pandemia

Com novas regras, prefeitura intensifica fiscalização no Centro

Quatro lojas foram fechadas e três mercados notificados

18.404


Foto: Pedro Piegas (Diário) 

No primeiro dia após o retorno da classificação de Santa Maria como bandeira laranja modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado, o comércio considerado não essencial pode abrir das 12h às 18h. Durante a manhã, as lojas cumpriram a determinação da prefeitura e permaneceram fechadas. Já a tarde foi marcada por intensa movimentação de pedestres no Centro, e uma ação de fiscalização da prefeitura para coibir aglomerações.

Por volta das 14h, agentes da Guarda Municipal e da Superintendência de Fiscalização reuniram-se próximo ao viaduto Evandro Behr para iniciar os trabalhos. Em uma tarde quente, com a temperatura superior a 25ºC, eles seguiram pela Rua do Acampamento _ que concentra o maior número de lojas da cidade _ para acompanhar como lojistas e pedestres estavam seguindo os protocolos de higiene e distanciamento social estabelecidos pela prefeitura e pelo governo do Estado.

Veja como cada serviço pode funcionar de acordo com o novo decreto da prefeitura

Se, por um lado, quase a totalidade das lojas estava seguindo rigorosamente as determinações, com disponibilização de álcool gel, aferição de temperatura e, em alguns casos, até doação de máscaras, por outro, a atitude de alguns pedestres vai ao contrário. Orientação contundente tanto do Ministério da Saúde quanto da Organização Mundial da Saúde, o uso de máscara de proteção individual ainda não se tornou rotina para muitos pedestres, que circulavam sem o equipamento. Além disso, apesar da retirada dos bancos do Calçadão e da Praça Saldanha Marinho, algumas pessoas se aglomeravam em rodas de conversa.

- Os lojistas já entenderam as medidas. O problema, realmente, é a população que acaba prejudicando todo o resto, incluindo o nosso comércio local - afirma um fiscal que preferiu não se identificar.

Os exemplos de desrespeito são muitos. Em apenas uma hora circulando pelas principais ruas do centro da cidade, deparamos com famílias inteiras circulando sem máscara, clientes de estabelecimentos comerciais sem o equipamento e vendedores ambulantes que, além de não poderem realizar a comercialização dos produtos sem alvará, não estavam seguindo as recomendações de higiene.

Cacism diz que Santa Maria já registrou 10 mil demissões em três meses de pandemia

Em todos os casos, as pessoas foram alertadas pelos agentes responsáveis pela fiscalização e se retiraram do local. Nenhum objeto foi apreendido.

- Primeiro, a gente orienta esses ambulantes. Se passarmos por aqui de novo e mantiverem o comércio irregular, apreendemos o produto - afirma o fiscal.

Segundo os agentes, a principal dificuldade é fiscalizar as distribuidoras de bebidas abertas durante a madrugada, descumprindo as medidas impostas pelo Executivo. Segundo o último decreto, é proibido o consumo de bebida alcoólica em via pública a qualquer hora do dia e distribuidoras só podem funcionar até as 21h. Qualquer estabelecimento do tipo que passar deste horário está infringindo as regras, e a população pode denunciar pelo número 153.

QUATRO LOJAS FECHADAS
Nesta quarta-feira, quatro lojas foram fechadas por não seguirem as normas de segurança determinadas pelos governos federal e municipal. Os agentes passaram por também por 18 mercados: três receberam orientações para evitar aglomerações. Outros três, foram notificados por causa da presença de pessoas sem equipamentos de proteção ou por outras irregularidades.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190