geoparque

Caçapava do Sul entrega dossiê para acreditação no programa de Geoparques da Unesco

Estratégia foi desenvolvida pela UFSM, Unipampa, prefeitura de Caçapava do Sul e sociedade civil organizada

Foto: Foto: Divulgação / UFSM


Foto: Divulgação / UFSM

Nesta segunda-feira a prefeitura de Caçapava do Sul entregou o dossiê para acreditação com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) do Geoparque da cidade. O projeto foi desenvolvido em conjunto pela prefeitura de Caçapava do Sul com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e a sociedade civil organizada.

A entrega do dossiê foi realizada durante solenidade de comemoração dos 190 anos de Caçapava do Sul. O professor do departamento de Geociências e coordenador instrucional do Geoparque Caçapava na UFSM, André Borba, explicou que, para ser aspirante a Geoparque, o território tem que ser dotado de geodiversidade singular e única no mundo.

- Caçapava tem sequências de rochas que materializam um momento único na história da formação do continente. Nesse momento Caçapava é o melhor lugar do mundo para mostrar estas rochas deste período, isso tudo exposto em lugares de belezas cênicas espetaculares - afirmou Borba.

Secretaria Estadual da Saúde autoriza segunda dose com Pfizer para quem tomou primeira com Astrazeneca

Borba também comentou que o dossiê deve ser enviado à Unesco, via Ministério das Relações Exteriores, antes de 30 de novembro, que é o prazo final. A visita presencial de avaliadores deve ocorrer entre abril e agosto de 2022. Para ele, a expectativa é otimista, devido à mobilização local e à força do projeto.

O reitor da UFSM, Paulo Burmann, também esteve presente na cerimônia e destacou a "importância da participação das instituições federais públicas na educação, na ciência e na extensão".

Segundo a Unesco, Geoparque é um conceito para áreas geográficas unificadas de relevância geológica internacional, que tenham uma estratégia social e ambiental de desenvolvimento responsável.

GEOPARQUES GAÚCHOS

No início deste mês aconteceu a primeira reunião conjunta entre UFSM, Instituto Federal Farroupilha (IFFar) e prefeituras gaúchas para debater o projeto de reconhecimento de um Geoparque Mundial da Unesco na região central do estado. A discussão envolveu as cidades de Jaguari, Mata, Nova Esperança do Sul, São Francisco de Assis, São Pedro do Sul e São Vicente do Sul.

Conforme a pró-reitora de extensão do IFFar, Angela Marinho, que coordenou a reunião, o geoparque é "uma temática para muitos", uma ideia coletiva com grande potencial de desenvolvimento humano e sustentabilidade para a região.

No momento,  as reuniões irão discutir os trâmites para efetivar um consórcio para que o projeto avance. Em dezembro, será realizado um seminário, com local ainda indefinido, para apresentar a proposta para a comunidade.

Atualmente, existem 127 geoparques da Unesco em 35 países. No Brasil, o único é o Parque Nacional do Araripe, no Ceará, administrado pela Universidade Estadual do Cariri.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190