solidariedade

VÍDEO: após cair na piscina, criança sofreu paralisia cerebral. Família pede ajuda

Casa precisa de reformas e adaptações para receber Benjamin de 1 ano e 8 meses

18.398



Foto: Pedro Piegas (Diário)/ Andreza Almeida de Cristo diz que toda doação é bem vinda. 

O pequeno Benjamin Caleb de Cristo Ribeiro, 1 ano e 9 meses, sofreu uma paralisia cerebral após cair em uma piscina de plástico na própria casa. Filho da dona de casa Andreza Almeida de Cristo, 26 anos, e do eletricista, Uessly de Aquino Ribeiro, 31, ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) desde o acidente. Com o ocorrido, os pais precisam revezar os cuidados com ele, o que limita o tempo que Uessly dedicava ao trabalho, já que é autônomo.

Conforme Andreza, o bebê perdeu todos os movimentos e a visão. Ela, que também é mãe de Valentina, 6 anos, e de Pedro Henrique, 3. 

_ Foi muito rápido. Ele estava do meu lado e, em segundos, o perdi de vista. Quando o encontrei, já estava boiando. Desesperada, pedi socorro e um vizinho, que é policial militar, prestou os primeiros socorros. Se não fosse isso, talvez tivéssemos perdido Benjamin _ conta ela.

Bombeiros resgatam cachorra 'Cusquinha' em incêndio

De acordo com Ueslly, o fato de Benjamin estar vivo é uma vitória.  

_ Ele chegou a ficar sem sinais vitais, achei que ia perder meu filho _ conta emocionado.

Ainda não há prazo para o Benjamin deixar o hospital, mas a família planeja a volta do menino para casa, por isso criaram um sistema de arrecadação online de dinheiro.   

VÍDEO: parte do Parque Itaimbé deve ter revitalização até metade de 2021

Segundo a cozinheira Vanessa Almeida de Cristo, 30 anos, o objetivo da campanha virtual é custear as despesas essenciais da família neste momento e, ainda, organizar e reformar a casa para receber Benjamin quando der alta, visto que precisará de cuidados e alimentos especiais: 

_ Minha irmã e meu cunhado passam o tempo todo em volta das crianças. Agora, a situação ficou muito delicada porque eles têm que estar no hospital por várias vezes ao dia. Isso demanda gasto com passagem e com alimentação. Ainda não conseguimos o auxílio emergencial para eles.

Vanessa acrescenta que toda ajuda é bem vinda. Alimentos não perecíveis, leite e fraldas tamanho GG são as principais necessidades, conforme ela.

Pazuello anuncia contrato com Butantan para 100 milhões de doses da Coronavac

PARA AJUDAR

Quem quiser ajudar a família do Benjamin pode contribuir com dinheiro ou com doações de leite, demais alimentos não perecíveis e fraldas descartáveis tamanho GG. As doações podem ser entregues na casa da família ou em depósito online:



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190