de troncos de árvores e postes, o surgimento de minas d'água, avise imediatamente os bombeiros ou a Defesa Civil
  • Convencer as pessoas que moram em áreas de risco a saírem de casa durante as chuvas
  • Não destrua a vegetação das encostas
  • Não junte sujeira ou lixo em lugares inclinados
  • Barreiras devem ser protegidas com vegetação que tenham raízes compridas, gramas e capins que sustentam mais a terra

O que fazer depois  

  • Não se arrisque sem necessidade, não entre no local do desastre
  • Não conteste as orientações dos bombeiros ou da Defesa Civil

Chuva de granizo

O que fazer  durante  

  • Abrigue-se da chuva torrencial, mas evite ficar debaixo de árvores ou coberturas metálicas, pois há risco de queda
  • Não estacione próximo a torres de transmissão e placas de propaganda, pois podem cair com os ventos fortes
  • Tenha cuidado com obras de construções inacabadas

Fonte: Guia "Como agir em caso de desastres naturais", elaborado pela Defesa Civil Municipal de Santa Maria, disponível clicando aqui


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190