contatos Assine
em alerta!

Três cidades da Região Central estão em situação de emergência após temporal

10 Janeiro 2019 10:25:00

Prefeitura de São Gabriel vai assinar documento na manhã de sexta-feira

Thays Ceretta
Foto: Fotos: Divulgação Prefeitura de São Francisco de Assis
O maior estrago foi registrado no interior do município

Fotos: Prefeitura de São Francisco de Assis (Divulgação)
O maior estrago foi registrado no interior do município

*ATUALIZADA em 10 de janeiro de 2019 às 20h01min

Duas cidades da Região Central decretaram situação de emergência em função da forte chuvarada que atinge o Rio Grande do Sul nos últimos dias. Os prefeitos de São Francisco de Assis e Lavras do Sul assinaram os decretos na manhã desta quinta-feira. Já em São Gabriel, a assinatura da declaração será na manhã de sexta-feira. O secretário de Obras e coordenador da Defesa Civil do município, Ricardo Barbosa Junior, explica que a documentação já foi encaminhada para Defesa Civil do Estado e pronta para assinatura do prefeito.  

Em São Francisco de Assis, em 30 horas choveu cerca de 330 milímetros, mais da média para todo o mês. De acordo com o prefeito Rubemar Paulinho Salbego a cidade decretou situação de emergência em função da enchente. O estrago maior é no interior do município. A Defesa Civil, Emater em conjunto com a prefeitura, trabalham fazer o levantamento dos prejuízos.

- Quem mora no interior está ilhado e sem energia, as famílias não tem acesso a cidade. Pelo menos 25% da produção de fumo está afetada, 60% da lavoura de arroz está embaixo d'água sem contar a perda também na lavoura de soja - disse Rubemar.

O rio Inhacundá e o Ibicuí que cortam a cidade, estão três metros e meio acima do nível normal. 

Ainda conforme o prefeito, o Rio Ibicuí e o Jacaquá estão 3 metros acima no nível normal.

O prefeito de Lavras do Sul Sávio Prestes estima que até o momento já choveu mais de 200 milímetros na cidade. Entretanto, nenhuma família está desabrigada. 

- O grande problema que nós estamos enfrentando é que as chuvas intensas acabaram destruindo as estradas do interior, principalmente pontes de várias localidades do nosso interior que estão com os aterros, as cabeceiras abertas, inacessibilidade, tanto chegar quanto para sair em localidades rurais - conta Prestes. 

O baile da escolha da Corte do Carnaval de 2019 de Lavras do Sul, que estava marcado para este sábado, foi transferido para o dia 26 de fevereiro. O ginásio onde o evento iria ocorrer ficou inacessível por conta das cheias do rio. 

Em São Vicente do Sul, o Rio Ibicuí subiu 5 metros acima do nível normal. Mesmo com o volume de chuva de 220 milímetros não tem ninguém fora de casa. De acordo com o prefeito, Paulo Sérgio Rodrigues Flores,  a água está chegando no Balneário Passo do Umbú onde tem 97 casas.

_ Cerca de 80 famílias estão aproveitando o verão no local. A situação é preocupante porque está marcando chuva até domingo. Nós da prefeitura e os bombeiros estamos monitorando o rio _ disse Flores. 

Com mais de 400 milímetros de precipitação em menos de 72 horas, São Gabriel e mais de  60 famílias tiveram de sair de casa. O vendaval de forte intensidade também atingiu o município na madrugada desta quinta-feira. Desde cedo equipes da Defesa Civil Municipal estão trabalhando na remoção de árvores caídas das vias públicas e de famílias alagadas para locais seguros. Dados do Inmet (Instituto de Meteorologia) dizem se tratar da maior precipitação desde 2003.

9 vagas de emprego para esta quinta-feira em Santiago

O nível do Rio Vacacaí tem subido 10 centímetros por hora, já estando 3,75m acima do seu leito normal.  Segundo o secretário de Obras e coordenador municipal da Defesa Civil, Ricardo Júnior, os pontos mais críticos são os bairros mais próximos das várzeas do Rio Vacacaí, como Mato Grosso, Passo da Lagoa, Bom Fim, Vila Santa Clara. Famílias que sofreram alagamento em suas residências estão sendo removidas para o Ginásio de Esportes da Escola Menino Jesus (CAIC).

O Executivo Municipal monitora a situação através de relatórios dos secretários e das equipes da Defesa Civil, para possível decretação de estado de emergência. Quem precisar de socorro ou quiser informar sobre situações de perigo deve ligar para a Defesa Civil (55) 99688 5026. Interessados em ajudar com alimentos, colchões, roupas e itens de primeira necessidade para as famílias atingidas, devem ligar para o Plantão Social da Secretaria de Assistência Social, fone (55) 99610 9037. 

No município de Jaguari, o rio que leva o mesmo nome da cidade está 10,3 metros acima do nível normal. Ao todo, 11 famílias tiveram que ser removidas das suas casas. Conforme o prefeito, Roberto Carlos Boff Turchiello o rio continua subindo e as equipes estão monitorando a situação.  

- Essa é a primeira enchente do ano, mas a terceira enxurrada em 60 dias. As ruas estão alagadas e algumas bloqueadas. Entre ontem e hoje o acumulado de chuva passou dos 200 milímetros - conta Roberto Carlos.

Chuva deve continuar na Região Central nos próximos 10 dias

Em Rosário do Sul, o Executivo está organizando o atendimento à população, especialmente os ribeirinhos, porque o Rio Santa Maria deve subir. O acumulado de chuva no município chegou a 310 milímetros. Até o momento nenhuma família saiu de casa, mas como o nível do rio está cinco metros acima do normal o que já permite prever que famílias deverão ser retiradas inclusive do bairro Carmelo no máximo até amanhã.

No interior a chuva já causou muitos estragos como rompimento de pontes, bueiros e até estradas. 

Em Santiago, conforme a assessoria de comunicação da prefeitura, houve estragos no interior do município. Os maiores danos foram nas estradas. Em alguns locais, os buracos deixaram as vias intransitáveis e pontes chegaram ser interditadas por causa do volume de chuva, que chegou a 183 milímetros conforme a estação do Inmet. Em áreas, inclusive, a água invadiu algumas casas, mas não há registro de desabrigados ou desalojados. A secretaria de Agricultura está trabalhando para recuperar as condições de tráfego.

fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249