saúde pública

Central de UTI do Husm deve estar pronta até outubro

Utilização do espaço com novos leitos está previsto para ocorrer no fim do ano

18.386

Foto: Renan Mattos (Diário)

A tão aguardada obra da Central de UTI, que é realizada em anexo ao Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), deve ter, em até 60 dias, a instalação de equipamentos necessários ao funcionamento. Foi publicado, na terça, no Diário Oficial da União, o extrato de contrato da aquisição, por parte da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), de materiais que serão utilizados no complexo hospitalar. Ao todo, foram aportados R$ 2,9 milhões.

Ocupação de leitos de UTI fica abaixo dos 60% na última semana na região e em Santa Maria

De acordo com a própria universidade, a compra foi feita junto à empresa Fanem Ltda., que é de São Paulo, e que foi a vencedora do processo licitatório aberto ainda em julho. Com a recente compra desses aparelhos, a projeção é que a instalação ocorra em até 60 dias. Há ainda outros equipamentos, que foram comprados pela UFSM, e que devem estar em breve chegando e, posteriormente, sendo instalados pelas empresas responsáveis.  

A compra de aparelhos faz parte de um plano arrojado, executado em tempo recorde pela UFSM, para colocar em funcionamento mais 45 leitos. Assim, o Husm passará dos atuais 45 leitos de UTI para quase 90.

VALORES
Ainda em abril, durante o boom da pandemia, o Ministério da Educação (MEC) liberou recursos àquelas universidades que tivessem necessidade de colocar em prática medidas de enfrentamento à Covid-19. A UFSM conseguiu, assim, a obtenção de R$ 12 milhões junto ao governo federal para esse fim.

Até o momento, foram empregados cerca de R$ 7,1 milhões para a compra de equipamentos para a Central de UTI. Além disso, o recurso também foi utilizado para a compra de EPIs, insumos, produção de álcool em gel e também para a aplicação de exames RT-PCR. 

Sesc cria campanha para incentivar a doação de sangue no Hemocentro nesta sexta

NOVA FASE
O reitor projeta que a obra da Central de UTI esteja concluída até outubro. Já os primeiros leitos devem ser disponibilizados até o fim do ano. Porém, para que isso ocorra, há necessidade de contratação de pessoal. Segundo ele, essa situação está sendo tratada junto à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que administra o Husm.  

Para isso, seriam duas as possibilidades de ter pessoal para a unidade: processo simplificado de contratação ou, ainda, a utilização de cadastro reserva de profissionais já aprovados.

A Ebserh encaminhou, abaixo, uma nota referente à contratação de pessoal para atuar na Central de UTI: 

"A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) esclarece que não há previsão de contratações para criar novos leitos de UTI no Husm atualmente, visto que não existe autorização da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST/ME) para tal ato e a Lei Complementar 173, de 20 de maio deste ano, veda aumento de gastos com pessoal no momento.

A empresa informa que realizou aporte recente de R$ 1,7 milhão para a conclusão da Central de UTI do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), com o objetivo de viabilizar a concentração em uma única área dos leitos já existentes de UTI Adulto, Coronariana, Neonatal e Pediátrica. A iniciativa melhora a gestão e traz maior eficiência na execução dos serviços e coordenação desses espaços beneficiando diretamente os pacientes da região."


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190