distanciamento controlado

Todas as regiões do Rio Grande do Sul são classificadas com a bandeira laranja

Apesar de ter iniciado a participação na gestão compartilhada do modelo, o município deve seguir protocolos da classificação estadual nesta semana

18.398

A região de Santa Maria segue na bandeira laranja - que indica risco médio e transmissão de coronavírus - no sistema de Distanciamento Controlado. O mapa preliminar foi divulgado nesta sexta-feira em transmissão ao vivo feita pelo governador Eduardo Leite (PSBD). Com isso, as regras adotadas para restrições devem seguir as mesmas desta semana em todos os setores.

Com mais 30 mortes, número de óbitos associados à Covid-19 chega a 4.574 no RS

Cada município, contudo, tem a alterativa do protocolo regional, já que a região passou a integrar a gestão compartilhada do sistema de bandeiras. O protocolo desenvolvido pela Associação dos Municípios da Região Centro (AM Centro) é mais restritivo que a bandeira laranja, mas menos que a vermelha. 

Foi a primeira vez que todo o Estado teve a mesma classificação. A última vez que o RS registrou bandeira amarela (risco epidemiológico baixo) foi na 8ª rodada, entre os dias 30 de junho e 6 de julho. Desde então, o mapa oscilava entre bandeiras vermelhas e laranja.

INTERNAÇÕES
O Comitê de Dados do governo alerta para o elevado crescimento de novos registros de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias nas regiões de Santa Maria e Bagé. Em Santa Maria, o aumento foi de 61,8% (de 34 para 55 casos), e em Bagé, de 50% (de oito para 12 casos). 

PODEM ADOTAR PROTOCOLO REGIONAL

  • Agudo 
  • Cacequi
  • Capão do Cipó
  • Dilermando de Aguiar
  • Dona Francisca
  • Faxinal do Soturno
  • Formigueiro
  • Itaara
  • Ivorá
  • Jaguari
  • Jari
  • Júlio de Castilhos
  • Mata
  • Nova Esperança do Sul
  • Nova Palma
  • Paraíso do Sul
  • Pinhal Grande
  • Quevedos
  • Restinga Sêca
  • Santa Maria
  • Santiago
  • São Francisco de Assis
  • São João do Polêsine
  • São Martinho da Serra
  • São Pedro do Sul
  • São Sepé
  • São Vicente do Sul
  • Silveira Martins
  • Toropi
  • Unistalda
  • Vila Nova do Sul

MÉDIA MÓVEL ESTADUAL
A maioria das regiões tem taxa de óbito menor que a média estadual. Das 21 regiões definidas pelo modelo de Distanciamento Controlado, 13 apresentaram média móvel de morte pela doença nos últimos sete dias inferior a 0,35. O levantamento divulgado pelo Comitê de Dados do governo para o enfrentamento da pandemia reúne informações atualizadas até quinta-feira.

Santa Maria é uma das seis regiões que hoje estão com a média móvel maior que a estadual. A região tem média de óbitos de 0,36 nos últimos sete dias. Cruz Alta também está na estatística, com 0,38. O índice é, inclusive, mais alto do que a taxa de mortalidade do Brasil, que nesta quinta-feira está em 0,33.

REGIÕES COM MÉDIA MÓVEL MENOR QUE MÉDIA ESTADUAL

  • Uruguaiana: 0,03
  • Ijuí: 0,06
  • Bagé: 0,08
  • Santa Cruz do Sul: 0,12
  • Santa Rosa: 0,13
  • Cachoeira do Sul: 0,14
  • Erechim: 0,18
  • Palmeira das Missões: 0,21
  • Santo Ângelo: 0,26
  • Caxias do Sul: 0,28
  • Passo Fundo: 0,30
  • Capão da Canoa: 0,32
  • Lajeado: 0,32

REGIÕES COM MÉDIA MÓVEL MAIOR QUE MÉDIA ESTADUAL

  • Pelotas: 0,55
  • Guaíba: 0,48
  • Porto Alegre: 0,48
  • Taquara: 0,42
  • Novo Hamburgo: 0,41
  • Canoas: 0,38
  • Cruz Alta: 0,38
  • Santa Maria: 0,36



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190