segundo dia de prova

Salas quase vazias e calmaria na entrada apontam para abstenção ainda maior no Enem

No segundo dia do Enem, estudantes realizam questões de Ciências da Natureza e Matemática

18.398
Foto: Foto: Anselmo Cunha

Foto: Anselmo Cunha

Se algum desavisado passasse por Santa Maria na manhã deste domingo, ele teria dificuldade para identificar que a data marca o segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Isso porque a calmaria imperava nos 25 locais de prova do município, e a movimentação de candidatos não lembrava, nem de longe, a tradicional correria e as longas filas de anos anteriores.

As poucas aglomerações que se formaram aconteceram antes das 11h30min, quando os portões ainda não estavam abertos, e os jovens se refugiavam nas calçadas em busca de sombra para se proteger do calor de cerca de 30ºC. 

Primeira remessa da vacina de Oxford será destinada aos profissionais de saúde

No último domingo, dia 17, em todo o Brasil, a abstenção de alunos foi de 51,5%, ou seja, mais da metade dos inscritos não compareceu. Na ocasião, foi realizada a primeira prova, com conteúdos de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da redação. Agora, a tendência é que o número de ausências seja ainda maior.

A estudante Fabíola Prado Lima, 18 anos, que, por volta do meio-dia, aguardava para entrar na sala, no Colégio Manoel Ribas, o Maneco, ficou impressionada com a quantidade de pessoas que faltou ao primeiro dia.

- Por conta do Covid, as pessoas têm mais medo de vir fazer a prova - entende Fabíola.

Foto: Anselmo Cunha
Estudante Fabíola Prado Lima aguardava do lado de fora do Colégio Manoel Ribas para entrar na sala

De acordo com relatos colhidos pelo Diário, em conversas com integrantes das equipes responsáveis pela organização dos ambientes, caso todos os alunos inscritos tivessem comparecido ao exame, seria impossível manter a ocupação de máxima de 50% das salas, conforme regramento que foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) em seu site oficial. Ao longo da última semana, reportagens foram publicadas em diversos meios de comunicação do país, nas quais instituições cadastradas para a realização da prova relatavam que diretores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) contavam com uma abstenção de pelo menos 30% para que se tivesse o distanciamento necessário.

Neste domingo, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse, em São Paulo, que a pasta "acertou" ao prever essa abstenção. Segundo ele, se a pasta tivesse preparado uma estrutura para 100 dos inscritos (5,5 milhões para versão impressa), haveria desperdício de dinheiro público.

A alta taxa de ocupação apontada por diferentes locais fez com que, inclusive, a Defensoria da União entrasse com um pedido para anular o Enem nas vésperas da aplicação, no dia 16. 

Lote com mais 116 mil doses de vacina chega ao Rio Grande do Sul

TRANQUILIDADE
O coordenador de local do Colégio Coronel Pilar, no Bairro Nossa Senhora das Dores, Elton Albo, 43 anos, afirmou que o segundo dia foi bem mais tranquilo do que o primeiro. Na escola, 536 alunos estavam inscritos para realizarem a prova, mas, seguindo a média nacional, 50% não compareceu no dia 17, e uma quantidade ainda menor se fez presente neste domingo.

- Acredito que os alunos não compareceram por conta da pandemia e, também, em função de que as escolas foram organizadas para receber um número máximo de alunos. Se todos tivessem comparecido, teríamos 35 ou 30 alunos por sala. Como veio 50%, conseguimos deixá-los afastados entre uma mesa sim e outra não - explicou Albo.

Foto: Anselmo Cunha
No Colégio Coronel Pilar, equipes responsáveis pela organização das salas resolveram marcar classes que não podiam ser ocupadas por conta do distanciamento. Porém, isso não foi feito em todos os locais e ficava a critério de cada chefe de sala

A PROVA

As disciplinas da prova envolviam muitos cálculos, porque, além de matemática, eram cobrados conteúdos de Química, Física e Biologia. Então, saber resistir ao desgaste mental também era um dos desafios. 

Fábio Barbosa, 20 anos, considerou o exame "muito difícil". Como se não bastasse o teste de conhecimento, a sala na qual ele estava teve problemas de infiltração quando a chuva começou :

- Os aplicadores tiraram a água de rodo. Parecia que a gente estava aqui fora. Era muita água. 

Um relatório sobre a situação seria elaborado pelos fiscais e encaminhado ao Inep. 

PRAZO FINAL

Os candidatos têm até as 18h30min para terminar as 90 questões (45 de Matemática e 45 de Ciências da Natureza e suas Tecnologias). Os resultados devem ser divulgados em 29 de março.

*Colaboraram Rafael Favero e Jaiana Garcia


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190