distanciamento controlado

Cinco indicadores que calculam cor da bandeira melhoraram na região de Santa Maria

Dados que indicam risco de Covid-19 da última atualização foram comparados com o da semana do dia 19 de junho

18.297

Foto: Renan Mattos (Diário)

Desde que o modelo de distanciamento controlado entrou em vigor no Rio Grande do Sul, a região de Santa Maria chegou a ficar na bandeira vermelha por algumas horas na atualização do dia 13 de junho, mas após correção de dados voltou à bandeira laranja, onde permanece até agora. Apesar do risco de contágio continuar sendo considerado médio, seis dos 11 indicadores que calculam as cores das bandeiras tiveram alteração em uma semana. Cinco deles melhoraram na atualização mais recente e um piorou. 

Drive-thru de vacinação contra a gripe é transferido para quinta-feira

Para chegar a uma bandeira final, o governo utiliza dados, informados pelas prefeituras, que consideram duas principais características: a propagação da Covid-19 e a capacidade de atendimento hospitalar. Dentro desses dois grupos, existem 11 indicadores que medem a velocidade do avanço, estágio da evolução, incidência de novos casos sobre a população, capacidade de atendimento e a mudança da capacidade de atendimento.  A bandeira final é obtida por meio do arredondamento da média ponderada das bandeiras dos indicadores. 

Em comparação dos números da semana do dia 19 de junho com a da semana do dia 25 de junho, a região de Santa Maria teve melhora em relação ao avanço da doença e a capacidade de atendimento hospitalar da macrorregião Centro-Oeste (que inclui a região de Santa Maria e Uruguaiana), mas piorou no dado que considera a proporção de leitos de UTI livres para cada leito de UTI ocupado no Estado.

O QUE MELHOROU

  • Passou de preta para amarela: o indicador sobre o número de hospitalizações confirmadas para Covid-19 registradas nos últimos sete dias
  • Passou de laranja para amarela: o indicador sobre o número de pacientes Covid-19 confirmados em leitos de UTI 
  • Passou de preta para vermelha: o indicador sobre o número de pacientes ativos (número de casos confirmados sem contar óbitos e curados) na última semana
  • Passou de preta para vermelha: o indicador sobre a projeção do número de óbitos para o período de uma semana para cada 100 mil habitantes
  • Passou de laranja para amarela: o indicador sobre o número de leitos de UTI livres para cada leito de UTI ocupado por paciente Covid na macrorregião

O QUE PIOROU

  • Passou de laranja para vermelha: o indicador sobre o número de leitos de UTI livres para cada leito de UTI ocupado por paciente Covid no Estado

QUAIS CIDADES FAZEM PARTE DA REGIÃO
Desde que o modelo de distanciamento controlado entrou em vigor no Rio Grande do Sul, o Estado passou a ser dividido em 20 regiões Covid. A região de Santa Maria engloba, além dela mesma, outras 31 cidades:

  • Agudo
  • Cacequi
  • Capão do Cipó
  • Dilermando de Aguiar
  • Dona Francisca
  • Faxinal do Soturno
  • Formigueiro
  • Itaara
  • Itacurubi
  • Ivorá
  • Jaguari
  • Jari
  • Júlio de Castilhos
  • Mata
  • Nova Esperança do Sul
  • Nova Palma
  • Paraíso do Sul
  • Pinhal Grande
  • Quevedos
  • Restinga Sêca
  • Santiago
  • São Francisco de Assis
  • São João do Polêsine
  • São Martinho da Serra
  • São Pedro do Sul
  • São Sepé
  • São Vicente do Sul
  • Silveira Martins
  • Toropi
  • Unistalda
  • Vila Nova do Sul

Na macrorregião Centro-Oeste, Santa Maria também engloba Uruguaiana, das quais fazem parte as cidades de Alegrete , Barra do Quaraí, Itaqui, Maçambara, Manoel Viana, Quaraí, Rosário do Sul, Santa Margarida do Sul, Santana do Livramento, São Gabriel e Uruguaiana. 

ATUALIZAÇÃO DAS BANDEIRAS
Desde o último fim de semana, a atualização das bandeiras passou a ser feita nas sextas-feiras. A partir do anúncio, os prefeitos tem 48 horas de prazo para ingressarem com recursos caso algum dado referente a sua cidade esteja incorreto. As solicitações são analisadas na segunda-feira de manhã pelo Gabinete de Crise e a bandeira em definitivo é divulgada durante a tarde. Naquelas regiões que são classificadas com bandeira amarela ou laranja, que representam risco baixo e médio, respectivamente, as regras já passam a valer às 0h do sábado. Nos locais que foram classificados com bandeira vermelha ou preta, que representam risco alto ou altíssimo, respectivamente, as regras começam a vigorar nas terças. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190