contatos Assine
baita frio!

VÍDEO+FOTOS: em Agudo, vento forte e gelado impediu formação de geada

05 Julho 2019 15:13:00

Linha dos Pomeranos, no interior, já teve ocorrência de neve em três invernos

Thays Ceretta

Fotos: Renan Mattos (Diário)

Quem pensa que é somente na Serra Gaúcha e Catarinense que faz frio ou que cai neve, está enganado. Em dias em que a temperatura despenca,  a formação de geada acaba sendo um fenômeno natural na Região Central. Depois de sentir o frio em Arroio Grande, interior de Santa Maria e mostrar a realidade das crianças que acordam antes do sol nascer para ir para a escola, a equipe do Diário levantou da cama ainda mais cedo na sexta-feira com um destino próximo, porém mais alto: a localidade de Linha dos Pomeranos, que fica no interior de Agudo.   

O objetivo era registrar a formação de geada, mas não foi dessa vez. O vento intenso e gelado misturado com a nebulosidade da madrugada, impediram a formação de gelo, conforme explica o meteorologista Gustavo Verardo. Porém, não descarta-se que os campos verdes amanheçam bem branquinhos neste final e semana.

Região registra terceiro dia seguido com temperatura negativa e geada

Dezenas de famílias de pequenos agricultores moram na zona mais alta do município. Para chegar no morro cujo ponto mais alto fica a cerca de 500 metros acima do nível do mar, é preciso encarar 25 quilômetros de estrada de chão. 

O fotógrafo Erni Bock, 73 anos, foi o guia da reportagem, que chegou ao local antes mesmo do sol nascer. Pelas ruas, o vento intenso e gelado fazia companhia aos moradores que quase não foram vistos logo cedo. O silêncio pairava por lá.

O relógio marcava 7h quando a funcionária da Escola Municipal Santo Antônio, que mora perto da instituição, acendeu a luz e abriu o portão para que esperar os cerca de 130 alunos. Josie Loureiro, 37, é merendeira e servente e, mesmo estando acostumada com a temperatura baixa que faz na localidade, ela estava bem encolhida e reclamando o vento forte.

- Vocês são corajosos! (disse para a equipe de reportagem). Na quinta-feira, o dia foi lindo, teve geada, mas nesta sexta-feira, não. Hoje tem muito vento, só o fogão a lenha para enfrentar o frio - comenta Josie.  

A família Estrasulas, de descendentes de alemães, olhava o amanhecer do dia pela janela da cozinha. Do lado de fora, a fumaça da chaminé da casa indicava que o fogão a lenha estava aquecendo o ambiente desde cedo do lado de dentro.

- Hoje está bem frio, não teve geada, mas por causa do vento a sensação é de mais frio ainda. Por isso, o chimarrão e o fogão a lenha ajudam a aquecer toda família e também para fazer comida - disse Carla Lipke Estrasulas, 38 anos, agricultora.

O marido dela, Alcione Cidnei Estrasulas, 39, é um dos pomeranos que está acostumado com as baixas temperaturas. Ele acorda de chinelo, mas quando vai para a lavoura coloca as botas de borracha.

Antes de ir para a escola, a filha do casal, Larissa Estrasula, 11 anos, tomou chimarrão com os pais e os avós, Ivane Lipke Krummenauer, 67 e Lordi Lipke, 76, para espantar o frio. Inclusive, toda a família afirma que prefere verão, já que o local é alto e por lá o vento é mais fresquinho nos dias quentes. A família reservou a sexta-feira para cuidar da lavoura de soja e fumo, além dos outros produtos que são a principal fonte de renda deles.

NEVE HÁ 19 ANOS
Natural de agudo e descente de alemão, Erni Bock, 73 anos, sempre gostou de fotografar. Funcionário público aposentado, ele teve sorte de registrar por três vezes a neve na localidade de Linha dos Pomeranos, nos anos de 1984, 1994 e 2000. Nesta sexta-feira ele circulou com a reportagem do Diário pelo local, mas dessa vez não houve registro de gelo. Ao retornar no ponto mais alto do interior, ele lembra dos registros da neve.  





fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190