ensino superior

Governo libera R$ 1,1 bilhão do orçamento de universidades federais

Segundo o ministro Abraham Weintraub, dinheiro representa 100% do valor contigenciado

18.396
Foto: Foto: Renan Mattos (Arquivo Diário)


Foto: Renan Mattos (Arquivo Diário)

O Ministério da Educação anunciou hoje o descontingenciamento do orçamento das universidades federais, que foi possível a partir de um remanejamento do orçamento do MEC.

- Cem por cento de todo o orçamento para o custeio das universidades federais e institutos estão sendo descontingenciados neste momento - disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em entrevista à imprensa.

Uri Santiago tem 600 vagas no vestibular com dois novos cursos

Segundo ele, o contingenciamento não chegou a prejudicar nenhuma das ações da pasta.

- Foi feita uma boa gestão. Administramos a crise na boca do caixa. Vamos terminar o ano com tudo rodando bem - acrescentou.

De acordo com o secretário executivo do ministério, Paulo Vogel, estão sendo liberados R$ 1,1 bilhão dos R$ 19,6 bilhões que já estavam previstos para as despesas discricionárias do MEC. Vogel disse que o valor está sendo realocado de outras despesas ministeriais.

ASSISTA À ENTREVISTA COLETIVA

Enem
Na entrevista, Weintraub disse ainda que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujas provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, ocorre tranquilamente este ano.

- As provas já foram impressas. Os alunos que se preparem.

CORTES NA UFSM
Na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) estudantes que frequentam o Restaurante Universitário (RU) já percebem algumas alterações no cardápio normal servido no almoço e no jantar. Desde segunda-feira, não é mais distribuída a sobremesa. Outros itens, como o vinagrete e algumas saladas, também deixaram de ser oferecidos, e o RU passou a priorizar opções mais baratas para itens como a carne bovina e algumas saladas. Todas essa medidas, de acordo com o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Clayton Hillig, objetivam manter o funcionamento pleno do restaurante para todos os estudantes até o final do ano, já que parte do orçamento da instituição foi contingenciado.

Com as medidas, a ideia é reduzir em cerca de 10% o custo de funcionamento do restaurante. Em agosto, a UFSM já havia cortado a oferta de suco nos restaurantes. Outras medidas estão em vigor na instituição para reduzir gastos, como o racionamento de energia e o fechamento de algumas entradas secundárias nos finais de semana.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190