carreata

VÍDEO: protesto no Centro pede abertura do comércio mesmo em bandeira preta em Santa Maria

Em frente à prefeitura, manifestantes também cobram retorno de aulas presenciais e tratamento precoce da Covid-19

Ian Tâmbara e Felipe Backes


Foto: Renan Mattos (Diário)
Veículos estacionaram em frente à prefeitura para fazer reivindicações

Uma manifestação na manhã desta quarta-feira no centro de Santa Maria reuniu mais de 100 veículos. Entre as pautas, anunciadas por meio de um carro de som, estão o pedido pela retomada das atividades econômicas e das aulas presenciais, a aceleração da vacinação contra a Covid-19 e abertura de diálogo com a prefeitura. O grupo saiu pela manhã da Gare, percorreu ruas da cidade e chegou até a prefeitura por volta de 11h. O trânsito da Rua Venâncio Aires chegou a ser interrompido antes do meio-dia.

Conforme os organizadores, a manifestação não está ligada a uma entidade, mas partiu da insatisfação de diversos setores da sociedade.

- São pessoas que estão insatisfeitas. Nossa carreata é apartidária, não temos partido embora alguns tenha filosofias políticas, até partidárias, mas que hoje se uniram - explica Arthur Bevilaqua, profissional autônomo que participou da organização.

Quase 60% dos pacientes internados em UTIs de Santa Maria têm Covid-19

Os manifestantes cobraram uma solução da prefeitura. Segundo eles, não há mais condições de manter estabelecimentos fechados e aulas suspensas.

- Se o poder público não nos der uma resposta imediata do que vai acontecer daqui para a frente, nós vamos voltar a protestar - cobra Bevilaqua.


Foto: Renan Mattos (Diário)
Carreata percorreu ruas do centro da cidade

O protesto reuniu pedidos de diferentes setores. Uma das principais reivindicações é o não fechamento do comércio considerado não essencial. Atualmente, a classificação do Estado em bandeira preta não permite que o comércio funcione com atendimento no local, mas não proíbe a venda por tele-entrega. Os manifestantes também cobram a prefeitura para a volta das aulas presenciais e o tratamento precoce de pacientes diagnosticados com Covid-19.

Em Santa Maria, manifesto de mais de 200 médicos pede tratamento precoce

A manifestação acontece no momento em que Santa Maria vive o pior momento da pandemia do coronavírus. Pela manhã, o município contava com apenas um leito SUS de UTI vago. Das 127 pessoas internadas em UTI na cidade, 76 (59,8%) tiveram diagnóstico positivo para Covid-19 e outras quatro (3,1%) têm a suspeita da doença. Apenas 37% dos pacientes foram internados por outras complicação não relacionadas à pandemia. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES-RS). No geral, o índice de ocupação de UTIs (entre pacientes Covid e não Covid) na cidade é de 94,8%. Esse percentual não fica abaixo dos 90%, porcentagem considerada altíssima, desde sábado. Na tarde de terça-feira, a ocupação de leitos SUS chegou a 100%.

Por conta da carreata, o trânsito na Venâncio Aires ficou bloqueado entre as ruas Dr. Pantaleão e Benjamin Constant. O Departamento Municipal de Trânsito (DMT) e a Guarda Municipal (GM) acompanham a movimentação.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) informou que apoia a posição dos empresários, mas não foi responsável pela organização do manifesto.

O QUE DIZ O PREFEITO
A reportagem conversou o com o prefeito, Jorge Pozzobom, que se manifestou a respeito do pedido .

-  Entendo a angústia dos comerciantes, sei que as manifestações são legítimas, mas este é pior momento da pandemia no Estado e no país. Estas medidas são as formas que o governo do Estado encontrou para frear a proliferação do vírus e nós vamos acolher. Neste momento batalhamos e conseguimos abrir mais 25 leitos, pois o momento é gravíssimo. Sabemos que o comércio não é o problema, mas sim a grande circulação de pessoas.




fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190