reportagem especial

VÍDEO: Diáro celebra 19 anos e relembra a trajetória em 19 atos

Nos 19 anos do Diário, celebrados neste sábado, 19 de junho, reportagem especial mostra ações que marcam a trajetória do jornal e ajudam no desenvolvimento da comunidade. Já no domingo, junto da Feijoada, que também faz parte da data comemorativa, campanha Santa Maria Sem Fome recebe doações de alimentos

Pauta, apuração, fonte e matéria. Todas essas palavras fazem parte do universo jornalístico e, quando aliadas ao interesse da comunidade, o poder de transformação ganha as manchetes. É assim que, há 19 anos, comemorados neste sábado, o Diário atua junto de Santa Maria e 38 cidades da região. Muito mais do que noticiar fatos nas 5.887 edições impressas veiculadas, repercutir os temas de relevância no site, divulgar conteúdo nas redes sociais e exibir imagens na TV, os profissionais da Redação trabalham para dar voz e vez a todos. Por isso, nesta data tão importante para o jornal, elencamos 19 ações que ajudaram - e ainda ajudam - a construir uma cidade melhor e que valorizam quem se destaca em suas respectivas áreas de atuação. Desde grandes coberturas, como a sempre lembrada tragédia da Kiss e o júri do menino Bernardo, passando pelas campanhas sociais e as novidades da TV, até o futuro que se aproxima, com a chegada da rádio CDN, o Diário faz parte da vida dos leitores, espectadores e, logo ali, dos ouvintes. Na reportagem especial deste fim de semana, confira os 19 anos em 19 atos, e o que está por vir nas duas décadas de história do Diário de Santa Maria, em 2022.

GRANDES COBERTURAS

CASO KISS

Foto: Germano Roratto

Dos primeiros minutos do incêndio que ceifou a vida de 242 jovens e deixou 636 pessoas feridas a cada desdobramento da maior tragédia do Estado - e que mudou o curso da história de Santa Maria. O Diário tem acompanhado cada fato para que as perdas não sejam reduzidas a estatísticas e jamais caiam no esquecimento.

Em 100 meses, completados no último dia 27 de maio, diferentes aspectos foram manchete nas páginas mais importantes da trajetória de 19 anos do jornal. Escrito, fotografado ou documentado em vídeo, foram mostradas possíveis omissões e responsabilizações antes e depois do incêndio. Ao longo de oito anos, foram registradas as primeiras investigações, as reformulações ou criação de leis, as homenagens, as campanhas como a do financiamento coletivo para o concurso que escolheu o projeto e, depois, buscou arrecadação para erguer um memorial às vítimas. Nos últimos anos, principalmente, ganhou ênfase a marcha processual rumo ao dia 1º de dezembro de 2021. É nesta data que está marcado o julgamento dos réus do Caso Kiss: os sócios da boate Elissandro Spohr e Mauro Hoffman, o músico da Banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus, e Luciano Bonilha Leão, que trabalhava como holding da banda. Todos respondem por homicídio simples (242 vezes consumado, pelo número de mortos; e 636 vezes tentado, número de feridos).


PANDEMIA
Há mais de um ano, o assunto mais falado por todos se resume em uma palavra: coronavírus. Antes mesmo da confirmação do primeiro caso na cidade, em 21 de março do ano passado, o Diário acompanha de perto todas as notícias que a pandemia trouxe: os casos confirmados, como os hospitais se prepararam para receber os pacientes, as mais de 720 mortes por causa da doença, os profissionais no combate ao vírus e a vacinação. Desde a situação econômica até as medidas políticas tomadas em razão de uma pandemia que mudou a vida de todos, trouxemos todas informações a você, leitor. A reportagem ouviu os especialistas que mais entendem sobre o assunto para mostrar as melhores formas de proteção. De dentro de uma UTI Covid, a reportagem evidenciou a dura realidade dos profissionais da saúde e a angústia de quem espera por notícias. Até que a esperança tomou conta das páginas do impresso, do site e da TV a partir do início da vacinação. Agora, a expectativa é pela retomada da normalidade, em uma rotina que foi totalmente alterada em 2020.  

Foto: Renan Mattos

HOSPITAL REGIONAL 
A demanda pela construção de um hospital regional é velha conhecida da comunidade. A cobrança por uma alternativa à crise na saúde sempre esteve presente nas coberturas do jornal, e foi pelas páginas do Diário que a região conheceu o primeiro projeto do Estado, em 2003. A partir de então, o Regional virou bandeira do jornalismo local, que acompanhou as mobilizações para a construção do hospital, que recebeu os primeiros pacientes ambulatoriais apenas em julho de 2018. Contudo, foi só em abril de 2020, ano da pandemia, que o hospital abriu os primeiros leitos de atendimento 100% SUS, exclusivos para casos de Covid.

CASO BERNARDO BOLDRINI
Em 4 de abril de 2014, Bernardo Boldrini, com 11 anos, desapareceu em Três Passos. Desde que a busca pela criança começou, inclusive por parentes e amigos de Santa Maria, o Diário acompanha a história. Quatro pessoas, incluindo o pai do menino, Leandro Boldrini, foram investigadas e presas 10 dias após o corpo ser encontrado. A madrasta de Bernardo, Graciele Ugulini, e os irmãos Edelvânia e Evandro Wirganovicz foram julgados quatro anos depois do crime que comoveu o país. O júri popular mais longo do Estado, e o primeiro com transmissão ao vivo, foi acompanhado pelo Diário de 11 a 15 de março de 2019, no fórum de Três Passos. Os quatro foram condenados. 

SURTO DE TOXOPLASMOSE 
Em abril de 2018, o aumento de casos de pessoas que procuraram atendimento médico em hospitais, clínicas particulares e pronto-atendimento de Santa Maria fez com que médicos infectologistas ficassem em alerta. O que mais tarde se configurou no maior surto de toxoplasmose já registrado no mundo, foi chamado primeiramente de síndrome febril. Situação que foi tratada de perto pelo Diário, que, ao longo de todo o processo de investigação, cobrou das autoridades em saúde municipal, estadual e federal medidas para a crise sanitária.

Desde o momento da confirmação de que se tratava de um surto, nossa equipe de reportagem se mobilizou e se tornou implacável na tentativa de encontrar respostas para as causas da doença, que atingiu pelo menos 902 pessoas, causando 10 abortos, três mortes fetais e um óbito por toxoplasmose (bebê infectado durante a gestação). Três anos depois, o Diário monitora a situação epidemiológica da cidade.

As 48 horas que antecederam o Natal de duas famílias de Santa Maria em 2019, junto das polêmicas envolvendo a morte de duas crianças ainda são matéria de uma investigação do Ministério Público. Denominado pela prefeitura como surto de infecção intestinal ou diarreia infecciosa, a doença tirou a vida de de Murilo Brum, 5 anos, e Antônia Pradie Boechardt, 4, alunos da Escola de Educação Infantil do Sesi. Em 15 de janeiro de 2020, exames identificaram os agentes causadores da doença. No menino, foi a Escherichia coli, bactéria frequentemente encontrada na carne bovina, e na menina, foi a Campylobacter jejuni, presente na carne de aves. Ao todo, 487 pessoas foram expostas ao surto, com 41 casos de infecção intestinal, 6 internações e dois óbitos. Até o momento, não houve responsabilizações.

PROBLEMÁTICA DAS CARROÇAS 
Dados inéditos, divulgados em março de 2017, indicaram que cerca de 3 mil carroças circulavam nas ruas de Santa Maria. Desde 11 de março daquele ano, uma série de reportagens trouxe à tona uma problemática que tem décadas e perpassa, entre outros aspectos, a questão social, de saúde pública, de trabalho infantil e irregular, de problemas de mobilidade urbana e de maus-tratos aos animais. Em quatro anos, grupos de trabalho, comissões e projetos foram desenvolvidos até uma a legislação específica. Em 23 de dezembro de 2019, foi sancionada a Lei 6.432, que proíbe gradativamente a circulação de carroças. Os últimos desdobramentos do tema consistem na microchipagem para aplicação de identificadores em cavalos de tração. Porém, cabe ao município encontrar alternativas para famílias que seguem em busca de sustento pelas ruas. O Diário continuará cobrando providências efetivas à comunidade.

Foto: Charles Guerra

CAMPANHAS DO DIÁRIO 

FEIJOADA
Um dos pratos típicos mais famosos do Brasil aliado à música e, é claro, solidariedade, formaram o que é, hoje, um dos eventos sociais e solidários mais tradicionais de Santa Maria. A Feijoada do Diário tem esse gostinho de fazer o bem, já tendo ajudado a, pelo menos, 15 entidades beneficentes do Coração do Rio Grande, e de celebrar e reconhecer talentos, sendo palco para mais de 30 artistas locais.

No passado, a festa reuniu milhares de pessoas no salão do Avenida Tênis Clube. Em 2019, depois de um hiato de dois anos, a Feijoada do Diário voltou a ocorrer, só que na sede da empresa, na intenção de aproximar o jornal da comunidade. Mas, independentemente do local, a intenção é sempre a mesma: ajudar entidades assistenciais da cidade. O retorno da festa foi no Lounge D, com a presença de músicos e da comunidade. Em setembro de 2020, já em tempos de pandemia, a ação solidária se adaptou ao momento e foi realizada em formato de drive-thru, no estacionamento da sede do Diário, em Camobi.

Neste ano, a atividade vai repetir a dose do ano passado, neste domingo, em drive-thru. Tudo isso celebrando os 19 anos de Diário. Nesta edição, a Casa da Amizade será a entidade beneficiada. Haverá ingressos limitados à venda na hora. Quem já garantiu os antecipados, poderá ficar tranquilo.

Entre as entidades que já foram auxiliadas pela Feijoada do Diário, estão o Mesa Brasil (SESC), em 2020, e o Lar Vila Itagiba, em 2019. Além deles, projetos como CACC, Lar das Vovozinhas, Lar Vila das Flores, Lions Clube, Associação dos Cegos e Deficientes Visuais (ACDV), Abrigo Espírita Oscar Pithan, Associação Colibri, Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan), Casa Maria, já mudaram a realidade dos seus assistidos com repasses do evento.

#PORTODOSNÓS
Entender os problemas da nossa gente, principalmente durante a pandemia, foi uma das missões durante os 19 anos de Diário. Visando incentivar o comércio local, tão prejudicado economicamente em função das medidas restritivas impostas para tentar frear o avanço da Covid-19, em abril de 2020, o Diário lançou uma campanha inédita no Estado, a #PorTodosNós, que vigorou até março deste ano. A ideia contou com apoio da prefeitura, além de entidades e instituições dos mais variados setores de Santa Maria.

A busca incessante pela reinvenção por parte dos empreendedores foi uma marca das reportagens. Setores de comércio, indústria e serviços tiveram espaço livre nas páginas do Diário para falar sobre as dificuldades e o desenvolvimento de seus empreendimentos durante a maior crise econômica deste século.

Descrevemos os processos de mudança e transformação para o ambiente online. Noticiamos a tentativa de sobrevivência - e também o sucesso - da economia do Coração do Rio Grande. Ao todo, foram mais de 150 empresas contempladas com a campanha e que tiveram a oportunidade de contar suas histórias.  

SANTA MARIA SEM FOME
Na última ação do Amigo Secreto do Diário, a grande quantidade de pedidos por comida mobilizou a organização da campanha. A partir disso, surgiu o Santa Maria Sem Fome, lançado neste domingo, com drive-thru para entrega de alimentos junto da Feijoada do Diário. Até novembro, qualquer pessoa pode ajudar doando alimentos não perecíveis em um dos mais de 20 pontos de coleta, por Pix ou comprando os produtos da campanha. O Santa Maria Sem Fome vai destinar todas doações ao Banco de Alimentos, que ajuda entidades e distribui alimentos para famílias mais vulneráveis do município.

SANTA MARIA DESTAQUES 
Em junho de 2019, o Diário realizou o concurso Santa Maria Destaques para celebrar os 17 anos do jornal e os 161 anos da cidade. Por meio de quase 9 mil votos da comunidade, 35 empresas, pessoas e entidades foram eleitas por contribuir para o desenvolvimento do município.

A homenagem aos vencedores foi celebrada em um jantar solidário no Avenida Tênis Clube (ATC), realizado pelo Lions Clube Santa Maria Dores e Centro. O valor dos ingressos, que esgotaram, foi doado ao Abrigo Espírita Oscar José Pithan, ao Lar Vila Itagiba e ao Banco Ortopédico do Lions Clube. A cerimônia foi recheada de emoção e interação por meio de intervenções artísticas e shows com músicos locais. Tudo isso foi transmitido ao vivo no Facebook do Diário, e a história dos vencedores ficou registrada em um e-book.

Entre os nomes premiados, a Rede Super foi a vencedora na categoria Destaque Especial. Para Eduardo Stangherlin, sócio-fundador e diretor, o reconhecimento foi um orgulho:

- É uma honra e uma satisfação muito grande ter tido o reconhecimento que a Rede Super teve, pela importância e pela grandeza dela para Santa Maria e região. São 25 anos que estamos em desenvolvimento e crescimento dentro do município, onde temos uma atuação muito forte, com ética, oferecendo aos consumidores uma gama de produtos com qualidade e preços baixos. Além disso, também desenvolvemos projetos sociais na cidade, somos parceiros de praticamente todas as entidades, sempre ajudando com doações - comentou Stangherlin, à época.

BAITACHEF
A ideia de fazer um desafio culinário aos moldes de programas que são sucesso de audiência no mundo, mas com a realidade local, fez com que o Diário realizasse, até agora, três temporadas do BaitaChef. A primeira edição foi ao ar em 2018, reunindo músicos da cidade que representaram os mais diferentes estilos. O tempero de dois competidores - a saudosa Deborah Rosa e o roqueiro Pylla Kroth - conquistou os jurados. Os dois dividiram o troféu de campeões. No ano seguinte, a cozinha do BaitaChef recebeu influenciadores digitais que tinham de preparar um prato típico do Sul. Camila Foletto conquistou o júri, e Camila Cunha levou o troféu pela maior votação popular. Em 2020, a música voltou para a cozinha com quem canta e compõe as canções típicas gaúchas. César Oliveira e Rogério Mello ganharam como melhor prato, e Analise Severo e Jean Kirchoff garantiram o troféu da votação dos internautas.

Foto: Gabriela Perufo

COPA DIÁRIO 
A Copa Diário de Futebol Amador teve três edições. Ela foi realizada em 2017, 2018 e 2019. A competição surgiu com o intuito de reunir equipes da região, promovendo a integração por meio do esporte com a participação das comunidades. A prova da qualidade e da capacidade de interação alcançadas pelo torneio foi traduzida nos campeões. Na primeira edição, o vencedor foi o Vila Operária, de Tupanciretã. No segundo campeonato, o Grêmio São-Pedrense deu a volta olímpica, e, na terceira edição, o Sport, de Santa Maria, ficou o título.
A competição foi organizada em conjunto pelo Diário de Santa Maria e a Liga Santa-Mariense de Futebol Amador, responsável pelo contato e convite aos clubes, bem como a formatação das tabelas e distribuição dos jogos conforme disponibilidade dos campos da região.

CAMPANHA PELA ESA
A vocação militar de Santa Maria, que remonta o século 19, ficou ainda mais evidente de 2020 para cá. Isso porque, ainda no ano passado, o município que tem o terceiro maior contingente de homens e mulheres do Exército Brasileiro ingressou no radar de investimentos das Forças Armadas. Com o anúncio da saída do Escola de Sargento das Armas (ESA) de Três Corações (MG), após 70 anos, o Exército deu início à busca por uma cidade que comportasse a "nova ESA". Desta forma, Santa Maria esteve no páreo com quase duas dezenas de municípios de Norte a sul do país. À medida que o processo foi afunilando, a cidade conhecida como "Capital dos Blindados" chegou à lista tríplice. Restaram, agora, Santa Maria, Ponta Grossa (PR) e Recife (PE).

Nesta construção, Santa Maria soube mobilizar o capital político e empresarial para mostrar ao Exército que a única cidade gaúcha no páreo está pronta para receber os 2,2 mil alunos e a estrutura a ser construída que injetará R$ 1,2 bilhão na economia local, e mais R$ 250 milhões apenas em salários. Prova do engajamento e comprometimento do Diário, para além das matérias jornalísticas que destacaram as credenciais militares do município, o jornal promoveu um ato institucional com representantes da sociedade civil organizada e prefeitura em março. Naquele momento, o general Joarez Alves Pereira Júnior (à dir.), responsável técnico pelo novo projeto da ESA, recebeu das mãos da diretora de jornalismo do Diário, Fabiana Sparremberger, um compilado de tudo que Santa Maria tem a oferecer à família militar.

COBERTURA ELEITORAL 
Costuma ser dito que a eleição que realmente importa é a municipal. Até porque, segundo o ditado político, "a vida acontece é na cidade". O Diário faz da cobertura de cada pleito local um evento. Se o ano de 2020 já se mostrava igualmente desafiador, frente à pandemia, o cenário ficou ainda mais arenoso com um calendário eleitoral que acabou adiando a ida dos brasileiros às urnas, de outubro para novembro, em decorrência das incertezas da Covid-19.

Santa Maria que, desde 2016, passou a estar na lista dos municípios aptos a ter disputa em dois turnos, esperava do Diário um ganho diferenciado para a cobertura da eleição que se mostraria atípica. Assim, o jornal pontuou duplamente. Primeiro, pelo ineditismo de colocar dentro da cobertura eleitoral do Diário a realização de dois debates entre os prefeituráveis (em primeiro e segundo turnos). E, segundo, porque dentro da programação da TV Diário, foi possível ampliar a cobertura dos políticos que disputavam a eleição. Ou seja, para além da habitual cobertura tradicional do impresso, demos um passo ainda maior, com o objetivo de aumentar o leque de atuação ao estarmos presentes na TV e em outras plataformas. Dentro da TV, foram veiculadas iniciativas "Como assim, candidato?", "Minuto da eleição", além das agendas dos candidatos e entrevistas com os candidatos.

O saldo, que não se limitou ao público e à sociedade, deixou impressões e agradecimentos também junto a políticos e a partidos que, por não terem o mesmo tamanho de siglas já consolidadas, puderam ter um pouco mais de isonomia na cobertura eleitoral. E se os dois debates foram o ponto alto da eleição à prefeitura de Santa Maria, igualmente importante dizer que tanto no primeiro quanto no segundo turnos, a TV Diário fez frente ao ineditismo processo de apuração simultânea do resultado tanto da disputa a prefeito quanto para vereador, em uma cobertura ao vivo nos dias de eleição, em primeiro e segundo turnos.

TV DIÁRIO
A criação da TV Diário foi um marco na história do grupo de comunicação que começou com o jornal impresso há 19 anos. No dia 8 de setembro de 2019, a televisão inaugurou com o programa Direto da Redação, que passou a ser transmitido por meio dos canais 26 e 526 da NET/Claro e continuou nas redes sociais. De lá pra cá, grandes coberturas jornalísticas foram feitas como as eleições municipais em novembro de 2020, debates ao vivo com os candidatos, chegada das doses das vacinas contra a Covid-19, entre outros assuntos. Este mês, a TV Diário passou a ser transmitida 24 horas no YouTube. 

DIRETO DA REDAÇÃO 
O Direto da Redação foi o primeiro produto informativo ao vivo do grupo, que teve início nas plataformas digitais. As sete edições de jornalismo local e regional nasceram no dia 4 dezembro de 2019, após uma grande cobertura de um temporal que aconteceu no final do mês de outubro. A equipe de jornalismo atuou na produção das reportagens e em toda a cobertura. Cada edição chegou a ter 1 hora de duração em diferentes horários do dia com a participação dos repórteres e editores, entrevistas com especialistas, reportagens em vídeo e muita interação. Além disso, os apresentadores tiram dúvidas da população em tempo real. Os chamados webespectadores acompanham até hoje as edições e mandam seus recados pela transmissão no Facebook. Inclusive, muitos são de outras cidades, de fora do Estado e do país, o que acabou criando um vínculo virtual. Desde o início da pandemia, o Direto da Redação está presente na casa, no trabalho e na vida das pessoas, trazendo informações com qualidade e credibilidade. Quando o programa completou 1 ano, a equipe visitou alguns dos webespectadores fiéis, como o Celso Fernandes, Ivani Giacomini e Bety Almeida. As edições são comandadas pelas jornalistas Thays Ceretta e Jaiana Garcia pelas redes sociais e na TV Diário desde o dia 8 de setembro de 2020.

SALA DE DEBATE
Três meses depois da inauguração da TV Diário, a emissora lançou seu segundo produto ao vivo: o Sala de Debate. O tradicional programa já é conhecido da comunidade há 18 anos pelas ondas da frequência 93.5 FM e, desde o dia 7 de dezembro de 2020, passou a integrar também a grade da programação da TV e as redes sociais. O Sala de Debate tem duas edições diárias, de segunda a sexta-feira, e duração de 1h30min. Pela manhã, a partir das 12h, o programa é comandado por Claudemir Pereira e à noite, às 19h, Marcelo Martins apresenta. Com mais de 60 convidados divididos entre as duas edições, são discutidos temas e assuntos relevantes para a cidade.

BEM-VIVER
Três meses depois da inauguração da TV Diário, a emissora lançou seu segundo produto ao vivo: o Sala de Debate. O tradicional programa já é conhecido da comunidade há 18 anos pelas ondas da frequência 93.5 FM e, desde o dia 7 de dezembro de 2020, passou a integrar também a grade da programação da TV e as redes sociais. O Sala de Debate tem duas edições diárias, de segunda a sexta-feira, e duração de 1h30min. Pela manhã, a partir das 12h, o programa é comandado por Claudemir Pereira e à noite, às 19h, Marcelo Martins apresenta. Com mais de 60 convidados divididos entre as duas edições, são discutidos temas e assuntos relevantes para a cidade.

JORNAL DO DIÁRIO 
No dia 14 de junho, mês em que o Diário completa 19 anos de vida, a programação da TV Diário ganhou um novo produto: o Jornal do Diário. Com a apresentação dos jornalistas Kellen Caldas e Vilceu Godoy e a produção da equipe de cerca de 40 profissionais, o telejornal exibido a partir das 18h15min, de segunda a sábado, deixa você bem informado com um resumo das notícias de Santa Maria e região. Com aproximadamente 40 minutos de duração, a nova ferramenta veio complementar as edições do Direto da Redação. O novo canal de informação é mais extenso e completo com assuntos de várias editorias, como segurança, educação, saúde, cultura, trânsito, previsão do tempo, esporte e muito serviço. O programa também tem também uma análise e informações exclusivas e opiniões dos colunistas Deni Zolin e Marcelo Martins. O telespectador acompanha ainda o trânsito em ruas e estradas de acesso a Santa Maria, por meio de imagens ao vivo, em tempo real, das câmeras do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) ao vivo.

REVISTA MIX 
Como presente de aniversário de 17 anos do Diário, em 2019, os leitores receberam de volta a Revista MIX, depois de uma ausência de quase três anos. Além de um colorido especial, a publicação trouxe de volta às edições de fim de semana, uma leitura leve e agradável.

Em busca de qualificar e de tornar esse encontro das páginas com os olhos dos leitores um momento especial, a publicação aposta em histórias de diferentes segmentos. Neste ano, já figuraram em capas da MIX, os talentosos músicos Gisele Guimarães, Juliana e Beto Pires, a artista visual Rhaianny Silva, que leva sua arte à periferia, a pequena violinista Clara da Costa, que encontrou nas aulas de música motivos para encarar o isolamento social. No ar em rede nacional nas novelas Império, da Globo, e Chiquititas, do SBT, os atores santa-marienses Carmo Dalla Vecchia e Manuela do Monte concederam entrevistas exclusivas para a MIX. Ele celebrou os 50 anos, e ela falou de sua temporada em isolamento social no Coração do Rio Grande.

E não para por aí. Em 2021, além dessas histórias inspiradoras, das crônicas de Sione Gomes, Orlando Fonseca, Luisa Neves e Tânia Lopes, das colunas Zoom, de Cassiano Cavalheiro, Tendência, de Camila Cunha e das colunas Sociais e Bastidores, de Maristela Moura, a revista trouxe, ainda, novas seções, como a Casa e Decoração, a TV, Streaming e Cinema, e a novidade Diário Kids, que estreia neste fim de semana.

De acordo com Cassiano Cavalheiro, editor de Cultura e da Revista MIX, a ideia é proporcionar uma página com passatempos para os pequenos e, além disso, conectar essas atividades com os personagens de artistas de Santa Maria que trabalham para crianças. A ideia é reconhecer o talento local e despertar na criança o interesse e o contato com a tradição do jornal impresso.

- Participar do Diário Kids é mais uma das diversas formas que busco de aproximar a minha arte das pessoas. É bem verdade que se destina às crianças, mas meu foco principal é atingir a família de modo geral. Conseguir aproximar a vó ou o tio de seu netinho/sobrinho ou mesmo os pais, que vivem na correria do dia a dia, parando para passar um tempo com seus filhos. Estando com vocês por meio de desenhos e atividades ou mesmo por vídeo, não importa. O que importa é estar com vocês nos melhores e mais divertidos momentos da vida de vocês e da minha também - explica Felipe Mendes, o palhaço Katu Piry, que estrela a primeira coluna.

CENTRAL DIÁRIO DE NOTÍCIAS 
Nos próximos meses, os santa-marienses terão uma nova opção de informação. Desta vez, as notícias irão viajar pelas ondas do rádio. A Central Diário de Notícias (CDN), 93.5 FM, vai contar com toda a força de produção da equipe de reportagem da redação.

Com mais de 40 profissionais e 24 horas de jornalismo ao vivo, sete dias por semana, a notícia terá a prioridade na mais nova emissora de rádio de Santa Maria. Na sede do Diário, em Camobi, uma estrutura de três estúdios, com tecnologia de ponta, está em fase final de obras para receber os jornalistas e apresentadores.

Com programação diversificada, mas focada no jornalismo, a emissora irá se juntar aos demais veículos do Diário para continuar informando a população e ajudando no desenvolvimento da região. 

SITE BEI 
Com menos de um ano de existência, o Bei já se tornou referência em reportagens de polícia, segurança e serviços na região central do Estado. Criado em 23 de setembro de 2020, o site de notícias supera 35 mil seguidores no Facebook, número que vem crescendo a cada dia.

O crescimento do Bei é resultado dos esforços da equipe de reportagem na busca por informações úteis e confiáveis para repassar aos seus leitores, tanto no site quanto nas redes sociais e nas páginas impressas do Diário. Exemplo desse trabalho foi a cobertura do desaparecimento da dentista Bárbara Machado Padilha, então com 32 anos. A moradora de Tupanciretã sumiu sem deixar pistas em outubro de 2020.

Em seu segundo mês de atuação, o Bei acompanhou de perto as buscas policiais do caso, mostrando não só o trabalho com vídeos, que exibiram a presença da dentista em um posto de combustíveis de Santa Maria. Foi a última imagem de Bárbara, que três dias depois foi encontrada morta em uma mata, em Itaara. A investigação policial concluiu que ela havia tirado a própria vida com a ingestão de medicamentos. A notícia é, até hoje, uma das mais acessadas no site do Bei.

Recentemente, na semana dos 19 anos do Diário, o Bei trouxe uma reportagem exclusiva: a informação de que diversos pecuaristas da região podem ter sido vítimas de um dos maiores golpes do agronegócio do país, sofrendo um prejuízo superior a R$ 30 milhões com a venda de gado. O Bei, que é o braço do Diário voltado à segurança pública, foi o primeiro veículo de comunicação a divulgar o assunto, que é investigado pela polícia de pelo menos 10 municípios.

CAMPANHA DOS 20 ANOS 
A partir do próximo fim de semana, a equipe do Diário vai contar histórias de pessoas que tiveram as vidas transformadas a partir de reportagens publicadas. A primeira será a da dona de casa Rosangela Milani Moro Pagliarin, que, durante a pandemia, passou a vender bolos às margens da estrada entre os municípios de Santa Maria e Silveira Martins.

Depois que a matéria foi veiculada nas edições impressa e digital, nas redes sociais e no programa Direto da Redação, a produção aumentou, o que fez a família montar uma empresa. Esta história e tantas outras, você irá conferir até 19 de junho de 2022, data em que o Diário completará duas décadas. São 20 anos transformando vidas e mudando realidades. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190