enchente

Rio Vacacaí Mirim sobe, e moradores do Passo do Verde deixam casas

Na noite desta quinta-feira o nível do rio começou a subir, chegando a seis metros acima do nível normal. Defesa Civil monitora a situação

Jaiana Garcia
Foto: Foto: Marcelo Oliveira (Especial/Diário)

Foto: Marcelo Oliveira (Especial/Diário)

Em 10 dias choveu cerca de 270 milímetros em Santa Maria, quase o dobro na média para esta época do ano, que é de, no máximo, 150 milímetros, de acordo com a Defesa Civil. A chuvarada, que causou muitos estragos na cidade, continua trazendo consequências para os moradores de algumas regiões. No balneário Passo do Verde, na BR-392, o nível do Rio Vacacaí-Mirim subiu cerca de seis metros, alagando casas que ficam às margens do local. Na tarde desta sexta-feira, alguns moradores ainda pegavam barcos para verificar os estragos nas residências.  

- A última enchente que teve aqui foi em outubro do ano passado, mas não foi igual a essa, com essa gravidade. É comum ter de duas a três enchentes nessa localidade - explica o coordenador da Defesa Civil, Adão Lemos.

A previsão é de chuva a partir de domingo no município. O volume deve ser de mais 100 milímetros em quatro dia de precipitação, o que deve aumentar a enchente dos rios.

O balneário fica na divisa entre os municípios de Santa Maria e São Sepé. Do lado santa-mariense, há cerca de 280 casas. A enchente começou na noite passada. O grande volume de água veio de São Gabriel, onde desde quarta os rios subiram por conta da chuva. A maioria dos moradores teve que deixar as casas no balneário. Aproximadamente, 30 famílias permanecem no local. As casas, na grande maioria, são construídas com palafitas e ficam suspensas sobre troncos e pilares, o que garante que móveis e eletrodomésticos não sejam perdidos com a enchente e que alguns moradores, que não têm para onde ir, possam ficar em casa isolados.

- Já estamos acostumados com as enchentes, mas fazia uns 4 ou 5 anos que não tínhamos uma tão feia. Ontem estava normal, andávamos de carro pelas ruas, mas de noite começou a subir e de manhã já tinha uns 60 cm de água dentro de casa. Agora para chegar em casa, só de barco - salienta o taxista Claudio Alves de Brum, 72 anos, morador do balneário. 

Foto: Marcelo Oliveira (Especial/Diário)

PONTO SOBRE VÁRZEA FOI DANIFICADA
A Defesa Civil esteve no local na tarde de ontem analisando a situação. Os técnicos também verificaram a estrutura das duas pontes sobre o Rio Vacacaí-Mirim. Uma delas, a ponte sobre a várzea do rio, na área de São Sepé, está com uma fenda aberta que atravessa a estrutura. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) foi comunicado do problema e deve enviar uma equipe ao local para analisar se existe risco aos motoristas.



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190