chuvas

Corsan diz que não há risco de rompimento na barragem do DNOS

Equipe de técnicos da Corsan faz o monitoramento online do nível do Rio Vacacaí-Mirim naquela região

18.389
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)


Foto: Pedro Piegas (Diário)/

Uma das preocupações dos santa-marienses diante das fortes chuvas que castigam a cidade desde domingo - o acumulado no mês de outubro ultrapassa os 400 milímetros até o momento -, é em relação à barragem do DNOS, no Rio Vacacaí-Mirim, que fica localizada no Bairro Campestre do Menino Deus e fornece 30% da água para o município.

Acompanhe a cobertura em tempo real da chuvarada na região

De acordo com o superintendente regional da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), José Epstein, apesar do registro de precipitação elevada e fora do normal para a época, as equipes estão monitorando os níveis da barragem e não existe qualquer tipo de risco em relação à rompimento.

Prefeitura de São Gabriel deve decretar situação de emergência por conta da chuva

- A gente sabe que houveram algumas especulações nas redes sociais, mas isso não procede. Existe um volume bastante significativo de água, que está entrando na barragem e, consequentemente, saindo no seu vertedouro. Hoje, pela parte da manhã, técnicos da Corsan, juntamente com pessoal da Defesa Civil, foram fazer uma visita ao local justamente para constatar essa situação de plena regularidade. O que chama a atenção mesmo é o volume que está no vertedouro, mas a barragem do DNOS é dimensionada para situações muito maiores do que a que gente está enfrentando agora - destacou Epstein.

Veja como ajudar moradores desalojados pelo temporal

Ainda conforme o superintendente, a equipe de técnicos da Corsan está fazendo o monitoramento online do nível da barragem, que é repassado 24h por dia ao Centro de Controle Operacional. 

- Como a gente trabalha com vertedouro livre, toda água que chega na barragem é direcionada para o Vacacaí-Mirim e aí é condição do rio mesmo, de absorver esse volume de água. A gente tem relatos provavelmente de pessoas que estão em áreas de espaço de enchente que devem, sim, acompanhar o nível da água. Mas reforçando, qualquer elevação do nível do rio não tem relação com a operação da barragem. Toda água acaba vindo dos morros e a barragem acaba sendo só uma passagem, ela até amortece esse volume, que poderia ser muito mais impactante pro rio. Ela acaba sendo uma bacia de amortecimento - disse o superintendente regional da Corsan.

'Não tem como eu me preparar para a próxima chuva', diz mulher que teve casa destelhada

A Defesa Civil Municipal monitora a situação de 30 famílias que moram no entorno da barragem.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA

em relação ao abastecimento de água, Epstein destaca que na segunda-feira ocorreu um rompimento da Região Oeste, mas que o problema foi sanado durante a madrugada. Na manhã de terça, a estação de bombeamento da Corsan chegou a ficar sem energia elétrica por três horas. A mesma situação ocorreu na segunda-feira em Candelária, nas principais estações de bombeamento de água bruta. No entanto, tudo dentro da previsibilidade. Em São Pedro do Sul, os seis postos de operação ficaram sem energia pela manhã desta terça. Cinco já estão em operação.  

Para Epstein, em períodos de muita chuva, as maiores ocorrências são em relação ao esgotamento sanitário:

- Infelizmente nós temos uma cidade com muito lançamento irregular de águas pluviais no esgoto doméstico e isso pode ocasionar um maior número de ocorrências. A gente sempre direciona que as pessoas usem nossos canais de comunicação oficiais, principalmente o aplicativo da Corsan, e também o nosso 0800, que fica no verso da folhinha de quem recebe a fatura - finalizou. 

  • Central de Atendimento 24h da Corsan - 0800 646 6444 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190