diário da esperança

'A pandemia não é a ira de Deus, mas resultado da ganância do homem', diz teóloga

Márcia Batista, da Catedral Anglicana do Mediador, explica a importância de manter o pensamento posiitivo

Foto Reprodução

O Diário da Esperança entrevistou a teóloga Márcia Batista, da Catedral Anglicana do Mediador, que comentou sobre a importância de se manter em oração com Deus, como uma maneira de fugir dos pensamentos negativos, que durante a pandemia, se tornaram comuns.

Mais lojas apoiam campanha que conta com 38 locais para doação de alimentos

Diário - Como a religião justifica a pandemia?
Márcia Batista - Hoje no mundo as pessoas se questionam se pode ser a ira de Deus por conta do pecado. Mas não, Deus não está agindo com a mão pesada, como dizia no antigo testamento, pois isso que Jesus veio e nos deu um novo testamento, que não é um Deus que age como juiz, mas que trata-as com benignidade, com misericórdia e amor. Esse é o objetivo do novo testamento. O que acontece hoje no mundo, é culpa da ganância do homem. E se veio realmente do morcego, é por conta da fome que existe no mundo, porque ainda existe muita miséria. A ganância e o poder trazem para o mundo coisas ruins. No momento que tivermos amor e empatia, e amarmos uns aos outros realmente, por meio de oração, ou qualquer palavra de carinho, você estará fazendo sua parte no mundo para virar esse quadro de tristeza que estamos vivendo.

Diário - Que ferramentas podemos usar para nos fortalecermos diante das tragédias?
Márcia - Há algumas palavras que temos para isso, como motivação, alegria e animação. é você justamente tirar o foco de uma música que não tem uma energia boa, o mesmo num noticiário. Busque olhar outras coisas que te passam informações e que te deem suporte espiritual. É clichê dizer, mas a oração é o nosso acesso direto com Deus. "Eu não sei orar", mas você pode falar com Deus com intimidade. É preciso ter essa liberdade de falar com Deus. Existem outras tantas formas de buscar motivação, que é pensar em alegria, em momentos bons. O que está à nossa volta nos movimenta. Como diz a palavra "onde estão nossos olhos, também está nosso coração".  

Santa Maria confirma mais sete mortes e ultrapassa os 26 mil casos de coronavírus

Diário - A igreja tem algum projeto social para ajudar quem está em dificuldade?
Márcia - Foi oferecido acompanhamento pastoral, formação para o clero e lideranças com assessoria na área de psicologia. Também se buscou captar recursos de agências anglicanas para ajudar as pessoas em insegurança alimentar. Os recursos permitiram atender famílias em situação de desemprego em pontos diferentes do país. Aqui na diocese estes recursos oportunizaram distribuição de cestas básicas em cidades como Livramento, Concórdia, Seara, Capo-Erê e Dom Pedrito. Em Santa Maria foi feita doação de utensílios e móveis usados para a Defesa Civil.

Diário - Qual o recado para as pessoas que passaram por situações difíceis por conta da Covid-19?
Márcia - A gente pede para que Deus alivie as dores das pessoas que perderam familiares e amigos durante a pandemia. Tudo que estiver ao nosso alcance temos que procurar fazer. A pandemia vai passar, vamos poder nos abraçar em breve. Mas até lá é preciso manter o cuidado com a higiene e seguir orando e pedindo forças para passarmos por isso.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190