clima

VÍDEO: chuva já ultrapassa média de setembro e provoca estragos na cidade

Casas foram destelhadas. No balneário Passo do Verde, a enchente segue a preocupar os moradores

Foto: Pedro Piegas (Diário)

A forte chuva desta segunda-feira causou novos transtornos em Santa Maria, intensificando problemas provocados pelos últimos temporais. Moradores do Balneário Passo do Verde ainda enfrentam as consequências das fortes chuvas da semana passada. Desde então, o leito do Rio Vacacaí-mirim subiu seis metros acima do normal, o que causou a enchente no local. Ontem, conforme a Defesa Civil de Santa Maria, o leito do rio havia baixado e estava 3,8 metros acima do nível normal.

- Estamos em contato com a comunidade. Os moradores nos comunicam todas as mudanças. Também estamos em monitoramento sobre a situação - diz Adão Lemos, superintendente da Defesa Civil de Santa Maria.


Também na manhã de ontem, a Defesa Civil distribuiu mil litros d'água potável para a comunidade da Vila Verde, e foram instalados dois banheiros químicos na entrada do balneário.

Para o aposentado Arlindo Virgílio Koeck, 83 anos, outra preocupação é a demora para a água baixar.

- Essas enchentes são frequentes por aqui. Já tivemos maiores que, em outras épocas, em dois dias, já havia passado. A água está na altura do joelho - comenta o idoso.

No Passo do Verde, a maioria das casas é de dois pisos, e algumas chegam a ter uma sustentação que, quando o rio sobe, evita que as águas invadam o imóvel e danifique móveis e eletrodomésticos. Janaina Gonçalves da Trindade, 42 anos, teve o primeiro andar da casa invadido pela água. Ela levou os móveis para o andar de cima.

MÉDIA HISTÓRICA
A média histórica de chuva para setembro, em Santa Maria, é de 154 milímetros. Até domingo, antes das chuvas desta semana, já havia chovido 140 milímetros no acumulado do mês. Com a precipitação desta segunda-feira, essa média foi superada. Até o início da noite, o acumulado do dia era de 28 mm. Contudo, a preocupação é com o volume de chuva em outra cidade da região: São Gabriel, que registrou 90mm de chuva. É lá que as águas do rio costumam subir primeiro e, só depois, em Santa Maria. Assim, moradores e Defesa Civil já se preparam para um segundo episódio da enchente que deve ocorrer no meio da semana.

Vila Nova do Sul chegou a 85 mm nesta segunda-feira. Outro municípios como Rosário de Sul e Caçapava do Sul registraram acumulados de chuva de 61 a 64 mm. Por enquanto, o menor registro é de Restinga Sêca, com 35 mm.

VEJA A LISTA DE ACUMULADOS DA CHUVA NA REGIÃO CENTRAL*

  • Vila Nova do Sul - 85 mm
  • Caçapava do Sul - 64mm
  • Rosário do Sul - 61mm
  • Quevedos - 44 mm
  • Nova Palma - 39mm
  • Restinga Sêca - 35mm

*acumulados da chuva entre a madrugada e noite desta segunda-feira

SUSTO
O Edifício Guanabara, localizado na Avenida Presidente Vargas, foi atingido por um raio, no final da tarde de ontem, em Santa Maria. O registro no Corpo de Bombeiros Militar aponta que os militares foram acionados às 17h50min para uma ocorrência de princípio de incêndio. Após o incidente, o local ficou sem energia elétrica.

Foto: Renan Mattos (Diário)

Conforme a sala de operações dos bombeiros, que fica junto ao Centro Integrado de Operações de Segurança Publica (Ciosp), uma guarnição foi ao local para combater o incêndio e verificar possíveis problemas elétricos no edifício. Ambulâncias também teriam sido chamadas. Conforme os bombeiros, não havia registro de feridos. Moradores se reuniram na portaria em busca de informações sobre o que havia acontecido.

TRANSTORNOS
Ainda pela manhã, por causa do vento e da chuva, os cabos da rede da RGE romperam-se nas margens da BR-158, próximo do Residencial Arco Verde, na Região Oeste. O trânsito chegou a ficar totalmente bloqueado, nas primeiras horas da manhã, para que uma equipe da RGE removesse os fios. Por volta de 8h30min, o trânsito foi liberado nos dois sentidos.

Prefeitos não acreditam que Santa Margarida e Capão do Cipó voltarão a ser distritos

Na Rua Ari Nunes Tagarra, no Bairro Menino Jesus, pelo menos duas residências tiveram danos no telhado após fortes rajadas de vento por volta de 7h. Uma das casas teve que ser parcialmente coberta com lona. O engenheiro ambiental Luciano Soares, 42 anos, auxiliava no reparo do telhado da casa dos pais:

- Uma rajada forte de vento acabou destelhando algumas casas. Mas foi pouca coisa, nada muito grave, o reparo vai ser tranquilo - relatou Soares.

De acordo com o resumo de ocorrências da Defesa Civil Municipal, até às 16h50min desta segunda, foram entregues 3.025 metros de lona e 209 famílias, atendidas. Desde quarta-feira passada, mais de 150 casas foram destelhadas pela chuva. Neste período, a entidade de proteção e prevenção realizou vistorias em 28 casas para a entrega de telhas, além de distribuir 55 cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade.

PRÓXIMOS DIAS
A chuva deve ter continuidade hoje, ao longo do dia. Segundo o meteorologista Gustavo Verardo, da BaroClima, os acumulados podem chegar a 70 milímetros em Santa Maria. Houve também vento forte, que chegou a 75km/h.

- A temperatura contribuiu para o tempo severo. Tivemos máxima de 30,3°C às 6h na cidade. Com a chuva, a temperatura começa a cair - explica Verardo.

PREVISÃO DO TEMPO
Confira, abaixo, como ficam as temperaturas para os próximos dias em Santa Maria:

  • Terça-feira - mínimas de   18ºC e máximas de 20ºC
  • Quarta-feira - mínimas de 9ºC e máximas de 17ºC
  • Quinta-feira - mínimas de 6ºC e máximas de 19ºC
  • Sexta-feira - mínimas de 9ºC e máximas de 22ºC
  • Sábado - mínimas de 14ºC e máximas de 22ºC
  • Domingo - mínimas de 14ºC e máximas de 22ºC

*Colaboraram Arianne Lima, Gabriel Marques e Leonardo Catto


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190