consequências

VÍDEO: com a pandemia, animais do Mantenedouro São Braz precisam de doações

Sem visita das escolas e com doações 60% menores, instituição enfrenta dificuldades

18.406

Fotos: Pedro Piegas (Diário)

Na entrada do Mantenedouro São Braz, um portal de gaiolas mostra o que os animais que lá vivem deixaram para trás: uma vida enclausurada em pequenas caixas de ferro, maus-tratos e poucos cuidados. É lá no criadouro conservacionista que quase 700 bichos são recebidos, tratados, medicados e recuperados. No local, eles têm um novo lar. Mas, para dar conta de alimentar os macacos, pássaros, jaguatiricas, onças e até mesmo um urso, o santuário precisa de ajuda.


Santa Maria registra ato antirracista neste domingo

Desde o início da pandemia e do distanciamento social, uma das principais rendas do mantenedouro acabou. Antes, as visitas das escolas serviam não apenas para ensinar essa nova geração sobre a importância da fauna, mas também ajudavam a arcar com os custos da instituição. Sem aulas, o fluxo de crianças também cessou e a verba parou de entrar. Outro problema enfrentado, segundo Santos Braz, criador e mantenedor do espaço, é que muitas empresas que apadrinhavam os recintos pararam de fazer as doações por conta da crise financeira gerada pelo novo coronavírus.

- Dos 80 recintos, 76 são adotados. Mas cerca de 60% das empresas deixou de contribuir por causa do colapso de arrecadação. Nesse meio tempo, fecharam as fronteiras entre Brasil e Argentina, Paraguai e Uruguai. A semente de girassol (usada para alimentar as aves) entra por lá. E com o fechamento, ela teve um aumento considerável de preço - explica Braz.

Profissionais do setor de transporte de Santa Maria serão testados para o coronavírus

Ou seja, o aumento do valor do grão tem impactado diretamente nos gastos diários da instituição. Além das aves, os outros animais também requerem alimentações específicas. Charles, por exemplo, um urso pardo americano, consome uma quantidade muito grande de carne por dia. Já os macacos filhotes, geralmente levados para lá depois que as mães são atropeladas, precisam de leite. E a lista não para por aí: ovos, milho, ração e alpiste também estão entre as refeições dos moradores. 

Com a chegada do inverno, outra necessidade é a manutenção dos recintos, para que não fiquem tão frios. Por isso, o mantenedouro precisa de cobertas, cobertores e toalhas, para que os primatas possam ficar aquecidos nos próximos meses. Mais um local que precisa de manutenção e equipamentos é a maternidade, onde os filhotes são cuidados até que possam conviver com os demais habitantes da sua espécie.

De acordo com Braz, apesar de ser uma instituição de interesse público, o criadouro conservacionista não recebe verbas municipais, estaduais ou da União. Para manter a instituição, ele conta com doações, os passeios escolares - que estão suspensos - e a adoção dos recintos por empresas e pessoas interessadas.

VÍDEO: há dois anos, projeto da UFSM auxilia agricultores no cultivo de flores

ALIMENTAÇÃO
O principal gasto do mantenedouro é com a alimentação dos animais. Por isso, há uma lista de produtos e alimentos que podem ser doados. É possível, também, apadrinhar uma família ou um recinto, transferindo um valor mensal para a conta da instituição (veja abaixo). Esse valor varia de acordo com as espécies e os hábitos alimentares. Por fim, o criadouro também aceita visitas de famílias mediante hora marcada, com valores especiais para crianças.

- São visitas familiares didáticas, com agendamento prévio pelo Whatsapp para evitar aglomeração. Elas são de cunho educacional, focadas na educação ambiental. Com ordem e agendamento, seguimos os protocolos estabelecidos pela prefeitura - conta Braz.

Já os profissionais que atuam no local, ajudando a recuperar, tratar e cuidar os animais, além de fazer a manutenção da propriedade, são todos voluntários.

CONTA PARA DOAÇÃO (QUALQUER VALOR):

  • Banco Sicredi: agência 0434, conta-corrente 11800-1
  • CPF: 378.866.140-20
  • Santos de Jesus Braz da Silva

PARA APADRINHAR ANIMAIS:

  • Pelo Whatsapp (será enviada uma lista com os valores dos recintos): 055 99967-7707

LISTA DE PRODUTOS E ALIMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Semente de girassol
  • Painço
  • Alpiste
  • Milho em grão
  • Milho quebrado
  • Milho em espiga
  • Ração de crescimento
  • Cobertores
  • Pano de chão/toalhas
  • Moranga
  • Batata doce
  • Ovos
  • Leite longa vida
  • Mel
  • Areia média
  • Cal
  • Cimento
  • Brita dois
  • Cano d'água de 25mm


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190