distanciamento controlado

Região de Santa Maria permanece em bandeira laranja

Entretanto, 16 das 21 regiões estão classificadas, preliminarmente, na bandeira vermelha

18.297

Foto: Divulgação

O governo estadual divulgou, na tarde desta sexta-feira, o mapa preliminar da nova rodada do modelo de Distanciamento Controlado. A Região de Santa Maria, mais uma vez, foi classificada como bandeira laranja, que indica risco médio de transmissão do coronavírus

Entretanto, das 21 regiões conforme a divisão do modelo, 16 foram classificadas com bandeira vermelha: Uruguaiana , Guaíba, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa e Caxias do Sul, que antes estavam na laranja, e Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo e Pelotas, que antes já estavam classificadas como risco alto.

Rio Grande do Sul tem 2.631 óbitos por coronavírus

Na laranja, além de Santa Maria, permanecem as regiões de Lajeado, Santa Cruz do Sul, Bagé e Cachoeira do Sul.

COGESTÃO
A partir desta rodada começa a valer a cogestão pelas regiões. Caso os municípios e associações regionais não concordem com a classificação preliminar, podem optar por ingressar com recurso em até 36 horas, como já estava sendo feito antes ou elaborar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificados, mas no mínimo iguais à bandeira anterior. 

Os recursos são analisados pelo Gabinete de Crise e o mapa em definitivo é divulgado na tarde da próxima segunda-feira. As regras mais rígidas passam a valer a partir da terça-feira. 

Santa Maria recebe 7ª rodada da pesquisa sobre coronavírus neste fim de semana

Já as regiões que optarem pela cogestão, a cor da bandeira não muda. A diferença é que os municípios poderão cumprir protocolos próprios da região. Para isso, a associações regionais precisam criar um comitê científico e elaborar planos estruturados próprios, aprovados por no mínimo dois terços dos prefeitos e avalizados por uma equipe técnica. Após isso, os documentos precisam ainda ser encaminhados para o Gabinete de Crise com no mínimo 48 horas de antecedência do início da vigência de seu plano. 

Ao contrário das primeiras semanas de modelo de distanciamento controlado, agora os restaurantes e lojas de produtos não essenciais podem funcionar em bandeira vermelha, porém em horários diferentes da bandeira laranja. 

POR QUE MAPA FICOU QUASE TODO VERMELHO
Mais de 76% das regiões gaúchas passaram para classificação mais restritiva. De acordo com os dados divulgados pelo governo, comparados com a situação da última semana, hospitalizações, casos ativos e óbitos aumentaram - os indicadores utilizados no cálculo das bandeiras:

  • número de novos registros de hospitalizações confirmados de Covid-19 aumentou 31,7% no período (855 para 1.126);
  • número de internados em UTI por SRAG aumentou 27,1% no Estado no período (754 para 958);
  • número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 13% no período (853 para 964);
  • número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 26,4% no período (572 para 723);
  • número de casos ativos aumentou 31% no período (de 5.700 para 7.469); 
  • número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 3,7% no período (de 547 para 567)
  • número de óbitos por Covid-19 acumulados em sete dias aumentou 30% no período (de 271 para 353).

REGRA 0-0
Os municípios classificados com bandeira vermelha, mas que não registraram nem hospitalizações por Covid-19 nem óbitos decorrentes da doença nos últimos 14 dias podem seguir a Regra 0-0, ou seja, aderirem às regras da bandeira laranja. 

Nas regiões próximas de Santa Maria que passaram para vermelha, como Cruz Alta e Uruguaiana, são passíveis dessas regras as cidades de:

  • Uruguaiana: Barra do Quaraí, Maçambará, Manoel Viana, Quaraí e Santa Margarida do Sul 
  • Cruz Alta: Boa Vista do Cadeado , Boa Vista do Incra, Colorado, Jacuizinho, Saldanha Marinho, Salto do Jacuí e Tupanciretã

COMO E O QUE PODE FUNCIONAR NA LARANJA:

Administração pública

  • Serviços não essenciais: 50% dos trabalhadores
  • Política e administração de trânsito, serviços delegados de habilitação de condutores: 75% dos trabalhadores
  • Segurança e ordem pública, atividades de fiscalização e inspeção sanitária: 100% dos trabalhadores

Agropecuária

  • Agricultura, Pecuária e serviços relacionados; produção florestal; pesca e aqüicultura: 100% dos trabalhadores

Alojamento e alimentação

  • Restaurantes de autosserviço (self-service): fechado
  • Restaurantes a la carte, prato feito e buffet sem autosserviço: 50% de trabalhadores e 50% de lotação
  • Lanchonetes e lancherias: 50% trabalhadores
  • Hoteis e similares (geral): 50% dos quartos
  • Hoteis e similares (em beira de estradas e rodovias): 100% dos quartos

Comércio

  • Comércio de veículos; manutenção e reparação de veículos (rua): 50% de trabalhadores
  • Comércio de Combustíveis para Veículos Automotores: 75% de trabalhadores
  • Comércio atacadista não essencial: 50% de trabalhadores
  • Comércio atacadista itens essenciais: 75% de trabalhadores
  • Comércio varejista não essencial (rua): 50% de trabalhadores
  • Comércio varejista não essencial (centro comercial e shopping): 50% de trabalhadores e 50% de lotação
  • Comércio varejista itens essenciais (centro comercial e shopping): 50% de trabalhadores e 50% de lotação
  • Comércio Varejista de Produtos Alimentícios (mercados,açougues, fruteiras, padarias e similares): 75% de trabalhadores

Educação

  • Ensino Médio Técnico Concomitante e Subseqüente, Ensino Superior e Pós-Graduação (somente atividades práticas essenciais para conclusão de curso da área da saúde: pesquisa, estágio curricular obrigatório, laboratórios e plantão): 50% trabalhadores e 50% alunado 
  • Atividades de Apoio à Educação: 50% trabalhadores
  • Ensino de Idiomas; Ensino de Música; Ensino de Esportes, Dança e Artes Cênicas; o Ensino de Arte e Cultura (outros); Formação profissional, formação continuada, cursos preparatórios para concurso, treinamentos e similares : 50% trabalhadores e 50% alunado
  • Demais atividades: somente ensino remoto

Indústria

  • Extr. de Petróleo e Minerais - Outros: 50% de trabalhadores
  • Alimentos, bebidas, papel e celulose, farmoquímicos e farmacêuticos: 100% de trabalhadores
  • Demais: 75% de trabalhadores

Saúde

  • Assistência Veterinária: 75% trabalhadores
  • Atenção à Saúde Humana e Assistência Social: 100% trabalhadores

Serviços

  • Casas noturnas, bares e pubs: fechado
  • Eventos em ambiente fechado ou aberto: fechado
  • Parques Temáticos, Atrativos Turísticos e Similares: 50% trabalhadores e 25% público
  • Parques e reservas naturais, jardins botânicos e zoológicos: 50% trabalhadores 25% público
  • Teatros, cinemas e casas de espetáculos: 25% trabalhadores (sem público espectador)
  • Museus e similares: 50% trabalhadores e 25% público
  • Bibliotecas, arquivos, acervos e similares: 25% trabalhadores (consulta local ou pegue e leve)
  • Ateliês: 25% trabalhadores (atendimento individualizado)
  • Atividades de organizações associativas ligadas à arte e à cultura (MTG e similares): 25% trabalhadores (atendimento individualizado)
  • Academia de ginástica (inclusive em clubes) e clubes sociais, esportivos e similares : 25% trabalhadores (atendimento individualizado ou mínimo 16 m² por pessoa) 
  • Clubes de futebol profissional em disputa no Campeonato Gaúcho (Gauchão Ipiranga 2020) e no Campeonato Brasileiro 2020: 25% trabalhadores (sem público)
  • Reparação e manutenção de objetos e equipamentos; lavanderias: 50% de trabalhadores
  • Cabeleireiro e barbeiro; petshop: 25% de trabalhadores
  • Missas e serviços religiosos: 30% do público
  • Funerária: 100% trabalhadores
  • Bancos, lotéricas e similares: 75% de trabalhadores
  • Atividades administrativas dos serviços sociais autônomos; Organizações sindicais, patronais, empresariais e profissionais; Serviços de auditoria, consultoria, engenharia, arquitetura, publicidade e outros; Serviços profissionais de advocacia e de contabilidade; Serv. Admin. e Auxiliares; Agência de turismo, passeios e excursões; Imobiliárias e similares: 50% trabalhadores
  • Faxineiros, cozinheiros, motoristas, babás, jardineiros e similares: 50% trabalhadores
  • Call-center: 50% trabalhadores
  • Vigilância, Segurança, Investigação; Serviços para Edifícios: 75% trabalhadores

 Serviços de Informação e Comunicação

  • Edição integrada à impressão; produção de vídeos e programas de televisão; atividades de rádio e televisão: 75% trabalhadores
  • Telecomunicações; serviços de TI; Prestação de Serviços de Informação: 100% trabalhadores

Serviços de Utilidade Pública

  • Eletricidade, gás, água, esgoto, coleta e tratamento de resíduos: 100% trabalhadores

Transporte

  • Transporte rodoviário fretado de passageiros; transporte rodoviário de carga; transporte coletivo de passageiros (metropolitano tipo Seletivo); armazenamento, carga e descarga: 100% dos assentos
  • Transporte coletivo de passageiros (municipal e metropolitano tipo Comum): 60% capacidade total do veículo 
  • Transporte rodoviário de passageiros (intermunicipal, tipo Comum): 50% assentos (janela)
  • Transporte rodoviário de passageiros (intermunicipal, tipo Semidireto, Direto, Executivo ou Seletivo): 50% assentos (janela)
  • Transporte rodoviário de passageiros (interestadual): 50% assentos (janela)
  • Transporte ferroviário de passageiros (metropolitano): 50% capacidade total do vagão
  • Transporte aquaviário de passageiros: 75% assentos
  • Aeroclubes e aeródromos: 50% trabalhadores
  • Atividades de correios, serviços postais e similares: 75% trabalhadores


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190