estiagem

Falta de água atinge mais de 100 famílias em Santa Maria

Defesa Civil mantém 57 postos de abastecimento com caminhões-pipa

18.355


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Entrega de água na Costa da Montanha

Pelo menos 105 famílias de Santa Maria já precisam do abastecimento de água feito pela Defesa Civil. Com a estiagem que atinge a região, a demanda cresceu e já são 57 pontos de abastecimento localizados em nove distritos e quatro bairros. Ao todo, 457 pessoas são beneficiadas com as entregas periódicas feitas por meio de caminhões-pipa.

Estado confirma primeiro caso simultâneo de Covid e H3N2 em um mesmo paciente

Apenas na última segunda-feira, foram entregues 31 mil litros de água potável nos distritos de Passo do Verde, Santo Antão e no Bairro Campestre do Menino Deus. Na terça, houve a distribuição de 13 mil litros de água no distrito de São Valentim. Nesta quarta, está prevista a entrega de água potável nos distritos de Palma e Arroio Grande (Quilombolas) e no Bairro Camobi (Costa da Montanha).

VÍDEO: 2,1 mil famílias em 15 cidades já recebem entrega de água em caminhão-pipa na Região Central

Conforme a prefeitura, os números tendem a aumentar por conta da demanda flutuante relativa à estiagem e ao período de temporada de veraneio no Balneário Passo do Verde, localidade com maior demanda por água potável.

PONTOS DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA

Distritos

  • Arroio Grande: 5 pontos (13 famílias)
  • Passo do Verde: 13 pontos (47 famílias)
  • São Valentim: 9 pontos (9 famílias)
  • Santo Antão: 5 pontos (6 famílias)
  • Boca do Monte: 2 pontos (2 famílias)
  • Palma: 1 ponto (1 família)
  • Pains: 4 pontos (5 famílias)
  • Arroio do Só: 2 pontos (2 famílias)
  • Santa Flora: 1 ponto (1 família)

Bairros

  • Camobi: 12 pontos (13 famílias)
  • Pé de Plátano: 1 ponto (2 famílias)
  • Km 3: 1 ponto (1 família)
  • Campestre do Menino Deus: 1 ponto (3 famílias)

Na terça, a Defesa Civil apresentou um diagnóstico ao grupo de trabalho da prefeitura que acompanha a situação da estiagem, no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Conforme o chefe de gabinete do prefeito, Alexandre Lima, também serão adotadas medidas de médio a longo prazo, como construção de poço e reservatórios de água em propriedades do interior, com o objetivo de mitigar efeitos da estiagem.

Prefeitura lança licitação para o Castramóvel em Santa Maria

- Viemos acompanhando o diagnóstico desde o ano passado. Um ano que apresentou déficit pluviométrico de até 80% abaixo da média em alguns meses. Segundo a Emater, tivemos prejuízos já no plantio da safra 2021/2022, o que causa um prejuízo estimado em R$ 70 milhões - disse Lima.

TEMPO

De acordo com o meteorologista Gustavo Verardo, da BaroClima Meteorologia, janeiro segue em uma condição ruim para o campo e também na questão do abastecimento. Apenas a segunda quinzena do mês pode ter um pouco mais de chuva, porém, insuficiente para reverter as perdas nas lavouras.

- São esperadas chuvas típicas de verão, que caem com intensidade maior em uma região e menos em outra, a exemplo do que ocorreu em Santa Maria nos últimos dias. Fevereiro também tende a repetir a condição climática com chuva irregular - afirma Verardo. 

* com informações da assessoria de imprensa da prefeitura


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190