problemas

Moradores reclamam de transtornos em obra no Bairro Itararé

Serviço começou há dois meses, e gera esgoto a céu aberto em frente a casas

18.389


Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

A obra de drenagem pluvial para resolver o problema crônico da Rua Oscar Henrique Zappe, no Bairro Itararé, já está na reta final. Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, os trabalhos devem ser finalizados em cerca de 30 dias. No entanto, o serviço, que começou há pouco mais de dois meses, tem gerado transtornos para os moradores da Rua Visconde de Ferreira Pinto, que faz esquina com a Henrique Zappe e com a Rua Marechal Deodoro da Fonseca.  

Princípio de incêndio assusta clientes na praça de alimentação de shopping

No final do mês de outubro e início de novembro do ano passado, uma cratera se abriu no local após as fortes chuvas que atingiram a cidade. A prefeitura fechou, de forma paliativa e emergencial, o buraco da via, mas para resolver o problema em definitivo, foi preciso iniciar uma obra maior, para desviar o curso da água e, assim, evitar os alagamentos na Rua Oscar Henrique Zappe.

- Aquela rua inunda, a água não consegue descer de forma natural. A gente colocou alguns bueiros, fizemos uma obra de drenagem, mas é muita água que desce do morro e ela entra nos pátios e causa muitos estragos. Diminuir ou aumentar os níveis das ruas é inviável, então precisamos direcionar a água que vem das chuvas. Fomos obrigados a criar um caminho para a água, desse problema que é antigo - diz Wagner Oliveira da Rosa, secretário interino.

Ocorre que, para refazer a canalização da água, foi preciso romper, também, os canos da rede de esgoto das residências, o que tem gerado transtornos entre moradores da Rua Visconde de Ferreira Pinto, que está com parte da via com o trânsito interrompido, devido à obra.

- Faz uns 10 dias que o esgoto que sai das casas está empoçado aqui na frente, um verdadeiro piscinão. O cheiro é horrível. Os canos de água estão toda hora estourando, na semana passada estourou um e ontem (segunda) vieram arrumar. Mas quando as máquinas fizeram os buracos, arrebentaram tudo o esgoto e não arrumaram até agora - disse um morador que chegou a registrar um boletim de ocorrência sobre a situação na polícia.

TJ decide se dois réus da Kiss serão julgados em Porto Alegre

Conforme o secretário interino, a Corsan é acionada pela prefeitura durante o andamento do serviço, de acordo com o progresso da obra, para refazer a rede.

- A rede de esgoto e de água vão ser novas, sem custo nenhum aos moradores. Mas há certos momentos que geraram transtornos mesmo, algumas casas ficaram desabastecidas de água. O andamento do serviço está dentro do cronograma e faremos de tudo para entregar antes do prazo previsto - comenta. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190