elefante branco

Obra do Centro de Eventos está paralisada e prazo de conclusão é descumprido novamente

Obra inacabada começou em 2007, chegou a ficar parada por quase 7 anos e retomada em 2020. Prazo para término da 4ª etapa terminou na segunda-feira

18.355


Foto: Felipe Backes (Diário)
Visão interna do segundo andar do Centro de Eventos

A obra da 4ª etapa do Centro de Eventos está paralisada. O prazo contratual firmado pela prefeitura com a Bragagnolo Construção Civil Ltda terminou na segunda-feira e, conforme a prefeitura, tramita na Caixa Econômica Federal um pedido de acréscimo de prazo e de serviços para a continuidade dos trabalhos. Conforme a prefeitura. a solicitação de aditivo se deve a serviços que precisam ser realizados e que não estavam previstos no projeto e a necessidade de reequilíbrio financeiro, pois materiais, como ferro, cobre e aço sofreram reajuste de preço por conta da pandemia.


Foto: Marcelo Oliveira (Diário)
Aspecto externo da obra

Na segunda-feira pela manhã, três funcionários trabalhavam na recolocação de tapumes arrancados pelo vento no final de semana. No mais, imperava o silêncio na obra de cerca de 16,7 mil metros quadrados ao lado da Avenida Borges de Medeiros, quase na esquina com a Avenida Presidente Vargas. Com a pista de caminhada fechada desde janeiro do ano passado para o término da construção, não há movimento no local.

A 4ª etapa tem um valor investido pelos cofres públicos de quase R$ 2,7 milhões. A obra, a cargo da empresa de Erechim, começou em 28 de janeiro de 2020 e tinha prazo inicial de conclusão de 10 meses, que não foi cumprido. Em dezembro, o secretário de Estruturação e Regulação Urbana, José Antônio Gomes, informou que a etapa estava 80% concluída. Em abril deste ano, a prefeitura disse que a 4ª etapa seria concluída em junho, o que novamente atrasou.

E essa não é última etapa. Haverá ainda uma quinta, com investimento estimado cerca de quatro vezes maior: R$ 11,7 milhões. Nesta última etapa, sem previsão de início, será trabalhada a parte urbanística e os acabamentos da obra, como pinturas, iluminações, equipamentos, escadas, banheiros, revestimentos, entre outros acabamentos necessários para a finalização do prédio.


Foto: Felipe Backes (Diário)

Entretanto, a 4ª etapa é considerada mais importante. Conforme a prefeitura, ao término dessa etapa já estará garantida a funcionalidade e a acessibilidade do espaço.

Nesta fase, estão previstas a execução de escada interna em concreto armado; a construção de paredes em alvenaria e revestimento; a instalação de esquadrias, grades de ferro, portas corta-fogo, portas em aço, janelas em alumínio e vidros; as instalações elétricas, bem como calhas, tubulações, fiação, disjuntores, luminárias e aparelhos; a implantação de duas rampas de acesso em concreto armado; a execução de instalações hidráulicas e sanitárias e a construção de subestação de energia elétricas.


Foto: Felipe Backes (Diário)

A construção do Centro de Eventos começou em 2007 e foi paralisada em 2013. Desde então, o prédio inacabado tornou-se um elefante branco no Bairro Nossa Senhora de Fátima. Em janeiro do ano passado, os trabalhos foram retomados.

Por conta do imbróglio, a prefeitura não estabelece um novo prazo para conclusão da etapa.






fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190