distanciamento controlado

'Não temos nada a comemorar', avalia Pozzobom após reclassificação de bandeira

Prefeitura entrou com recurso que foi aceito pelo governo para evitar novas restrições

18.404

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Após Santa Maria ser reclassificada como bandeira laranja no modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado, permitindo a continuidade do funcionamento do comércio, o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) afirma que, por enquanto, não há o que comemorar. Ele ressalta que, agora, é hora da população redobrar os cuidados para evitar a contaminação pelo novo coronavírus e o consequente aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI. 

- Precisamos redobrar todos os cuidados. Quem não precisa sair de casa que não saia. Não é porque está esse calor que vamos relaxar. O que eu presenciei sábado, na Praça do Mallet, foi algo lamentável. Um senhor só faltou bater em um fiscal porque pediram para ele colocar a máscara. Tenho certeza absoluta que todas as medidas que tomamos estão no caminho certo. Espero que a sociedade venha a nos ajudar. Não temos nada a comemorar. O governador deixou claro que a nossa região continua em observação - frisa Pozzobom.

Por conta de obra, a Rua Serafim Valandro terá bloqueios nesta terça-feira

Sobre a ocupação de leitos de UTI por pacientes vindos de outras regiões do Estado, o chefe do Executivo afirma que Santa Maria vai continuar a receber essas pessoas e que seria um ato desumano não realizar o atendimento. 

- Proibir é um ato de falta de amor ao próximo. Em hipótese alguma vamos proibir que pessoas de foram venham para Santa Maria. Até porque quando alguém daqui é atendido em outro lugar ninguém fala nada. O que não era justo é a nossa cidade ser penalizada com restrições de bandeira vermelha - avalia Pozzobom.

LOJAS ABERTAS 
Entre as entidades representativas do setor empresarial, a reclassificação, que permite a continuidade do funcionamento do comércio considerado não essencial, foi bem recebida. O presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (CACISM), Luiz Fernando Pacheco afirma que a classificação como bandeira vermelha era injusta com o município. 

- A cidade fez seu dever de casa e se cuidou. Vemos com alívio, mas a luta continua porque é semana a semana. É uma notícia boa, mas quinta-feira temos avaliação de novo e precisamos continuar nos cuidando para não passar por isso novamente Com a população se cuidando, são menos doentes, empresas abertas e empregos mantidos - pondera Pacheco. 

Tabelas de basquete são retiradas do Parque Itaimbé para evitar aglomerações

A presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Santa Maria, Marli Rigo, ressalta que que os cuidados de higiene e protocolos devem ser mantidos. 

- Temos certeza que Santa Maria tomou todos os cuidados necessários e que, de fato, era um cálculo injusto. Sabemos que a nossa cidade está em condições de continuar trabalhando. Queremos seguir de forma responsável, cuidando uns dos outros.. Santa Maria provou que obedeceu os protocolos - afirma.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190