Caso Kiss

Advogada de Marcelo de Jesus dos Santos atua na Capital, mas tem ligação com Santa Maria

Outras duas advogadas seguem com Tatiana Borsa no caso. Uma terceira acabou saindo no segundo dia de júri

Pâmela Rubin Matge (de Porto Alegre)
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)

Foto: Pedro Piegas (Diário)

O único réu que conta com a defesa constituída exclusivamente por mulheres é Marcelo de Jesus dos Santos. Tatiana Vizzotto Borsa, 51 anos, Camila Kersch, 40 anos e Paola Sofia Panazzolo, 41 anos são as advogadas que atuam em plenário desde o primeiro dia de julgamento. Uma quarta advogada, Aline Jungersen, também integrava a defesa, mas deixou a bancada logo no segundo dia. A circunstância é bradada em tom de discurso por Tatiana, quando questionada:

- Estamos representando as advogadas criminalistas do Brasil, para comprovar que a mulher pode estar em qualquer lugar exercendo sua atividade com maestria e competência. A advocacia criminal pode ter mulheres fortes, combativas, que não se acovardam e que estão à altura para estar onde normalmente é um local dominado pela presença apenas de masculina. Estamos aqui com a voz que vai ecoar a nossa força nesse júri que está sendo emblemático no mundo.

LEIA TAMBÉM
Saiba quem são os advogados que representam Mauro Hoffmann
Performático e dono de bordões, Jean Severo é advogado de Luciano Bonilha

PROTAGONISTA
A divisão do trabalho em plenário é bem específica e, para quem assiste, é perceptível a atuação de Tatiana. Ela é quem assume todas as manifestações orais e faz as inquirições, sendo bastante enfática. Camila constantemente revisa as informações técnicas do processo para subsidiar as oitivas. Paola dá suporte em questões diversas.

- Recebi um telefonema no dia 5 de maio de 2019 de uma pessoa de Santa Maria me pedindo um favor, pois um advogado teria desistido de atuar no júri e eu seria a advogada indicada. Até então, não havia me falado qual seria o caso. Após eu aceitar, ele me disse que seria um dos réus do Caso Kiss, Marcelo, o músico da banda, achei que ele estivesse brincando, mas era verdade. Imediatamente ao meu sim, Marcelo entrou em contato comigo e marcamos de nos encontramos quando fosse a Santa Maria _ relata Tatiana.

Natural de Passo Fundo e, desde 1994 em Porto Alegre, tem família em Santa Maria. A advogada é solteira e não tem filhos. Formada na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) Canoas, também é professora em cursos preparatórios para concursos e na São Judas Tadeu (Poa), Ulbra (Canoas, Guaíba e Gravataí), Faculdade de Direito de Santa Maria (Fadisma), entre outras.

Ela protagoniza a defesa do réu dentro e fora da sala de júri. A postura contrasta com o contexto que antecedeu o julgamento, quando, diferente dos outros advogados do caso, a maioria dos pedidos de entrevista ao Diário foram recusados.

Foto: Pedro Piegas (Diário)

LIVES
Desde o dia 1, porém, Tatiana vestiu a beca e a função de defensora de seu cliente. Eventualmente, leva a cuia para o plenário e toma mate em julgamento. No terceiro dia de júri, uma conversa entre ela, o pai e de uma vitima da tragédia e a promotora Lucia Callegari causou alarde na saída do plenário. Ela chegou a pedir para que os ânimos fossem acalmados e da importância de acabar o julgamento sem interferências ou atrasos. A movimentação aconteceu em um dos intervalos do depoimento de Daniel Rodrigues da Silva, funcionário da loja de onde Luciano Bonilha Leão teria comprado os artefatos usados no show na noite do incêndio.

No Instagram, a advogada faz lives diárias, por vezes duas no mesmo dia, comentando desdobramentos do júri. Exibindo vaidade nas redes sociais, fotos em frente ao espelho também ocupam o feed da advogada, geralmente indicando o dia com frases como "partiu" e "dia 5 - júri da Kiss"

Para defender Marcelo no caso, adianta que se valerá das teses: absolvição _ por ausência de dolo, e desclassificação para homicídio culposo na modalidade de negligência. (imprudência e imperícia também são modalidades).

Tatiana já advogou no Caso Teréu, na defesa de Rudinei Henrique de Abreu, Rudinei Pereira da Silva e Luciano Alves Pereira, acusados da morte do traficante Cristiano Souza da Fonseca, vulgo Teréu, em maio de 2015, no refeitório da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc). Em junho de 2019, os réus foram condenados por homicídio triplamente qualificado, dois deles com aplicação de pena de 27 anos de reclusão e outro com 26. A advogada também atua na defesa das vítimas de tragédia de Brumadinho, cujo rompimento de uma barragem em 25 de janeiro deixou 217 mortos e oito desaparecidos.

A defesa de Marcelo

  • Tatiana Vizzotto Borsa - 51 anos
  • Camila Kersch - 40 anos
  • Paola Sofia Panazzolo - 41 anos

Atuação no Caso Kiss*

  • Desde setembro de 2019

*No segundo dia de júri, a advogada Aline Jungersen se retirou da defesa

Tese

  • Absolvição e desclassificação


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190