na justiça

Relembre as reviravoltas no processo do Caso Kiss

Júri foi marcado para o dia 1º de dezembro em Porto Alegre

Janaína Wille e Pâmela Rubin Matge
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)


Foto: Pedro Piegas (Diário)

Um dos momentos mais aguardados do judiciário gaúcho e nacional, o júri do Caso Kiss, teve a data marcada para 1º de dezembro, a partir das 9h. A maior tragédia do Rio Grande do Sul, desdobrada na madrugada de 27 de janeiro de 2013, quando 242 jovens tiveram as vidas tragadas pela fumaça tóxica da casa noturna, finalmente terá um desfecho judicial. Relembre as reviravoltas do processo:

18 de junho de 2019

  • STJ decide que os quatro réus vão a júri popular. Porém, Elissandro Spohr, Mauro Hoffmann, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão não responderão às qualificadoras de meio cruel (fogo e asfixia) e motivo torpe (ganância)

14 de outubro de 2019

  • O juiz Ulysses Louzada define a data do júri dos quatro réus, que será dividido em duas etapas: em março e abril de 2020, em Santa Maria

18 de dezembro de 2019

  • Tribunal de Justiça atende ao pedido da defesa de Elissandro Callegaro Spohr, o Kiko, para desaforamento do julgamento, ou seja, para que o processo fosse enviado ao Fórum de outra cidade, e ele será julgado em Porto Alegre

16 de janeiro de 2020

  • Definida data do primeiro julgamento do Caso Kiss: 16 de março, no Centro de Convenções da UFSM. Seriam julgados os integrantes da banda Gurizada Fandangueira (Luciano Bonilha e Marcelo Jesus dos Santos) e o empresário Mauro Hoffmann, que era sócio da casa noturna.
  • Não há data para o julgamento do empresário Elissandro Spohr, que ocorreria em Porto Alegre

12 de março de 2020

  • O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Rogerio Schietti Cruz deferiu pedido do Ministério Público do Rio Grande do Sul para suspender o julgamento de Luciano Augusto Bonilha Leão, que ocorreria em Santa Maria na semana seguinte

10 de setembro de 2020

  •  1ª Câmara Criminal do TJ-RS decide que Elissandro Callegaro Spohr, Mauro Londero Hoffmann, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão deverão ser julgados juntos, em um único júri, na Comarca de Porto Alegre

17 de dezembro de 2020

  • Processo criminal da Kiss é distribuído por sorteio para o 2º Juizado da 1ª Vara do Júri do Foro Central de Porto Alegre, que tem como titular a Juíza de Direito Taís Culau de Barros. Entretanto, a magistrada, que estava nos Estados Unidos, onde cursava um pós-graduação, foi, em março, para a Corregedoria-Geral da Justiça, onde assimiu o cargo de juíza-corregedora

19 de março de 2021

  •  Orlando Faccini Neto foi o magistrado designado para presidir júri do Caso Kiss. O magistrado tomou posse nesta segunda-feira como titular do 2º Juizado da 1ª Vara do Tribunal do Júri, em Porto Alegre. Ele também é presidente da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris)

05 de abril de 2021

  • Definida a data para o julgamento dos quatro réus em Porto Alegre: será em 1º de dezembro de 2021 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190