Concessão e pedágios

Concessionária Rota para Santa Maria assumirá a RSC-287 no final de julho

Grupo espanhol Sacyr esteve na cidade para dar detalhes e dizer que obras de recuperação dos 204 km começarão no primeiro dia da concessão

Foto: Foto: Deni Zolin (Diário)
Pozzobom, Décimo e Cortez (à esq) receberam os diretores do grupo espanhol Sacyr, Aquilino Martinez e Leandro Conterato (à dir)


Foto: Deni Zolin (Diário)/Pozzobom, Décimo e Cortez (à esq) receberam os diretores do grupo espanhol Sacyr, Aquilino Martinez e Leandro Conterato (à dir)

O grupo espanhol Sacyr, que é o quarto maior do mundo no setor de concessões de infraestrutura, anunciou nesta quinta, em reunião com o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB), que deve assinar o contrato de concessão dos 204 km da RSC-287 até 26 de junho e que assumirá a rodovia até o final de julho. Com isso, assumirá as duas praças de pedágios da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), em Candelária e Venâncio Aires, e já passará a cobrar o novo valor - na prática, para automóveis, cairá dos atuais R$ 7 para cerca de R$ 3,50. Também foi anunciado o nome fantasia da empresa, que vai se chamar Concessionária Rota para Santa Maria e terá sede em Santa Cruz do Sul, por questões operacionais - já que a cidade fica no meio da rodovia.

- Já vamos preparar as equipes antes, para que, no primeiro dia, já iniciem também as obras de recuperação inicial dos 204 km da rodovia, que serão feitas no primeiro ano da concessão.  Fizemos, nas últimas três semanas, um estudo de toda a rodovia. Começaremos as obras pelos trechos mais críticos, e um dos pontos é perto de Santa Maria, no km 225. São dois quilômetros de extensão, que precisam ser melhorados o quanto antes - afirmou o diretor geral da Sacyr Concessões, Aquilino Espejo Martinez, ao prefeito Jorge Pozzobom.

Tradicional fábrica de refrigerantes começa a fabricar a Cyrillinha em novo formato

Quanto a empregos, a estimativa é de ter cerca de 200 funcionários no setor administrativo no primeiro ano de concessão, além de outros trabalhadores para fazer as obras de melhorias. Até julho de 2022, o cronograma da concessão prevê que a empresa terá de tapar totalmente os buracos, retirar ondulações e consertar todo o acostamento, que atualmente tem sérios problemas em alguns trechos. Além disso, toda a sinalização vertical (placas) e horizontal será nova, com pinturas e tachinhas reflexivas, o que garantirá maior visibilidade e segurança para os usuários. Só após a conclusão dessas obras é que a Concessionária Rota para Santa Maria poderá iniciar a cobrança nas três novas praças de pedágio, em julho de 2022 - uma delas fica perto do Trevo do Santuário, entre Santa Maria e a Quarta Colônia, a segunda ficará entre Paraíso do Sul e Novo Cabrais, e a terceira, em Tabaí.

Quanto às vagas de emprego, a previsão é que, nas próximas semanas, o setor de RH da Sacyr divulgue a seleção de vagas - ainda não é possível enviar currículos. Além de funcionários de cobrança de pedágio e do setor administrativo, devem ser contratados médicos e motoristas de guincho e ambulância, já que a concessão prevê esses serviços sendo oferecidos aos usuários.

Martinez garantiu que, mesmo tendo apresentado um valor de tarifa pela metade do preço sugerido no leilão, a concessionária cumprirá todos os prazos de obras, incluindo a duplicação total dos 204 km da rodovia, conforme prevê o edital de concessão. 

- O grupo tem 4 mil km de rodovias no mundo e sempre cumpriu com os contratos. Nunca houve problemas - afirmou.

Nos primeiros cinco anos, o governo do Estado prevê a recuperação total da rodovia, com consertos mais profundos do asfalto, para deixar a rodovia em condições de nova. Também estão previstas duplicações de trechos urbanos no 3º e 4º anos da concessão, a contar de julho de 2021, e terceiras faixas entre Santa Maria e Paraíso do Sul. Devem ser R$ 599 milhões aplicados até o 5º ano. A duplicação do trecho rural começará no 6º ano, em Tabaí, e chegará a Novo Cabrais no 9º ano. Depois, para duplicar totalmente a rodovia, de Novo Cabrais a Santa Maria, o prazo final é do 19º ao 21º ano de concessão, por volta de 2040. Porém, se o fluxo de veículos atingir um volume de 18 mil eixos equivalentes no trecho, a duplicação terá de ser realizada antes - tudo isso está previsto no edital de concessão.


ASSISTA À TV DIÁRIO: 24 horas por dia e de graça

 Essa é a primeira rodovia que o governo Eduardo Leite concedeu. Existem outras previstas. Além disso, o governo federal deve lançar a concessão das BRs 290/116 e também aqui na região, das BR-158/392, de Carazinho até Caçapava do Sul. Martinez diz que o grupo espanhol tem interesse em disputar todos esses leilões e até em concorrer para comprar uma fatia da Corsan, já que a Sacyr também tem concessões nos setores de água e esgoto e de hospitais em outros países.

O prefeito Jorge Pozzobom deu as boas-vindas aos diretores do grupo espanhol e afirmou que a prefeitura estará à disposição para ajudar no que for possível. Também contou que, como usuário frequente da rodovia, conhece os problemas. Pozzobom pediu que tenham atenção também com os acostamentos, já que muitos ciclistas têm usado a estrada e acabam indo para o meio da pista devido à situação precária dos acostamentos, aumentando o risco de acidentes. O prefeito também destacou que com a RSC-287 em boas condições e com mais atrativos na região, como as Thermas Romanas, a intenção é divulgar e convencer os argentinos e uruguaios que troquem a BR-290 e passem a ir para as praias gaúchas e catarinenses por Santa Maria - após o fim da pandemia.

- Temos um potencial muito grande para fazer os argentinos e uruguaios passarem por aqui, o que será bom para a cidade e para a concessionária. Aqui temos shopping também, e os argentinos e uruguaios adoram. Tem as Thermas Romanas - disse Pozzobom.

O prefeito também ressaltou que segue na luta pela duplicação da Faixa Nova de Camobi e que o Daer está fazendo o projeto para a obra.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190