boina preta

Tecnologias para a simulação de combate e preparo das tropas

Confira este e outros destaques do Exército no Espaço Boina Preta

Fotos: Comunicação Social 3ª DE/Sd Quinhones
No Parque Regional de Manutenção da 3ª Região Militar, uma demonstração do processo de engenharia reversa na manutenção dos blindados Leopard 1 A5 e M 109

A Guarnição de Santa Maria é referência nacional em simulação de combate. Aqui, militares de todo o Brasil e de nações amigas são preparados para o combate real. Na última terça-feira, 20 de julho, o chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) do Exército, general Guido Amin Alves, fez uma visita de orientação técnica na cidade.

O primeiro compromisso do general de Exército foi no Centro de Adestramento Sul (CA-Sul), junto ao general de Exército Valério Stumpf Trindade, comandante Militar do Sul. No local, foram demonstrados os processos de adestramento das tropas, por meio da simulação e as vantagens que essa modalidade de ensino representa, tanto no quesito econômico quanto na qualidade do adestramento militar. Entre as tecnologias, foram demonstrados os Dispositivos de Simulação de Engajamento Tático (DSET), já comumente utilizados nas certificações da Força de Prontidão (Forpron) das tropas do Comando Militar do Sul e suas interações com os demais sistemas já empregados na instrução militar.

Cerimônia dá inicio oficial aos jogo Olímpicos de Tóquio

Foi nesse contexto de emprego da tecnologia nas operações que o general Amin conheceu o Sistema Gênesis, um dispositivo computadorizado de direção e coordenação de tiro, que objetiva substituir os métodos tradicionais de condução do apoio de fogo e está revolucionando a Artilharia do Exército Brasileiro.

 O chefe do DCT também conheceu os métodos de simulação construtiva e simulação virtual, além das tecnologias embarcadas na Viatura Blindada de Transporte de Pessoal (VBTP) Guarani e o programa em parceria com o Exército Argentino.

Inovações

Na sequência, a comitiva dirigiu-se ao Parque Regional de Manutenção da 3ª Região Militar (Pq R Mnt/3) para verificar as futuras instalações do Escritório Avançado do DCT, que se estabelecerá em Santa Maria. Na oficina de manutenção de viaturas pesadas, foram verificadas as inovações que a Organização Militar tem desenvolvido e implementado na manutenção das viaturas Leopard 1 A5 e M 109, utilizando principalmente o processo de engenharia reversa.

O último compromisso da comitiva ocorreu na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), onde o reitor Paulo Afonso Burmann iniciou a palestra apontando os principais projetos que são desenvolvidos em parceria com o Exército Brasileiro. Dentre os projetos mais promissores, estão a modernização dos Dispositivos de Simulação de Engajamento Tático BT-41 e o projeto SIS-Astros 2020, que geram novas tecnologias e eficiência na instrução, além de reduzir o impacto ambiental e os custos em adestramento.

Conforme o reitor da UFSM, professor Paulo Afonso Burmann, a relação entre universidade e Exército Brasileiro tem evoluído desde 2006, com os projetos Sis-Astros 2020 e a modernização dos Dispositivos de Simulação de Engajamento Tático BT-41

Sobrevoo de drone em área militar é ilegal

O uso de drones tem se popularizado a cada dia, face as diversas aplicações para essa nova ferramenta, também usada para lazer. Por se tratar de um equipamento ainda recente e de grande apelo tecnológico, existem muitas dúvidas quanto à regulamentação de uso. Por isso, vamos às dicas para o leitor:

  • Drone deve ter registro? - Para a realização de voos de recreação com aeromodelos (drone), deve-se seguir algumas regras e parâmetros. Primeiramente, a aeronave deve estar cadastrada no Sistema da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC-SISANT) e o piloto que operar deve estar cadastrado no Sistema de Solicitação de Acesso ao Espaço Aéreo (Sarpas).
  • Deve ter autorização para sobrevoar áreas restritas? - De acordo com o Manual de Comando da Aeronáutica, para o acesso ao espaço aéreo deve se observar e respeitar o direito à privacidade e a imagem das pessoas.
  • O usuário pode estar infringindo a lei? - É proibido sobrevoar áreas críticas em termos de segurança, como aeroportos, quartéis, delegacias e presídios, sob a pena de até quatro anos de reclusão, descrita no Código Penal Militar. 

Não deixe a imprudência atrapalhar a sua diversão. Para pilotar um drone com segurança, informe-se. Procure orientações no Departamento de Controle do Espaço Aéreo, pelo site


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190