retomada

VÍDEO: restaurantes voltam a receber clientes, mas têm pouco movimento no primeiro dia

Funcionários precisam servir pratos nos locais onde há serviço de bufê

18.355


Foto: Renan Mattos (Diário)
Clientes são servidos por funcionários no primeiro dia de reabertura

O movimento em restaurantes foi considerado abaixo do esperado por gerentes e proprietários nesta segunda-feira de retomada da cogestão. Com a autorização para funcionar mesmo em bandeira preta, a maioria dos estabelecimentos do ramo alimentício em Santa Maria voltaram a receber clientes presencialmente. O Diário percorreu, por volta de meio-dia desta segunda-feira, restaurantes da cidade para conferir o movimento e a adoção de medidas sanitárias.

Em um deles, na Avenida Presidente Vargas, apenas quatro das mais de 20 mesas estavam ocupadas. Uma parte do restaurante, em uma sala anexa, não era utilizada em função da baixa demanda. A temperatura dos clientes era medida na entrada do restaurante e o bufê foi isolado. O prato era servido por um funcionário. O movimento foi considerado "devagar" por uma das administradoras.

Em dia de reabertura do comércio, ruas centrais recebem sanitização

- Tenho esperança que se retome o movimento nos próximos dias - disse Tatiane Bevilaqua, gerente do Restaurante Maffi.

A percepção foi a mesma do presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SHRBS), João Carlos Provensi.

- Até o momento está pouco. A gente esperava até um pouco mais, em função da retomada, de ser o primeiro dia - relata Provensi, que também é sócio-proprietário do Tuiuti Grill.

No restaurante, 15 pessoas almoçavam por volta de 12h30min. Provensi considera as medidas de proteção adequadas e defende a adoção do autosserviço, o que ainda não é permitido pelas regras sanitárias.

Banqueiros e economistas exigem vacinação e outras medidas de combate à Covid-19

- Somos um setor muito seguro, tendo em vista que temos um percentual muito baixo de contaminados - argumenta.

Mas nem todos os restaurantes optaram por retomar o consumo no local nesta segunda-feira. É o caso de um estabelecimento na Rua Appel. Ali, eram vendidas apenas marmitas e viandas, no sistema de pegue e leve.


Foto: Renan Mattos (Diário)
Restaurante na Rua Appel seguiu atendendo apenas no modelo pegue e leve

- A opção foi para nos proteger, os funcionários. Para consumir aqui, teria que tirar a máscara. E como a gente vê no dia a dia, está aumentando cada vez mais o vírus. Então, claro, a gente precisa vender, mas estamos mais preocupados com a saúde da gente - conta Laércio da Silva Alves, proprietário do Gold Grill Restaurante.

Os restaurantes estão autorizados a funcionar entre 5h e18h com atendimento presencial. Entre 18h e 20h, há a possibilidade de serviço de pegue e leve. Após as 20h, está autorizada apenas a tele-entrega. Em sábados, domingos e feriados, não pode haver atendimento presencial.

SHOPPINGS


Foto: Renan Mattos (Diário)
Movimento era pequeno no Royal Plaza Shopping

Com as novas regras, as lojas não essenciais de shoppings puderam reabrir nesta segunda-feira. No Royal Plaza, praticamente todos os estabelecimentos estavam abertos nesta segunda-feira. Entretanto, o movimento era fraco por volta de 13h. Os corredores estavam praticamente vazios e poucos clientes eram vistos dentro das lojas. Na praça de alimentação, a maioria das mesas estava vazia, e não haviam filas nos restaurantes.



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190