protesto

Manifestantes vão às ruas contra o governo do presidente Bolsonaro

Grupo se reuniu na Praça Saldanha Marinho, no Centro, e percorreu diversas ruas da cidade

Jaiana Garcia
Foto: Foto: Marcelo Oliveira (Especial/Diário)

Foto: Marcelo Oliveira (Especial/Diário)

Centenas de pessoas foram às ruas de Santa Maria, na tarde deste sábado, pedir pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Os manifestantes se reuniram na Praça Saldanha Marinho, de onde partiram em passeata. Com cartazes, palavras de ordem e discursos, eles se manifestaram contra a condução das políticas de enfrentamento da pandemia pelo governo federal. Os manifestantes usavam máscaras e eram orientados a manter o distanciamento. 

Vacina chega para quem tem 40 anos nesta semana e segue com outros grupos de trabalhadores

O ato deste sábado aconteceria em 24 de julho e foi antecipado depois que um depoimento da CPI da Covid no Congresso, realizado na última quinta-feira, apontou um suposto pedido de propina em uma negociação de vacinas entre o Ministério da Saúde e a empresa Davatti, em fevereiro deste ano. Este é o terceiro protesto contra o governo realizado no município e em várias cidades do país. 

- O depoimento na CPI só explicitou o que a população já estava sabendo. Vamos voltar às ruas até conseguir o impeachment. Não podemos mais permitir a política de morte do presidente que incentiva métodos não efetivos no enfrentamento da pandemia - ressalta o coordenador do Diretório Central do Estudantes (DCE), Luiz Eduardo Boneti Barbosa. 

CPI da Covid-19 entra em nova fase no Legislativo

De acordo com a organização do ato, mais entidades e partidos se somaram ao protesto deste sábado. O movimento é organizado por centrais sindicais, partidos políticos, comitês em defesa da vida, movimentos populares e da juventude. 

- O movimento se acirra depois do escândalo da semana passada e ganhamos o reforço de ainda mais pessoas contrárias ao governo - salienta Rogério Rosado, representante da União das Associações Comunitárias (UAC), uma das organizadoras do ato. 


Foto: Marcelo Oliveira (Especial/Diário)
Com cartazes nas mãos, família do professor Irineu viajou de Silveira Martins para participar do protesto

O professor aposentado Irineu Dalmaso, 74 anos, veio do município vizinho de Silveira Martins para protestar com a família. Eles seguravam cartazes com frases que citavam os mais de 500 mil mortos pela Covid-19, defendendo os índios e a floresta Amazônica e pedindo a saída do presidente do poder:

- O povo está sofrendo, a Amazônia está destruída, enfim, temos uma infinidade de problemas sérios e motivos para estar na rua. Estamos voltando à era colonial. Me sinto incapaz, de mão amarrada, mas estar aqui ajuda de alguma forma. Não podemos retroagir.  



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190