distanciamento controlado

Em mapa definitivo, seis das 20 regiões do RS ficam na bandeira vermelha

Região de Santa Maria não teve alterações e segue na bandeira laranja

18.297

O governador Eduardo Leite divulgou na tarde desta segunda-feira, durante live (acompanhe abaixo), a bandeira definitiva desta semana do distanciamento controlado. Das 20 regiões do Estado, seis estão na bandeira vermelha - com mais restrições as atividades econômicas - a partir desta terça-feira. 

Estado tem 501 novos casos e outras 32 mortes pela Covid-19

Na última sexta-feira, quando o mapa preliminar das bandeiras foi divulgado, o total de regiões onde o risco era considerado alto eram 10. Durante o prazo disponibilizado para prefeitos entrarem com recursos para alterar essa condição, foram recebidos 37 solicitações. Após a análise, as regiões de Erechim, Passo Fundo, Caxias do Sul e Taquara não vão para a bandeira vermelha e permanecem com o risco considerado médio. 

Seguem na bandeira vermelha Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Canoas e Porto Alegre, além de Palmeira das Missões e Pelotas. Ao total são 155 municípios incluídos nessa bandeira, que representam mais de 5,9 milhões de habitantes. Nesses locais, também há 87 municípios que, mesmo na região de risco alto, poderão seguir com as regras da bandeira laranja, pois não registraram nem óbitos nem internações por Covid-19 nos últimos 14 dias. 

REGIÃO CENTRO-OESTE ESTÁVEL
A região de Santa Maria foi classificada como risco médio na última semana e permanece sem alterações. Entretanto, como os prefeitos podem ser mais restritivos, segue valendo o decreto municipal para a cidade de Santa Maria, que delimita o horário de funcionamento do comércio de rua entre as 11h e 17h. 

Na macrorregião Centro-Oeste, também fazem parte a região de Uruguaiana, a situação é estável, de acordo com Leite. Nos últimos 30 dias, o número de pacientes com a confirmação ou suspeita da doença internados nos leitos de UTI foi o segundo menor número do período. 

Entretanto, esse é o cenário oposto principalmente na região Metropolitana, que tem registrado mais óbitos, novos casos e novas hospitalizações nas últimas semanas. Leite ressaltou que isso é preocupante, porque acaba afetando todo o resto do Estado, já que essa região funciona como um grande "pulmão".

Prefeitura emitiu 22 notificações por descumprimento de prevenção ao coronavírus

Como as próximas semanas são, historicamente, as que registram a maior lotação dos leitos no Estado por conta de outros problemas de saúde ocasionados pelo frio intenso, o governador reforçou o alerta de que nos próximos 15 dias as medidas e cuidados necessários para o combate ao coronavírus seja reforçada por todos os gaúchos para que o atendimento hospitalar não corra o risco de entrar em colapso. 



COMO FUNCIONA O DISTANCIAMENTO CONTROLADO
Com base em evidências científicas e análise de dados, o modelo de Distanciamento Controlado - que está oficialmente em vigor desde 10 de maio, com o Decreto 55.240 - tem o objetivo de equilibrar a prioridade de preservação da vida com uma retomada econômica responsável em todo o Rio Grande do Sul.  

Para isso, o governo dividiu o Estado em 20 regiões e mapeou 105 atividades econômicas. A partir de um cálculo que leva em conta 11 indicadores, segmentados em dois grupos - propagação do vírus e capacidade de atendimento de saúde -, determinou a aplicação de regras (chamados de protocolos) mais ou menos restritas para cada segmento de acordo com o risco calculado para cada região. 

Conforme o resultado do cruzamento de dados divulgados de forma transparente, cada local recebe uma bandeira nas cores amarela (risco baixo), laranja (risco médio), vermelha (risco alto) ou preta (risco altíssimo). 

Os dados são consolidados as quintas-feiras e divulgados nas sextas. Os prefeitos tem prazo para entrar com recursos, como a alteração de algum dado incorreto, que são analisados na segunda-feira de manhã pelo Gabinete de Crise. O mapa definitivo é divulgado na tarde de segunda. Quando as regiões são classificadas com bandeiras amarela ou laranja, as regras passam a valer às 0h de sábado. Já se são classificadas, em definitivo, na vermelha, as regras começam a valer às 0h de terça. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190