vandalismo

Túmulo do Cemitério Ecumênico Municipal é violado nesta quinta-feira

Suspeita é de que o fato tenha relação com práticas religiosas


Foto: arquivo pessoal

Um túmulo do Cemitério Ecumênico Municipal foi violado nesta quinta-feira. De acordo com a ocorrência registrada na Polícia Civil, no local foi encontrada uma galinha preta trespassada por uma faca e velas, além do caixão, que estava aberto. A suspeita é de que a ação tenha relação com algum tipo de ritual. 

No local, está sepultada a mãe de Denativo Amarante da Silva, que morreu há 13 dias. Ele foi avisado do fato por familiares por volta das 10h da manhã, quando a história já estava espalhada pelas redes sociais. Quando chegou ao local, encontrou os funcionários do cemitério fazendo o reparo no túmulo.

21 pessoas estão presas e polícia recupera mais de 200 celulares roubados

- Pelo que fiquei sabendo, tiraram o caixão do túmulo e abriram. Creio que seja algo de magia negra, alguma seita. Minha mãe era uma mulher de bem, católica. Não faço ideia de por que escolheram esse túmulo, talvez por ser mais recente - contou Denativo.

O QUE DIZ A PREFEITURA
Responsável pela conservação do cemitério, a Prefeitura informa, em nota, que foi o primeiro caso do tipo registrado no local em 2019. Confira na íntegra:

A Prefeitura de Santa Maria, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, registrou um Boletim de Ocorrência  junto à Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) a respeito desse fato.

O local onde o corpo estava foi isolado. O caixão foi fechado junto com o cadáver e colocado novamente no jazigo, e a família da pessoa cujo corpo estava nesse caixão foi avisada do fato pela Prefeitura. A Prefeitura, inclusive, deve se reunir com os familiares para tratar do assunto mais especificamente. A família também registrou B.O. na Polícia Civil.

Esse caso, de violação de caixão para rituais, foi o único registrado neste ano no Cemitério Ecumênico Municipal.

Quanto à segurança no local, a Prefeitura informa que a Guarda Municipal faz rondas diárias e periódicas no cemitério, mas, devido à grande extensão da área e o fato de o cemitério possuir uma parte aberta, sem muro, essa logística é prejudicada. Problema que deve ser resolvido ou atenuado quando um muro for construído nos fundos do cemitério, junto com as novas capelas funerárias, projeto que deve sair do papel ainda neste ano.

*colaborou Felipe Backes



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190