transporte público

Chuva forte prejudica via, e ônibus não pode realizar itinerário

Linha no Bairro Caturrita está interrompida temporariamente

Thays Ceretta
Foto: Fotos: Pedro Piegas (Diário)


Fotos: Pedro Piegas (Diário)

Além da falta de luz em pelo menos três bairros, a chuva forte que chegou à cidade nesta semana causou problemas até para o transporte público. Desde ontem, a linha de ônibus que passa pelo Bairro Caturrita, linha Salgado Filho, está suspensa devido ao barro criado em um trecho entre a Rua José Barin e a ERS-516, conhecida como Estrada de São Martinho da Serra.

Segundo uma moradora do bairro, um ônibus quase sofreu um acidente no local ontem depois de derrapar. A faxineira Janete do Carmo Gomes dos Santos Ferreira contou que outros moradores só passaram no local com veículos pequenos.

- Meu marido conseguiu sair para ir trabalhar de moto. Mas é um risco passar por ali - falou.

Janete previu que enfrentaria problemas quando precisaria passar pelo trecho na manhã de hoje, ao levar a mãe em uma consulta médica. Sem a linha de ônibus, ela cogitou chamar um táxi, mas tinha dúvida se o veículo iria passar pelo trecho. A moradora ainda contou que alguns vizinhos foram a pé até um local em que outra linha de ônibus passasse.

- Muita gente desceu caminhando, mas é pior com a chuva - contou.

Em nota, a prefeitura informou que, assim como o consórcio SIM, está ciente da situação do trecho e que não há previsão de retorno até o momento. Segundo a nota, o trecho tornou-se um local de risco, e a alternativa sugeria "é que o passageiro desembarque na parada de ônibus que fica no final da Rua José Barin, antes do Cemitério Municipal Jardim da Saudade Cemitério da Caturrita".

Empresa de Agudo cria competição para reduzir custos de transporte

O Departamento Autônomo de Estrada de Rodagem (Daer) foi acionado pelo consórcio para realizar melhorias naquela via, com a finalidade de que o serviço de transporte público seja retomado normalmente.

Na manhã e hoje, uma máquina estava no local aumentando o desvio para que o tráfego de ônibus seja normalizado. Conforme o Corpo de Bombeiros, hoje, a equipe não recebeu chamados referentes aos estragos causados pelo vento, todas as ocorrências foram atendidas ontem. 

Já o coordenador da Defesa Civil, Adão Lemos, comentou que as equipes fizeram um trabalho de prevenção em pelo menos três regiões de Santa Maria que têm alto potencial para alagamentos e deslizamentos. Apesar de não ter sido registrada grande quantidade de chuva nas últimas horas, a intenção é atuar de forma a evitar riscos para a população. 

- Não temos registros de casas destelhadas ou de alagamentos, mas estamos em alerta com os pontos mais críticos da cidade, principalmente onde não tem drenagem. O maior problema é se chover forte e de forma contínua, há previsão de chover bastante até sexta-feira - explicou Lemos. 

A equipe da Defesa Civil percorreu os bairros Lorenzi, na região Sul, Chácara das Flores, na Vila Vitória, na região Norte, e Renascença, na região Oeste. Conforme levantamento da Superintendência, são verificados pontos específicos desses locais que apresentam potencial para alagamentos. Em outros locais, como a Vila Bilibio e o distrito de Passo do Verde, a Defesa Civil mantém contato direto com os morados na tentativa de monitorar deslizamentos e cheia do rio Vacacaí, uma vez que a ação de ajuda tem de ser rápida.  

Para ajudar a população, a prefeitura disponibiliza o guia "Como agir em casos de desastres naturais". A publicação conta com dicas de segurança em casos de alagamentos, choques elétricos, deslizamentos de terra, granizo, entre outros.

Contatos:

  • Defesa Civil Municipal - (55) 3222-5192
  • Central Municipal de Monitoramento 24h - 153
  • Defesa Civil Estadual -  (51) 3210-4219 ou 199
  • Corpo de Bombeiros - 193

*Colaborou Leonardo Catto


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190