pesquisa

UFSM seleciona entrevistadores para mais duas etapas da Epicovid19

Para identificar o predomínio do coronavírus na população gaúcha, o governo do Estado encomendou mais duas etapas do Estudo de Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Rio Grande do Sul (Epicovid19-RS)

18.398

Foto: Pedro Piegas (Diário)

Para identificar o predomínio do coronavírus na população gaúcha, o governo do Estado encomendou mais duas etapas do Estudo de Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Rio Grande do Sul (Epicovid19-RS). A pesquisa é liderada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e também é realizada no município, onde o projeto é conduzido pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). A próxima etapa será feita de 5 a 8 de fevereiro e conta com recursos do programa Todos pela Saúde. A segunda etapa será realizada em abril, em data a ser definida. Até o dia 25 de janeiro, a UFSM selecionará os entrevistadores que participarão desta fase da pesquisa. 

Estudo da vacina de Oxford na UFSM vai chamar voluntários em até uma semana

Nestas fases, será incluído um novo teste de anticorpos para a Covid-19, além dos testes rápidos e entrevistas que já fazem parte do processo. Este método de testagem é desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e tem maior precisão no exame, já que identifica a presença de anticorpos mesmo após cinco meses da infecção. A sensibilidade dos testes rápidos atuais mostraram quedas de sensibilidade depois de três a quatro meses. 

Conforme a coordenadora do Laboratório de Epidemiologia do Departamento de Saúde Coletiva da UFSM, a médica epidemiologista Marinel Dall'Agnol, que coordena o Epicovid19 em Santa Maria junto com a professora Edi Franciele Ries, serão 500 residências sorteadas, assim como nas fases anteriores. Os entrevistadores serão recrutados e formados por estudantes e profissionais da área de saúde. 

Santa Maria chega a 181 óbitos por Covid-19

- É muito importante a participação da população. Pedimos para que recebam os entrevistadores, pois os resultados indicam a prevalência do vírus no Estado e quais medidas podem e devem ser adotadas para conter o avanço do coronavírus - explicou Marinel. 

Os entrevistadores que participam da pesquisa estarão devidamente identificados e cumprirão todas as medidas de segurança. Caso o residente tenha alguma dúvida, pode pedir o crachá de identificação do estudo e, até mesmo, acionar a Guarda Municipal no número 153, para pedir as referências. 

COMO FUNCIONA 
O funcionamento segue o mesmo: entrevistadores visitam as casas de 4,5 mil famílias em nove cidades dos estado. Os moradores são convidados a realizar os testes e a responder um breve questionário sobre ocorrência de sintomas e acesso a serviços de saúde. Para participar, os pesquisadores fazem um único furinho na ponta do dedo do participante. A amostra coletada serve tanto para o teste rápido, que faz a leitura em cerca de 15 minutos, quanto para o Elisa-UFRJ, em que o tempo previsto para processamento dos resultados é de uma semana. 

25 profissionais da saúde são os primeiros vacinados contra a Covid-19 em Santa Maria

O objetivo é estimar o número de pessoas que já tiveram coronavírus na população gaúcha. Dessa forma, será permitido monitorar o avanço da pandemia no estado e quais medidas podem ser adotadas. 

SELEÇÃO DE ENTREVISTADORES 
A UFSM abriu as inscrições para selecionar os entrevistadores que participarão da pesquisa. Até as 18h do dia 25 de janeiro, os interssados podem acessar a página da universidade e preencher um formulário. Um treinamento ocorrerá no dia 5 de fevereiro. 

Pré-requisitos para ser entrevistador:  

  • Ser profissional ou estudante da área da saúde, com noções de biossegurança em procedimentos de saúde
  • Estar fora do grupo de risco: ter menos de 60 anos de idade, não ser fumante, não ter doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, doenças autoimunes, insuficiência cardíaca, renal ou doença respiratória crônica
  • Dispor de carro para as entrevistas e ter carteira de motorista
  • Dispor de telefone celular ou tablet com sistema Android para aplicar as entrevistas
  • Ter conta bancária no próprio nome
  • Estar assintomático para Covid-19 nos 15 dias anteriores às entrevistas: sem sintomas gripais, diarreia, redução de olfato ou paladar repentinos
  • Apresentar teste rápido negativo para Covid-19 realizado durante o treinamento. Se apresentar este teste positivo, deve cumprir o requisito a seguir
  • Não ter tido Covid-19 a partir de 4 de janeiro de 2021. Se teve Covid-19 antes desta data, deverá apresentar resultado de teste RT-PCR positivo anterior ao dia 04/01/21 ou negativo posterior a este dia

Critérios de seleção: 

  • Ter carro e celular Android disponível
  • Formação profissional ou acadêmica: ser profissional formado, o nível mais alto de formação ou semestre de graduação
  • Ordem de inscrição

O que o entrevistador recebe? 

  • Equipamentos de Proteção Individual: máscaras, óculos, protetor de face, luvas, avental, pro-pé
  • Treinamento para uso EPIs, biossegurança, realização dos testes rápidos, amostragem e aplicação dos questionários. O treinamento é obrigatório
  • Seguro para acidentes pessoais durante o trabalho de campo
  • Certificados de participação emitidos no final da pesquisa
  • Ajuda de custo de R$ 15 por entrevista + R$ 5 para combustível por questionário aplicado. A estimativa é de 10 entrevistas por dia de coleta de dados


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190