recuperada

Após dois meses, paciente que veio de Manaus volta para casa

Junto de familiares, Jaqueline Araújo Maciel embarcou em voo para Porto Alegre no começo da tarde de segunda-feira

18.355


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Jaqueline (na cadeira de rodas), foi acompanhada pelo marido, Ruy, e pela filha Jenifer

Após mais de dois meses em solo gaúcho, a manauara Jaqueline Araújo Maciel, de 48 anos, uma dos 15 amazonenses com Covid-19 trazidos para Santa Maria em 2 de fevereiro, partiu de volta para casa. Ela é a penúltima a deixar a cidade e voltar para o Amazonas. Ainda em uma cadeira de rodas e auxiliada pelo marido, Ruy,  e pela filha, Jenifer, Jaqueline embarcou no voo para Porto Alegre que saiu do Aeroporto de Santa Maria às 13h40min desta segunda-feira.

- Sinto muita falta da minha casa. Consegui matar a saudade da família, que já está aqui comigo. Mas estou muito feliz e realizada de ter sido atendida aqui. Achei a cidade linda. As casinhas muito bem arrumadinhas. Moraria facilmente em cada uma - conta Jaqueline.

Pandemia de Covid-19 'está longe de terminar', diz chefe da OMS

Desde a alta hospitalar, em 16 de março, a família permaneceu em um apartamento alugado por aplicativo no Centro. Debilitada por conta da doença, ela não teve a chance de conhecer a cidade nestes período. Entretanto, ela fez questão de visitar a Basílica da Medianeira.

- Já estou me sentindo mais forte. Consigo dar alguns passos, andar, fazer algumas coisas independente. Antes eu não saía nem da cama, mal movimentava os braços - relata.


Foto: Pedro Piegas (Diário)
Jaqueline precisou de auxílio de uma cadeira de rodas para embarcar no avião

Jaqueline chegou a Santa Maria em leito clínico, mas teve que ser intubada um dia depois, em 3 de fevereiro, no Hospital Regional. Ela saiu dessa situação apenas em 6 de março. Após dois dias de observação, foi transferida para um leito clínico da Casa de Saúde.

Por recomendação médica, a família terá que fazer uma escala em São Paulo para evitar longos períodos dentro do avião. Em cada escala, em Porto Alegre e na capital paulista, Jaqueline terá que aguardar cerca de seis horas para descansar. As passagens dela e de um acompanhante foram pagas pelo Ministério da Saúde.

Taxa de ocupação de UTIs SUS está acima da capacidade máxima

A filha resume o sentimento da família:

- Sentimento de eterna gratidão. Não só a Santa Maria, mas também a Deus pelo que nos proporcionou. E, principalmente, um sentimento de ciclo. Se encerra um ciclo, e começa outro. É uma renovação de vida, de espírito, e de casa. Santa Maria se tornou uma segunda casa para a gente - Jenifer.


MANAUARAS
Dos 15 pacientes de Manaus que chegaram a Santa Maria no dia 2 de fevereiro, 12 tiveram alta e retornaram ao Amazonas até o dia 17 de fevereiro. A 13ª paciente recebeu alta no dia 1º de março. Com a alta de Jaqueline, apenas um paciente permanece internado. É uma mulher, de 58 anos, que passou pela UTI do Hospital Regional, foi transferida para a UTI do Hospital São Francisco no dia 14 de março e, no dia 21 de março, para a Casa de Saúde, já em leito clínico, fora da área Covid. Ela está sem familiares na cidade e com uma traqueostomia, e aguarda transferência de volta para Manaus.

O Hospital Casa de Saúde informou que, a paciente já tem condições de alta, e está aguardando transporte pra retornar a Manaus. Porém, ainda não se tem previsão de data para o deslocamento.



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190