obras públicas

VÍDEO: obras de duas novas unidades de saúde atrasam, e prefeitura promete entrega até novembro

Após mais de seis meses de trabalho, unidades do Alto da Boa Vista e da Estação dos Ventos não chegaram a 50% de conclusão

18.355


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Obra da UBS Alto da Boa Vista. no Bairro Nova Santa Marta

Moradores do Alto da Boa Vista e das proximidades da Estação dos Ventos terão que esperar ainda mais para ter atendimento de saúde básica nas imediações de casa. As duas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) em construção nos bairros Nova Santa Marta e e Presidente João Goulart tiveram a conclusão atrasada. Agora, a prefeitura promete entregar as obras até, no máximo, novembro de 2021. Ambas são promessas de campanha do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) e tiveram a construção iniciada no segundo semestre de 2020. Nenhuma delas, conforme a prefeitura, alcançou os 50% de conclusão.


ALTO DA BOA VISTA

A obra na UBS Alto da Boa Vista, no Bairro Nova Santa Marta, é cercada por tapumes, mas foi possível avistar, de fora, pelo menos dois trabalhadores no começo da tarde de sexta-feira. Um deles fazia o reboco de uma parede externa. A construção começou em dezembro de 2020 com previsão inicial de conclusão para seis meses. No começo de julho, a obra avançou apenas 33%, com a conclusão das paredes, das estruturas de concreto e dos revestimentos. Agora, o novo prazo dado pelo Executivo é para o fim do mês de outubro ou novembro. Conforme a prefeitura, houve um aditivo de prazo e valores no contrato. O aumento do preço dos insumos é uma dificuldade enfrentada pela Bragagnolo Construção Civil Ltda, de Erechim, que é responsável pelo serviço e é a mesma empresa que atua na obra da 4ª etapa do Centro de Eventos, que está paralisada. O investimento é de R$ 970 mil, com um primeiro aditivo de R$ 51 mil, sendo R$ 512 mil provenientes de uma emenda parlamentar do deputado federal Paulo Pimenta (PT) e o restante do município.


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Operário trabalhava no reboco externo do prédio na sexta-feira

A população do Alto da Boa Vista aguarda a conclusão da UBS com ansiedade. A dona de casa Ana Paula Freitas, de 27 anos, mora nas proximidades da UBS em construção e tem que se deslocar para outra unidade caso precise de atendimento para ela ou um dos três filhos. Uma das opções é a UBS Floriano Rocha, distante cerca de 2,5 quilômetros, ou a ESF Alto da Boa Vista, a 1,5 quilômetros.

VÍDEO: no Dia do Bombeiro, conheça a rotina dos profissionais que salvam vidas

- É bem longe onde temos que ir. E às vezes não tem médico, não tem dentista, não tem pediatra. Quando terminarem, vai ficar melhor para quem mora por aqui. Vai ter mais médicos, mais atendimento - relata.

A UBS terá área construída de 280 metros quadrados. No projeto, estão previstas salas de recepção, de atividades coletivas e de vacinas, consultório odontológico, sanitários, dois consultórios, vestiários, cozinha e sala administrativa, além de área externa para embarque e desembarque de ambulância.

ESTAÇÃO DOS VENTOS


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Novo prazo para conclusão da UBS Estação dos Ventos é novembro de 2021

Para ver a obra da UBS Estação dos Ventos, no Bairro Presidente João Goulart, só sendo muito alto ou subindo nos montes de entulhos ao lado da construção. Os tapumes deixam poucas frestas para quem observa do lado de fora. Mesmo assim, em cerca de 20 minutos no local na tarde de sexta-feira, a reportagem não percebeu sinais de funcionários da K.A.J. Materiais de Construções, empresa responsável pela obra que custa R$ 1,6 milhões aos cofres do governo federal.

Música ao vivo poderá voltar a ser permitida nas próximas semanas

A UBS fica em uma rua não pavimentada próxima aos trilhos. Por enquanto, os moradores da Estação dos Ventos seguem tendo que se deslocar cerca de 2 quilômetros até a UBS Waldir Mozzaquatro.

- Mandam a gente para o Mozzaquatro. Quando não tem médico lá, mandam pra UPA ou no posto do Itararé. De lá, nos mandam para a Universidade. Aí tu depende de pagar executivo, um táxi. Essa obra aqui já era para estar pronta há muito tempo. Prefeito veio aqui e disse que ia ficar pronto no fim do mês. Só não disse o mês - reclama o pedreiro Lidiomar Cavalheiro dos Santos, de 53 anos, morador do bairro há 16.


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Obra está apenas 44% concluída

Conforme a prefeitura, 44% dos trabalhos estão concluídos. Já foram feitos o piso, o teto, as paredes, as esquadrias, as janelas e as redes de água e de esgoto. Mas a conclusão ainda é distante. Iniciada em outubro de 2020, a previsão de término prevista no contrato era de 240 dias. Agora, o novo prazo é 25 de novembro.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190