veraneio

VÍDEO: pandemia causa incerteza sobre a abertura de balneários da região

Decreto permite apenas a circulação ou prática de exercícios físicos em parques, praias ou balneários. Outras atividades em locais abertos, mas com controle de acesso, podem acontecer com restrições

18.398
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)


Foto: Renan Mattos (Diário)

Para quem mora distante de praias e não consegue viajar durante o verão, os balneários costumam ser uma opção para se refrescar nos dias de calor. Esse é o caso da Região Central, que possui, pelo menos, 20 opções de balneários em diversas cidades. Só que a pandemia do coronavírus causa incerteza sobre a abertura da maioria desses locais. Além disso, o atual decreto do governo do Estado proíbe a permanência de pessoas em áreas como parques, praias e balneários que não têm controle de público, ou seja, locais totalmente abertos. O decreto vale até 14 de dezembro, podendo ser prorrogado ou novas medidas anunciadas.


Apesar do decreto, o governo mantém a previsão de começo da Operação RS Verão Total para 19 de dezembro, quando começa a atuação dos guarda-vidas nas principais praias e balneários do Rio Grande do Sul. Na região, há previsão de chegada dos guarda-vidas em 13 cidades. Com isso, as prefeituras e os proprietários dos balneários privados ainda têm esperança de que seja possível começar a temporada a partir desta data.

Oficina de costura oferece oportunidade de aprendizado aos apenados da Pesm

A Operação Verão deve seguir até 28 de fevereiro de 2021 e conta com outras ações, como a divulgação de relatórios de balneabilidade, que informam se as águas estão próprias para banho. Neste ano, o diferencial deve ser a atividade de orientação aos veranistas quanto às regras de distanciamento controlado necessárias para reduzir a disseminação da Covid-19. 

- Por enquanto, a operação está confirmada e esperamos a chegada dos guarda-vidas temporários para a região no dia 19. Ainda não sabemos quantos profissionais irão atuar em cada cidade. Temos expectativa de que, além dos trabalhos de salvamento, haverá recomendações para que se oriente as pessoas a seguirem as regras sanitárias, principalmente de distanciamento - relata o comandante do 4º Batalhão de Bombeiro Militar (4ºBBM) de Santa Maria, tenente-coronel José Carlos Sallet de Almeida e Silva.

Com o decreto em vigor, está permitida apenas a circulação ou a prática de exercícios físicos em parques, praias ou balneários. Atividades em locais abertos, mas com controle de acesso, podem acontecer com restrições. Nesse final de semana, áreas do litoral gaúcho já tiveram atuação reforçada dos órgãos de segurança para evitar aglomerações e orientar a população quanto à restrição de permanência na faixa de areia das praias. 

Sobre quais os protocolos serão definidos após o dia 14 de dezembro, o governo do Estado apenas informou, por meio de assessoria de imprensa, que que pode fazer uma nova avaliação dos dados referentes à pandemia após o término deste decreto. Com isso, um novo anúncio será feito para definir os protocolos a serem adotados a partir de então, mas que não há, ainda, como prever se os espaços em questão poderão receber turistas. 


Foto: Renan Mattos (Diário)

VISTA DA PRAIA DAS AREIAS BRANCAS ATRAI CORREDORES
Um dos locais mais procurados por veranistas na Região Central, a Praia das Areias Brancas em Rosário do Sul, chegava a reunir mais de 10 mil pessoas em um único final de semana. Agora, a situação é bem diferente. Na última sexta-feira, quando o Diário acompanhou a movimentação no local, poucas pessoas foram vistas. A maioria fazia exercícios físicos, como é o caso do representante comercial Bernardo Vieira Apoitia, 50 anos:

- Eu venho até a praia praticamente todos os dias. Para nós, esse lugar é um orgulho muito grande. É um lugar onde a gente exercita o corpo e também a mente. A sensação é de liberdade. Praticar exercício dentro de uma academia já é legal, mas, com uma vista dessas, fica melhor ainda - destaca.

A posição geográfica de Rosário do Sul é considerada privilegiada, por ser local de passagem para muitos visitantes estrangeiros, que vêm do Uruguai e da Argentina. Além disso, diferente da maioria dos balneários de outras cidades da região, a Praia das Areias Brancas fica no centro do município.

 Obra do Centro de Eventos chega a quase 80%

A Praia das Areias Brancas é pública e permanece aberta o ano todo. Com o decreto atual, Brigada Militar e Vigilância em Saúde têm feito fiscalização no local para impedir a permanência de pessoas, assim como evitar o uso das áreas de camping e churrasqueiras. Há pouco menos de um mês, um lockdown na cidade restringiu, por duas semanas, até mesmo o estacionamento no entorno do balneário. Na ocasião, a medida foi tomada por conta da alta do número de casos ativos e superlotação do hospital. De acordo com a prefeita Zilase Rossignollo (PTB), o município vai seguir todas as orientações no Estado e o uso da faixa de areia e do rio só será liberado quando o atual decreto perder a validade e, ainda assim, a cidade deverá estar em bandeira laranja. 

- Nossa preocupação neste momento é em controlar o avanço do coronavírus. A praia é nosso cartão-postal, é claro que gostaríamos de receber visitantes e aproveitar esse belo lugar, mas, neste momento, isso não é recomendado. Vamos torcer para que a situação de casos e ocupação de leitos melhore ainda no verão. Porém, hoje, não há previsão para liberação, isso só será tratado depois do dia 14 - afirma a prefeita. 

Na manhã de sexta, quando a reportagem acompanhou a movimentação no balneário, seis pessoas realizavam caminhada ou corrida no local. Apenas uma família ocupava a faixa de areia e se banhava no rio. O casal e os dois filhos vinham do Paraná em direção à Santa Maria e pararam na praia para se refrescar. Eles ficaram cerca de 30 minutos no local e, depois, seguiram viagem. 


Foto: Renan Mattos (Diário)

BAR DA ORLA TEVE QUE SE ADAPTAR
Há três anos, o casal de empresários Andréa Irion, 51 anos, e Márcio Ribeiro, 55, investiu no Mirante 139, um bar localizado na orla, com vista privilegiada para a Praia das Areias Brancas. Tendo como principal foco o verão, quando o movimento na praia é intenso, os proprietários ainda não sabem como serão os próximos meses. Por causa da pandemia, o Mirante permanece fechado desde abril e atende apenas por delivery.

- Tivemos que demitir todos os funcionários em abril. Hoje, temos apenas uma cozinheira, sendo que chegamos a trabalhar com 14 pessoas. Mantemos o negócio de forma familiar, para ter algum sustento - conta Andréa, que ainda revela que o carro-chefe do Mirante atualmente é a tele-entrega de pizza. 

Além de uma academia, o Mirante é o único empreendimento que está em funcionamento na orla. Outros prédios no local estão à venda ou disponíveis para alugar. Mas, como ainda não se tem definição sobre o veraneio, eles permanecem sem uso. Andréa lamenta não conseguir abrir, mas entende que, neste momento, a situação do coronavírus na cidade é preocupante:

- Tem que respeitar as regras, os protocolos. Hoje a cidade vive um momento delicado, com aumento de casos e lotação do hospital. Seria irresponsabilidade abrir ao público. Nós também ficamos todo esse tempo fechados, porque não nos ajustamos às propostas. Não achamos correto abrir sem ser a nossa essência, que é um local diferenciado para atender a toda a família. A gente vai esperar, quem sabe nas próximas semanas melhore. É uma fase difícil, mas acredito que vai passar - considera. 

ORIENTAÇÕES PARA EVITAR O CONTÁGIO
As duas semanas estipuladas pelo decreto com medidas emergenciais são considerados estratégicos pelas autoridades médicas. Isso porque estamos em um momento considerado de pico de casos e 14 dias é o período de incubação do vírus.

- Se as pessoas se cuidarem e evitarem a transmissão do coronavírus, depois dessas duas semanas, poderemos ter uma nova flexibilização. O que aconteceu foi que, principalmente nos finais de semana e nos feriados, as pessoas se descuidaram, fizeram aglomerações sem máscara, e o número de casos deu um salto. Esse período de 14 dias, que pode impedir a propagação do vírus, vai ser crucial para definir as medidas adotadas ao longo de todo o verão - alerta  o médico infectologista Alexandre Vargas Schwarzbold.

Na visão de Alexandre, não há problema em ir a locais como praias e balneários. Segundo ele, é até recomendado, para se exercitar e até mesmo se distrair. O problema é quando esses locais geram aglomerações. 

- Se uma família for até um balneário, cuidar o distanciamento e ficar de máscara sempre que possível, do ponto de vista técnico, não tem problema. Só que, mesmo sendo ao ar livre, é preciso cuidar com as aglomerações. É só manter um distanciamento de, pelo menos, dois metros dos demais frequentadores. Mais de seis pessoas juntas, que não sejam do mesmo núcleo familiar ou convívio, já é considerado uma aglomeração - afirma. 

Outra dúvida frequente é em relação às águas, seja do mar, rios ou piscinas. O infectologista esclarece que a transmissão por esse meio é difícil de acontecer. 

- Nas piscinas, onde há tratamento com cloro, o risco de transmissão do coronavírus pela água é nulo. A água em geral, mesmo em rios ou no mar, não é um provável vetor de transmissão. O grande problema é a transmissão pelo ar e por objetos ou superfícies contaminadas. Então, se você estiver dentro da água muito próximo de alguma pessoa com o vírus, pode contraí-lo, mas por alguma secreção, não pela água - relata. 

*Colaboraram Janaína Wille, Camila Gonçalves e Rodrigo Ricordi


Foto: Renan Mattos (Diário)

OS BALNEÁRIOS DA REGIÃO*
Apenas alguns balneários que possuem controle de acesso estão abertos ao público, mas com restrições. Veja, abaixo, a lista de locais que estão funcionando e aqueles que não estão atendendo: 

Abertos 

ITAARA

Pinhal

  • Temporada - Está aberto até março
  • Quanto - R$ 15 por pessoa e crianças até 7 anos e idosos acima de 75 anos não pagam entrada. Agendando para chegar após as 14h30min o valor cai para R$ 10 por pessoa
  • Estrutura - Churrasqueiras, banheiros com chuveiro, quadras de areia para vôlei e futebol, restaurante, pracinha, kitnet para alugar
  • Como chegar - Siga pela BR-158, vá ao Centro de Itaara e dobre à direita em frente à Igreja São José
  • Cuidados adotados por causa da pandemia - Há controle de acesso. Local funcionando somente por agendamento com no máximo uma família por horário. Famílias podem usar o lago para pesca e usar o espaço para exercícios físicos e piqueniques. Piscina infantil está fechada. O camping está fechado e não é permitido acampar

Sociedade Amigos do Balneário Novo Pinhal

  • Temporada - Ano inteiro
  • Quanto - De graça (para sócios e crianças de até 10 anos) R$ 10 (por pessoa, para passar o dia), R$ 20 diária (por pessoa para acampar) e diárias por pessoa para alugar cabanas no valor de R$ 20 para sócios e R$ 30 para não sócios
  • Estrutura - 60 churrasqueiras, cancha de futebol de areia, cancha de vôlei de praia, cancha de bocha, copa com restaurante, oito banheiros com água quente e área de banho sinalizada, açude e piscina infantil
  • Como chegar - Referência é a antiga Casa de Pedra (La Sierra), BR-158, km 10, próximo à Casa de Pedra (La Sierra), quase ao lado do antigo Oásis
  • Cuidados adotados por causa da pandemia - Há controle de acesso. Recomenda o uso de máscara e distanciamento entre os grupos, aplica álcool gel na entrada e disponibiliza em locais específicos. Funciona somente por agendamento e é proibido o uso da área de camping

Sociedade Concórdia Caça e Pesca (Socepe)

  • Temporada - Foi aberta neste sábado, 6 de dezembro, até março de 2021
  • Quanto - R$ 80 (por pessoa, para não-sócios que só podem entrar a convite de um associado). Sócio não paga entrada
  • Estrutura - Camping, quiosque e outros atrativos, como piscinas. Os convidados só podem usufruir do lago e da cancha de bocha 
  • Como chegar - Fica na BR-158, km 312
  • Cuidados adotados por causa da pandemia - Há controle de acesso. Uso obrigatório da máscara para entrar, proibida a aglomeração de pessoas e disponibilização de álcool gel na entrada da sede. Piscinas e lago estão interditados. É permitida prática de bocha com no máximo duas pessoas por cancha, utilização dos estandes de tiro com três pessoas por esquadra, uso de churrasqueiras com distanciamento, pistas de caminhada, pesca com distanciamento e uso de equipamento individual

SÃO PEDRO DO SUL

Passo do Julião

  • Temporada - Funciona o ano todo
  • Quanto - Finais de semana e feriados, R$ 15 por carro durante o verão. De segunda a sexta-feira, gratuito para passar o dia
  • Estrutura - Mais de 60 churrasqueiras (individuais e comunitária), banheiros com chuveiros, cancha de bocha, campo de futebol, estrutura elétrica (com tomadas) na área de camping, iluminação, restaurante e lancheria
  • Como chegar - Siga pela BR - 287 até São Pedro do Sul. Depois, vá pela a VRS-305 até o km 18. A entrada do balneário é à esquerda.
  • Cuidados adotados por causa da pandemia - Há controle de acesso. Limitação de pessoas na cancha de bocha(apenas 4 jogadores), uso obrigatório de máscara, limite de cinco pessoas por churrasqueira, álcool gel disponível

Sem previsão de abertura

SANTA MARIA

Ouro Verde

  • Temporada - Abertura prevista para dia 13 de dezembro, mas ainda indefinida por conta da bandeira vermelha

Passo do Verde

  • Temporada - Sem data para abertura. Aguarda a definição sobre a disponibilidade de guardas vidas pela Operação Verão

ROSÁRIO DO SUL - Praia das Areias Brancas 

  • Temporada - O local é aberto, mas a permanência no rio ou área de areia é proibida, sendo liberada apenas para circulação ou exercícios físicos

IVORÁ - Recanto do Moinho

  • Temporada - Sem previsão de abrir neste verão, enquanto durar a pandemia

SÃO VICENTE DO SUL - Passo do Umbu

  • Temporada - Não tem previsão para abrir

SÃO FRANCISCO DE ASSIS - Jacaquá

  • Temporada - Abertura indefinida, a partir de 20 de dezembro

MATA - Balneário Municipal

  • Temporada - Sem previsão de abertura

RESTINGA SÊCA - Tunas

  • Temporada - Não abriu e não tem previsão para abrir

NOVA PALMA - Balneário de Nova Palma

  • Temporada - Não tem previsão para abertura. Aguarda posição do prefeito até dia 15 para definir funcionamento

SANTIAGO -  Ernesto Alves

  • Temporada - Não tem previsão para abertura

JAGUARI - Balneário Fernando Schilling

  • Temporada - Conforme a secretária de Turismo, Heloísa Feliciani Taschetto, prefeitura aguarda a realização da Operação Verão para definir se abrirá a temporada

SÃO JOÃO DO POLÊSINE - Dom Victorio (Venturini)

  • Temporada - Sem definição de abertura. Aguarda posicionamento da prefeitura

* Informações são válidas conforme os decretos municipais e estadual permitirem o funcionamento

** O Diário não conseguiu contato com os responsáveis pelos balneários das cidades de Lavras do Sul, Cacequi, Toropi e São Vicente do Sul


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190