covid-19

Mais de 4 mil pessoas são imunizadas em primeira ação voltada a trabalhadores da educação

Devido à grande procura, prefeitura teve que realocar doses para o Clube Dores e Shopping Praça Nova, locais com maior movimento

18.357
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Foram disponibilizadas 1,2 mil doses no Clube Dores. Local ficou lotado

O primeiro dia de vacinação para professores em Santa Maria teve grande procura e filas que começaram a se formar ainda durante a madrugada. De acordo com a prefeitura, foram disponibilizadas um total de 4.830 doses entre os cinco locais de vacinação, e 4.097 aplicadas. Esta é a primeira ação de imunização de trabalhadores da educação na cidade. No Clube Dores, as mil fichas disponíveis esgotaram pouco depois das 8h, quando iniciou a imunização. O mesmo aconteceu no drive-thru do Shopping Praça Nova, o que fez com que a prefeitura precisasse disponibilizar mais doses: foram mais 400 para o Praça Nova e 200 para o Dores. 

Em contrapartida, em locais como o Colégio Marista Santa Marta e a Associação Comunitária Tancredo Neves, a partir do meio da manhã, já não havia mais fila. O professor de Educação Física Pablo Vasconcelos, 43 anos, chegou na associação comunitária por volta de 10h20min e, em cinco minutos, conseguiu garantir a dose. Além da alegria por ser vacinado, o momento foi especial, pois a mãe de um de seus alunos fez a aplicação.

- Eu cheguei aqui e já reconheci ela. Ela me falou: 'vou fazer a tua vacina e vamos tirar uma foto, que eu quero mostrar pro meu filho'. Eu falei que adoraria, porque ele é uma criança muito querida - relata o professor da Escola Divina Providência. 


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Elizângela imunizou Pablo, o professor do seu filho

Para a técnica em enfermagem Elizângela Ribeiro Machado, mãe do Antony, poder vacinar o professor do filho é uma forma de agradecer por tudo o que os educadores fazem pelas crianças:

- É uma honra muito grande. Meu filho vai adorar quando souber e ver a foto.

LOCAIS DE VACINAÇÃO (total de doses aplicadas)

Clube Dores 

  • Doses disponíveis: 1.230
  • Doses aplicadas: 1.230

Praça Nova

  • Doses disponíveis: 1.400
  • Doses aplicadas: 1.282

UFSM 

  • Doses disponíveis: 1.200
  • Doses aplicadas: 896

Associação. Comunitária Tancredo Neves 

  • Doses disponíveis: 600
  • Doses aplicadas: 415

Colégio Marista Santa Marta

  • Doses disponíveis: 400 
  • Doses aplicadas: 274

O que trabalhadores da educação precisam para se vacinar contra a Covid-19

MOVIMENTO DE MADRUGADA
A movimentação em busca da vacina começou ainda durante a madrugada. A assistente social Vanessa Dias, de 37 anos, que trabalha no Instituto Federal Catarinense, chegou ao Clube Dores por volta de 3h30min, e já haviam sete pessoas na fila. Pela manhã, ela foi uma das primeiras vacinadas.

- Estava muito frio mesmo. Usei muitas camadas de roupa para me proteger. Mas valeu a pena, estava esperando por muito tempo. Viva a ciência e viva o SUS! - disse, após ser vacinada.


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Vanessa chegou cedo para garantir a vacina

CRÍTICA E BOM HUMOR

Para chamar a atenção e fazer uma crítica à demora pela imunização de professores, houve quem se fantasiou de jacaré para ir na vacinação do Clube Dores. Jordaine Artunes, 36 anos, professora de Sociologia da Escola Maria Rocha, diz que o ato foi uma ironia a um comentário do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em dezembro de 2020, sobre a vacina da Pfizer. As brincadeiras sobre virar jacaré após a imunização viralizaram nas redes sociais. 

- A ideia foi fazer uma crítica. A gente tem que defender a ciência. Agora a gente fica um pouco mais confiante para pisar na sala de aula - afirma a professora, que ainda não voltou às aulas presenciais porque a escola, que é estadual, não reabriu por falta de profissionais da limpeza. 

Foto: Pedro Piegas (Diário)

O professor de Educação Infantil Airton Costa, 47 anos, fez a mesma crítica. Ele confeccionou um chapéu com o formato de uma cabeça de um jacaré e também levou um cartaz com os dizeres: "As pessoas querem viver! Os professores querem voltar para as salas de aula!". Por onde passava, era parado por pessoas que pediam fotos.

- Nós todos já poderíamos estar vacinados, com uma situação um pouco mais segura nesta pandemia. Além da crítica, também é uma forma de homenagear meu pai, que teve Covid-19 e ficou bem mal, mas conseguiu se recuperar - conta o professor, que confeccionou o chapéu na noite passada, e ainda não voltou com aulas presenciais na escola onde trabalha, a Escola Municipal Nossa Senhora da Conceição. 

GRIPE
Puderam se vacinar nesta terça-feira professores e trabalhadores do Ensino Básico (creche, pré-escola, ensinos fundamental, médio e profissionalizante e EJA) das redes pública e privada do município. 

Professores e trabalhadores da educação também fazem parte do grupo prioritário de vacinação contra a gripe. Quem já foi vacinado deve respeitar o intervalo mínimo de 14 dias para receber a dose contra a Covid-19. Uma nova data de imunização contra a Covid-19 será anunciada nos próximos dias.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190