trânsito

Preço de pedágio da RSC-287 fica abaixo do esperado pelo governo e por prefeitos

Diário ouviu o Estado e prefeitos da Região Central, que se surpreenderam com o valor de R$ 3,36

18.398
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)


Foto: Pedro Piegas (Diário)

A definição do valor de R$ 3,36 a ser pago em pedágio da RSC-287 surpreendeu positivamente o governo do Estado e também os prefeitos da Região Central. Isso porque o preço ficou 54,41% abaixo do valor máximo previsto no edital do leilão, que era de R$ 7,37. 


De acordo com o o secretário extraordinário de Parcerias, Bruno Vanuzzi, não há, neste momento, receio de que a empresa não consiga realizar todas as obras do projeto, mesmo com um valor bem abaixo do esperado e previsto pelo governo.

- Com certeza acreditamos que a empresa consiga bancar todas as obras, principalmente por três motivos: no modelo que foi feito o leilão, a empresa precisa colocar um capital social adicional a cada 1% de desconto que dá na tarifa. Essa empresa, então, vai começar com quase R$ 200 milhões em caixa. Outro ponto é que hoje a EGR cuida de 133 km e cobra um total de R$ 14 em dois pedágios. Agora, em 204 quilômetros, vai dar em torno de R$ 18 reais em 5 praças. Então apesar do preço ser baixo em cada praça, o valor da viagem será proporcional ao que a EGR pratica. E, por ser uma empresa internacional, a Sacyr consegue uma captação de recursos diferenciada, que faz com que o projeto saia sem percalços - explica Vanuzzi.  

Brasil exigirá teste negativo de Covid-19 para entrar de avião no país

O secretário ainda informa que o valor de R$ 3,36 sofrerá um ajuste antes da empresa assumir a rodovia. O preço será reajustado de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que varia de 2% a 4% ao ano. O reajuste vai levar em conta dois anos, uma vez que o valor de R$ 3,36 foi baseado no IPCA de maio de 2019.

- Todos os orçamentos do projeto, todos os custos, levam em conta maio de 2019, porque não tem como fazer pesquisa de preços toda semana. Então, se pega a última tabela oficial, que no caso foi em maio de 2019. O aumento deve ficar em torno de R$0,20 a R$0,30 centavos - analisa. 

Serão, no total, cinco pedágios da RSC-287. Em junho de 2021, o consórcio Via Central assumirá os dois pedágios da EGR (em Venâncio Aires e Candelária), que hoje custam R$ 7 e ficarão em R$ 3,36. Outras três novas praças serão construídas, e uma delas ficará entre Santa Maria e a Quarta Colônia (perto do Trevo do Santuário), mas só deve começar a cobrança de tarifa a partir de junho de 2022, após a restauração completa dos 204 km da rodovia. Haverá, ainda, pral entre Paraíso do Sul e Novo Cabrais, e em Tabaí.

AVALIAÇÃO DOS PREFEITOS DA REGIÃO

"Existia uma expectativa de que o valor ficasse mais alto. Então, esse preço acabou sendo um resultado muito bom, não vai impactar tanto no bolso. Ainda assim, tem gente que se desloca todo dia de Faxinal para Santa Maria, ou vice-versa, para trabalhar. Essas pessoas sim vão acabar sendo prejudicadas pelo pedágio. Mas, o que as pessoas mais querem são estradas seguras e confortáveis, o que não acontece hoje com a RSC-287. Se esse valor realmente retornar com melhorias para a rodovia, vai valer a pena. O consórcio que venceu é grande, tem uma estrutura imensa, então esperamos que consiga entregar todas as obras do projeto."
Clovis Montagner (Progressistas), prefeito de Faxinal do Soturno

"Acho que o preço ficou de bom tamanho. Vai ter um pedágio em Paraíso do Sul, bem na divisa com Novo Cabrais. Conseguimos que esse pedágio ficasse perto da Polícia Rodoviária, mas dentro do município, de forma que nenhum paraisense precise pagar pedágio para vir para a cidade, apenas para sair em direção a Porto Alegre. Temos uma boa expectativa também com a duplicação. Será muito bom para Paraíso do Sul."
Artur Ludwig (PDT), prefeito de Paraíso do Sul

"Quando chega no valor de 50% abaixo, se tem a confirmação que esse modelo do pedágio era o mais correto. É um valor que pegou muita gente de surpresa. Tinha uma expectativa de ter no máximo 30% de redução do preço inicial. É um trecho muito rentável. Temos um valor baixo, e uma grande oportunidade. São duas coisas importantes. Uma é o desenvolvimento econômico. Temos as águas termais no Recanto Maestro, a Escola de Sargentos vindo pra cá, então imagina quantos milhares de carros vão circular nessa via. E tem a questão, que é natural, de evitar mortes no trânsito. Uma rodovia duplicada ajuda a salvar vidas"
Jorge Pozzobom (PSDB), prefeito de Santa Maria

*Colaboraram Janaína Wille e Felipe Backes


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190